WB-Combate-Mosquito-960x90px

sexta-feira, 3 de março de 2017

Na base da pressão: Diretoria do Sindeducação volta a pressionar o governo municipal


A direção do Sindeducação – representada pela vice-presidente, Josidete Barbosa e a secretária dos aposentados, Mary Lourdes – retornou à Secretaria Municipal de Educação (Semed), para requerer um posicionamento sobre a abertura da mesa de negociação da Campanha Salarial de 2017. Os representantes da entidade sindical também estiveram na Semed, reforçando a cobrança.
As diretoras foram recebidas pelo secretário de Educação, Prof. Raimundo Moacir Mendes Feitosa. O titular da pasta se comprometeu em responder à solicitação – sendo que já foram enviados dois ofícios cobrando a abertura da mesa de negociação .
A campanha salarial foi lançada no dia 13 de janeiro em Assembleia Geral Extraordinária. Logo em seguida, o Sindeducação encaminhou ofício à Semed, solicitando a implantação da mesa das negociações. No dia 27 de janeiro, mais um ofício foi enviado.
De acordo com o Decreto nº 164, publicado no Diário Oficial do Município no dia 20 de agosto de 2014, o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior sancionou a Lei nº 5.877, que altera a Lei nº 4.615 de 19 de junho de 2006, que institui o Fundo Especial da Procuradoria Geral do Município. Conforme a redação oficial, a data base dos servidores públicos do município, a partir do ano de 2016, deve ser realizada “sempre na mesma data, no mês de janeiro”. Veja abaixo o trecho do documento:
Campanha Salarial 2017
O Sindeducação iniciou a Campanha Salarial 2017 no mês de janeiro, onde foi votado em Assembleia Geral Extraordinária a proposta de reajuste Salarial, dentre outros itens da pauta de reivindicação e encaminhado ofício à SEMED para a abertura das negociações. Ainda no mês de janeiro, dia 27, a diretoria do Sindeducação cobrou novamente, através de ofício, o posicionamento da Secretaria.
Vamos continuar a cobrar o posicionamento da SEMED em relação a abertura da mesa de negociação, esperamos que amanhã tenhamos um posicionamento favorável da Secretaria em relação às negociações” pontuou a professora Josidete Barbosa, vice-presidente do Sindeducação.
A mesa de negociação é composta por membros da diretoria do Sindeducação e professores da base, sendo representados pelos professores Cassia Miranda e Rodrigo Goulart, com titulares e os Professores Odiliogério Gramosa e Leonel Torres como suplentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário