sexta-feira, 30 de junho de 2017

“Arraial da Holandeses” fracassa e organizador some com dinheiro de barraqueiros



O “Arraial da Holandeses”, montado numa área pertencente ao Espaço 1000, localizada na Avenida dos Holandeses, no bairro do Calhau, em São Luís, ao que parece não deu certo ao seu organizador: o produtor Marcos Alexandre. De acordo com as informações, o que era para ser um evento repleto de alegria e grandes atrações terminou em calote, ameaças e denúncias em delegacias da capital.
Os prejuízos foram altos não apenas aos proprietários de barracas e dono do palco, mas principalmente ao proprietário do som que além de não ter recebido o valor contratado, ainda teve vários equipamentos roubados do local.
De acordo com denunciantes, o produtor que está desaparecido, organizou o arraial num espaço da Casa de Evento Espaço 1000, da qual presta serviço. Eles contam que Alexandre teria recebido de proprietários de barracas, valores entre R$ 2,8 mil a R$ 3 mil reais, depositado em conta pessoal, que seria o preço de uma das barracas.


A organização do evento teria divulgado nas redes sociais que o arraial iria acontecer do dia 23 de junho ao dia 09 de julho. No entanto, foram apenas 5 dias. Além da extensa data de programação prometida, mas que não aconteceu, Alexandre também teria divulgado aos barraqueiros que o local haveria grandes atrações como: Boi da Maioba, Boi de Axixá, Boi Pirilampo, Cacuriá de Dona Tete, incluindo, diversas danças portuguesas, quadrilhas e até shows com cantores internacionais. Do prometido, foram apenas o Bruno Shinoda e um cantor de reggae.
Acontece que tudo fazia parte de um golpe para tomar dinheiro com falsas promessas e propaganda enganosa. A desconfiança do golpe começou logo no segundo dia do Arraial, com a desistência de três barraqueiros que perceberam a farsa a tempo. Os que acreditaram acabaram sendo vítimas e só tiveram a certeza do calote, quando observaram que nada do que havia sido prometido se cumpriu. Ou seja, não teve divulgação e muito menos as apresentações.

A organização do evento teria divulgado nas redes sociais que o arraial iria acontecer do dia 23 de junho ao dia 09 de julho. No entanto, foram apenas 5 dias. Além da extensa data de programação prometida, mas que não aconteceu, Alexandre também teria divulgado aos barraqueiros que o local haveria grandes atrações como: Boi da Maioba, Boi de Axixá, Boi Pirilampo, Cacuriá de Dona Tete, incluindo, diversas danças portuguesas, quadrilhas e até shows com cantores internacionais. Do prometido, foram apenas o Bruno Shinoda e um cantor de reggae.
Acontece que tudo fazia parte de um golpe para tomar dinheiro com falsas promessas e propaganda enganosa. A desconfiança do golpe começou logo no segundo dia do Arraial, com a desistência de três barraqueiros que perceberam a farsa a tempo. Os que acreditaram acabaram sendo vítimas e só tiveram a certeza do calote, quando observaram que nada do que havia sido prometido se cumpriu. Ou seja, não teve divulgação e muito menos as apresentações.
Segundo uma das, que era proprietária de uma barraca, num único dia houve apenas uma apresentação e por conta disso o público muito pequeno, não mais que 20 pessoas. Ela também conta que o espaço não tinha segurança e as condições higiênicas dos banheiros eram precárias.
“Após várias reclamações dos proprietários de barracas, em relação às apresentações, falta de segurança e condições higiênicas dos banheiros, o organizador paralisou o arraial por 8 dias, com promessas que retomaria com o local com mudanças que iriam melhorar, mas foi apenas palavras ao vento”, declarou.
Os proprietários das barracas que tiveram grandes prejuízos querem agora a restituição dos valores pagos. Além deles, os prestadores de serviços também exigem receberem por seus serviços, uma vez que eles não têm culpa pela incompetência da má organização. Para isso, já entraram na justiça para buscar a reparação em relação aos prejuízos.
Veja uma das ocorrências feita por uma das vítimas do calote.

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Prefeito Hilton Gonçalo antecipa pagamento do salário aos servidores


Antes de viajar para a China nesta sexta-feira (30), onde vai buscar novos investimentos para o município, o prefeito Hilton Gonçalo, autorizou na quinta-feira (28), o pagamento para esta sexta-feira (29), dos salários aos servidores municipais que só seriam pagos na próxima quarta-feira (05).

A medida visa garantir que os servidores de Santa Rita possam brincar o fim dos festejos juninos, incluindo a festa de São Pedro e São Marçal com dinheiro, além de antecipar contas e realizar compras eventuais.
“Com a circulação desses recursos, estamos garantindo que os nossos funcionários possam aproveitar melhor as festividades juninas, além de estarmos movimentando a economia local e estimulando o crescimento do comércio de nossa cidade. Tratamos nosso servidores com grande responsabilidade. Esta é uma preocupação da nossa gestão em Santa Rita, pagar os nossos servidores em dia”, afirmou Hilton Gonçalo.
O prefeito Hilton Gonçalo ainda aproveitou a oportunidade para desejar um bom final de festas juninas a todos. Os festejos em Santa Rita vão se estender até o próximo sábado (1), com muitas programações locais, valorizando a cultura popular do município.

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Secretário antecipa férias e servidores são demitidos após blog denunciar sonegação



Documentos em que o blog do Davi Max havia publicado em primeira mão, na última segunda-feira, os documentos que comprovam a sonegação fiscal das empresas ligadas à Lula que tiveram débitos baixados indevidamente do sistema que revelaram “baixas-indevidas” de débitos tributários de empresas ligadas ao secretário Lula Filho, do sistema de arrecadação fiscal da Secretaria Municipal de Fazenda (Semfaz) causou, essa semana, um reboliço na gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), na Câmara Municipal de São Luís e na opinião pública, ao ponto do chefe do executivo pedir que o auxiliar antecipe suas férias para evitar um desgaste maior ao governo.


Segundo as denúncias, as dívidas tributárias “baixadas” –– referentes ao período de janeiro de 2012 a maio de 2017 –– eram de duas empresas: a Sucesso Assessoria e Marketing Esportivo e o Instituto de Desenvolvimento Profissional e Pessoal – ME.

Segundo as denúncias, as dívidas tributárias “baixadas” –– referentes ao período de janeiro de 2012 a maio de 2017 –– eram de duas empresas: a Sucesso Assessoria e Marketing Esportivo e o Instituto de Desenvolvimento Profissional e Pessoal – ME. A primeira possuía débitos que variavam entre R$ 1,5 mil à R$ 1,9 mil. Enquanto os débitos da segunda eram entre R$ 8,3 mil à R$ 9,5 mil.

As denúncias vieram à tona na última segunda-feira (26),  mas até o momento o prefeito Edivaldo Júnior não se pronunciou sobre o assunto. Embora não tenha tomado medidas em relação as suspeitas que envolve seu principal secretário, o blog apurou que a gravidade do caso provocou a demissão de dois funcionários por suspeitas de vazamentos dos documentos: um que estava lotado na Semfaz e outro que trabalhava na (CTA) Centro de Tecnologia Avançada, empresa responsável pela terceirização do sigilo fiscal.


CPI PARA INVESTIGAR DENÚNCIAS
Desde o início desta semana, os fortes indícios de irregularidades evolvendo as empresas ligadas ao secretário Lula Filho tem sido um dos assuntos mais discutidos ou comentados pelos vereadores nos bastidores da Câmara de São Luís. A possibilidade da oposição pedir a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as irregularidades sobre evasão de receitas na Secretaria Municipal de Fazenda não vem sendo descartada. Talvez seja esse o motivo pela falta de quórum, ao longo da semana, para realizar as sessões ordinárias na Casa desde que o escândalo veio a público. Os detalhes desse e de outros assuntos que envolvem o secretário iremos abordar na próxima matéria.


Bacabeira ganha campanha de combate à violência contra mulher


Para ampliar as ações em defesa dos direitos da mulher, a Prefeitura de Bacabeira, por meio da Secretaria Municipal da Mulher lançou, na sexta-feira (23), uma Campanha de Prevenção a Violência Contra a Mulher nos Festejos Juninos.
Com o tema ‘Pai Francisco deu a Catirina o que ela mais desejou: o respeito. Violência contra a Mulher, jamais’, a ação realizada em parceria com o Governo do Estado do Maranhão, vai realizar uma série de ações para conscientizar a sociedade de que quaisquer atos violentos contra mulheres são crimes que devem ser denunciados.
O ambiente escolhido para o lançamento da campanha no município foi a Câmara de Vereadores. Os parlamentares receberam material educativo e conheceram sobre os tipos de violência contra a mulher, os serviços e os canais de denúncia oferecidos pelos poderes municipal e estadual.
A secretária Ivanildes Rêgo explicou que a campanha é um alerta contra a violência e traz em sua mensagem a importância do respeito às mulheres.

“Queremos contar com a colaboração de todos para denunciar os casos de violência contra a mulher. Não podemos mais aceitar que nossas meninas, adolescentes, mulheres e idosas sofram violência e os agressores fiquem impunes”, conclamou a secretária.
O presidente da Câmara, vereador Elias Teixeira Lima, o Tchabal (PROS) disse que o Parlamento estará sempre disposto a receber esse tipo de iniciativa. “Ações como estas serão sempre bem vindas ao plenário desta casa e aqui estaremos de portas abertas, principalmente quando se tratar de assuntos de interesse do nosso povo”, disse o Presidente.
A Campanha foi aberta neste sábado (24), no ‘Arraial da Amizade’, eme Peri de Baixo, e será desenvolvida até 01 de julho, em parceria com o Governo do Estado.

Hilton Gonçalo vai à China discutir a vinda de siderúrgica para o Maranhão



O prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo (PCdoB), embarca na próxima sexta-feira (30), para a China, onde irá discutir a vinda de um negócio bilionário para a região de Bacabeira e Santa Rita. Acompanhado da esposa, a prefeita Fernanda Gonçalo (PMN), do irmão Celso Gonçalo, conselheiro da FIEMA e do secretário de Meio Ambiente, Clésio, a comitiva vai tratar da vinda da siderúrgica para a região.
Hilton Gonçalo vem acompanhando as negociações envolvendo o governo do Maranhão e o governo chinês, desde que venceu a eleição para prefeito, assim como sua esposa, que venceu em Bacabeira. A dupla se reúne de forma frequente com o vice-governador Carlos Brandão (PSDB), que é o responsável pelo projeto, uma vez que o governador Flávio Dino (PCdoB) lhe atribuiu essa função.
O projeto da China Brazil Xinnenghuan International Investment (CBSteel) envolve uma usina siderúrgica que produzirá fio máquina numa primeira fase e vergalhões, numa segunda, com investimento total de US$ 8 bilhões.
De acordo com Fernanda Gonçalo, prefeita de Bacabeira, a siderúrgica já tem um terreno, afinal já foi feito o termo de cessão no município e o governo do Maranhão, assim como a Prefeitura, já concluíram a negociação de impostos, ficando assim previsto para iniciar as obras em 2018.
O projeto internacional vai gerar milhares de empregos diretos e indiretos que vão influenciar diretamente na economia de Bacabeira e Santa Rita. Tanto Hilton como Fernanda Gonçalo, já comunicaram Câmara Municipal da viagem que vão fazer para fora do país. A comitiva deve retornar na próxima quinta-feira (6).

terça-feira, 27 de junho de 2017

E-mail de Lula Fylho serve de contato em empresas que débitos sumiram na SEMFAZ


O ainda secretario municipal de governo, Lula Fylho, não tem mais as mínimas condições morais para continuar à frente do cargo que exerce na gestão do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT). O Blog mostrou ontem (26), que documentos comprovam que débitos de empresas em que Lula Fylho figura como sócio, simplesmente “desapareceram”no fisco municipal. 
Uma consulta no site da receita feita pelo blog do Filipe Mota mostra ainda que além de ser sócio nas empresas, o E-mail do secretário aparece como contato, como mostram as imagens abaixo. As informações no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas devem ser rapassados ao endereço: lulafylho@gmail.com 


Em emissora arrendada por Weverton Rocha e irrigada por dinheiro do Palácio dos Leões, jornalista dispara ao vivo “Fora, Flávio Dino”



Deu o que falar o último programa da apresentadora Paulinha Lobão exibido no último sábado (24). A atração Algo Mais faz parte da programação da Tv Difusora, emissora esta arrendada pelo deputado federal Weverton Rocha e que recebe muito dinheiro da Prefeitura de São Luís e do Governo do Maranhão. Porém os governistas ficaram nada satisfeitos com o novo quadro político apresentado pelo jornalista Diego Emir, que disparou um “Fora, Flávio Dino” ao vivaço como diz Paulinha.

A Tv Difusora está em processo de venda para um grupo de empresários e o deputado federal Weverton Rocha, também passaria a ser um dos sócios do negócio. Porém, a programação do Algo Mais está e será mantida,independente da venda, como está previsto em contrato. Por conta disso, a linha editorial do programa é toda da família Lobão.

Porém os membros do Palácio dos Leões não estão gostando nada do quadro Conversa Franca, apresentado pelo jornalista Diego Emir, tratado como um dos principais combatentes do governo comunista. Já são dois sábados que a atração engrossou o tom contra o Governo do Maranhão e Flávio Dino.

A direção da Difusora, comandada por Weverton Rocha, inclusive vem sofrendo pressões e questionamentos quanta a participação do jornalista na programação e as críticas. Em resposta disseram aos comunistas que eles não tem como impedir qualquer manifestação de opinião no programa da Paulinha Lobão.

Lobão Filho também já mandou o recado: “se com uma hora de programa, eu estou incomodando, imagina se voltar a minha programação toda para mostrar os problemas do estado”.


É crise demais na Camboa e Palácio dos Leões. Haja lexotan!

Prefeitura de Santa Rita promove abertura das festas juninas

Teve inicio neste fim de semana, as festas juninas de Santa Rita. No primeiro dia, o prefeito Hilton Gonçalo marcou presença e deu por aberto o “Anarriê” no município. Com total apoio da Prefeitura que está resgatando a cultura local, a programação vai se estender até o próximo sábado (1). A maior parte das brincadeiras são da própria cidade.
No primeiro dia do “Anarriê Santa Rita”, se apresentaram o Terecô de Caixa de Santa Rosa, Cacuriá dos Sonhos do Alto de Fátima, Dança Country do povoado Nova Vida, Quadrilha Fogo na Saia do povoado Areias, Dança Mistura de Ritmos dos povoados Recurso e Centrinho, assim como o Boi Mocidade de Rosário e a banda de forró Igor Costa e Forró de Peso
.


Já no domingo, as brincadeiras locais Cacuriá do Sonho de Karine do povoado Fogoso, a Companhia Country do povoado Olhos d´aguas, Dança Portuguesa Princesa de Portugal e Quadrilha Explode Coração foram as atrações do município, porém ainda teve Boi dos Sonhos, Boi da Juventude e Gisa Martins e Robinho dos Teclados. 
O prefeito Hilton Gonçalo ficou muito satisfeito com as apresentações. “Fico muito feliz por nossa cultura está sendo resgatada. A prefeitura de Santa Rita vai continuar valorizando e incentivando as nossas produções locais”, declarou.
A abertura oficial do São João de Santa Rita ainda contou com do vice-prefeito Ariston Ribeiro e sua esposa Janaína Ribeiro, além de várias lideranças locais e das cidades vizinhas.
Já nesta terça-feira, o arraial irá receber o famoso e tradicional Boi de Axixá, que aos 58 anos de história e tradição vem abrilhantado os arraias do estado do Maranhão.

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Devo e não pago! Débitos de empresas ligadas a Lula Fylho 'somem' da Semfaz


                                                                                          
"Devo, não nego! Mas não pago, pois a dívida vai desaparecer". No mínimo deve ter sido esse o pensamento do secretário Municipal de Governo, Lula Fylho, que misteriosamente, teve débitos tributários de empresas ligadas a ele 'baixados' dos sistemas computacionais do órgão arrecadador da Secretaria Municipal de Fazenda (Semfaz), conforme documentos obtidos com exclusividades pelo blogdodavimax.com.br.
                                                                                          
De acordo com as informações, essas “baixas-indevidas” seriam de débitos de natureza tributária (IPTU, ISS, Alvará, ITBI, dentre outros) que tem o sigilo fiscal terceirizado. O caso pode ser apenas a ponta do iceberg de várias denúncias que envolvem o secretário número 1 do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT).

O blog apurou que as dívidas tributárias "baixadas", referentes ao período de janeiro de 2012 a maio de 2017, eram de duas empresas: Sucesso Assessoria e Marketing Esportivo Ltda. – Por Acaso Grill; e do Instituto de Desenvolvimento Profissional e Pessoal – ME, cujo nome de fantasia é Fator e - Consultoria, Planej e Treinamento Empresarial. A primeira possuía débitos que variavam entre R$ 1,5 mil à R$ 1,9 mil. Enquanto os débitos da segunda eram entre R$ 8,3 mil à R$ 9,5 mil.








A sócia de Lula Fylho, no "Por Acaso Grill”, é sua esposa, Janaina Falcão Bastos Lula, que é diretora da Escola de Governo do Maranhão (EGMA). Ela, por sua vez, tinha participação no Instituto de Desenvolvimento Profissional. As dívidas das duas firmas com a administração pública — da qual o secretário faz parte — somavam mais de R$ 10 mil, porém, desapareceram misteriosamente do sistema tributário do fisco municipal.




SIGILO FISCAL É TERCEIRIZADO

A terceirização dos sistemas de arrecadação tributária na Semfaz, segundo as denúncias, ocorre desde 2011. Nessa época, a Prefeitura de São Luís havia celebrado contrato com uma empresa de São Paulo e tirou dos auditores fiscais a tarefa de cobrança de impostos, aplicação de multas, dentre outros. Desde então, o sigilo fiscal de todos os contribuintes da capital, pessoa física ou jurídica, é de responsabilidades de empresas terceirizadas. 

Atualmente quem cuida do serviço é uma empresa maranhense ligada ao ex-secretário Raimundo Rodrigues que, segundo as denúncias, passou a gerenciar e controlar a arrecadação do ISSQN, bem como exercer atribuições exclusivas da administração pública, como por exemplo, o lançamento, exclusão e inclusão de credito tributário.

DÍVIDA IMPEDE EMISSÃO DE CERTIDÃO


Mesmo com os débitos baixados, as empresas ligadas a Lula Fylho continuam inadimplentes com o pagamento de taxas estão com seus nomes incluídos no cadastro de negativação da Semfaz. Isso ficou constatado depois que o blog tentou obter a comprovação de regularidade das firmas com a fazenda, mas a negativação impossibilitou a emissão da Certidão Negativa de Débitos, emitida pelo próprio órgão, conforme documentos em anexo.



E MAIS:


Além desses indícios de irregularidades evolvendo as empresas ligadas ao secretário Municipal de Governo, outro dado que chamou atenção foi um contrato assinado por ele com entidade presidida pela dirigente da Academia Pinheirense de Letras, mas esse já é um assunto para a próxima matéria.

domingo, 25 de junho de 2017

Apostador de São Luís ganha R$ 11,6 milhões na Quina de São João





Uma aposta de São Luís está entre as 12 vencedoras da Quina de São João. Cada um dos apostadores terá direito a um prêmio de R$ 11.622.069,29. Os números premiados são: 06 – 07 – 13 – 14 – 26.

Com prêmio de R$ 139,4 milhões, a Quina de São João foi sorteada pela Caixa na noite deste sábado (24) em Campina Grande (PB). O prêmio deste concurso não acumula.

Os outros ganhadores são do Amazonas, Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo, sendo que três são deste último Estado.

Dívida com terceirizadas é tanta que se Edivaldo chamar alguém de "meu bem", o banco toma!

Contratados em fila, aguardando
baixa na carteira.
A Prefeitura de São Luís pagou, nos últimos quatro anos, R$ 558,2 mil em dívidas trabalhistas deixadas por empresas terceirizadas contratadas pelo município. No entanto, o valor pode aumentar ainda mais, pois, o Município vem sendo cobrado na Justiça por passivos trabalhistas de empresas terceirizadas contratadas para prestar serviços na administração pública, em substituição a servidores concursados.

De acordo com as informações, esse rombo pode ser maior ainda, já que os dados referem-se apenas aos pagamentos realizados em 2013 e 2014. Levantamento de ATOS E FATOS junto ao sistema de consultas da Justiça do Trabalho aponta uma dívida com o passivo trabalhista que pode ultrapassar os R$ 20 milhões.

Um dos contratados assina os
documentos com a carteira aberta,
sob orientação do ISEC.

A reportagem apurou, por exemplo, que os R$ 558,2 mil que já foram pagos referem-se a encargos trabalhistas não arcados pelas terceirizadas e que acabam estourando no colo da Prefeitura, que paga duas vezes a conta.  As ações na Justiça do Trabalho vão das indenizações às contribuições previdenciárias, passando por direitos trabalhistas, que não foram honrados por prestadoras de serviço. O resultado é uma avalanche de ações que mobiliza a Procuradoria Geral do Município na defesa do município.

Em 2014, segundo ano do primeiro mandato do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), o município desembolsou R$ 558,2 mil com os débitos de responsabilidade dasempresas Multicooper e Result Consultoria, que prestaram serviços à Secretaria Municipal de Educação (Semed).

Na época, o Município chegou a efetuar o depósito judicial para o Tribunal Regional de Trabalho, no valor mencionado acima, em pagamento de três parcelas, para quitar os débitos com os 771 terceirizados e cooperados que haviam assinado o acordo. A relação dos trabalhadores que assinaram o acordo, para a efetivação do procedimento de elaboração dos alvarás, foi repassada ao TRT pela Prefeitura de São Luís.

As pastas com a logomarca do ISEC
 e os documentos dos indicados: provas
 que mostram a origem dos débitos.

NÃO PAGA E NEM DÁ BAIXA NA CTPS

O caso mais grave entre a gestão do prefeito Edivaldo Júnior com empresas terceirizadas que prestam diversos serviços à administração pública municipal, envolve o Instituto Superior de Educação Continuada (Isec), contratado por R$ 33 milhões, decorrente do Termo de Colaboração nº. 001/2015.

Conforme o ATOS E FATOS apurou, seis meses depois da assinatura do contrato com a administração municipal, trabalhadores disseram que receberam apenas três meses de salário e foram dispensados pelo instituto sem explicações. Desde então, o Isec tenta explicar à Justiça do Trabalho o vínculo que manteve com diversos funcionários – mesmos sem pagar seus salários. 

As pessoas indicadas para receber salário do instituto denunciaram ao Ministério Público que tiveram a Carteira de Trabalho assinada, receberam por três meses e, depois, foram dispensados sem a baixa na CTPS. Sem a baixa na carteira, elas ficaram, em tese, impedidas de buscar novo trabalho, caracterizando o vínculo empregatício. O ISEC foi denunciado ao MP por um grupo desses contratados, sob a acusação de desvio de mais de R$ 33 milhões dos cofres públicos de São Luís.

DÍVIDAS GERAM TRANSTORNOS

Além de processos na justiça, o atraso no pagamento das empresas terceirizadas que prestam diversos serviços à administração pública municipal, também geram transtornos à população. No final de 2016, um protesto de vigilantes chegou a interditar as duas pistas da Avenida Kennedy, próximo a Secretaria Municipal da Fazenda.

Nesse período, os 400 vigilantes que trabalham para Paz Segurança, empresa que presta serviços à Secretaria de Educação da capital, reclamavam que estavam com três meses de salários atrasados. Na época, a dívida junto à terceirada passava dos R$ 5 milhões, segundo informações obtidas pela reportagem.

VEREADOR PROPÔS INVESTIGAÇÃO

Em 2013, o vereador Francisco Chaguinhas (PP) chegou a propor uma CPI para apurar a relação da Prefeitura com essas empresas terceirizadas. O parlamentar suspeitava de irregularidades nos contratos das terceirizadas com as gestões municipais desde Tadeu Palácio.

"Esses contratos viraram fantasmas que vem bailando nas discussões do Legislativo Municipal, desafiando a tudo e a todos. Nós entendemos que uma empresa tem que ter lastro financeiro para quando o prefeito não tiver dinheiro para pagar dois ou três meses, ela chegar e pagar. Agora, deixar os funcionários à revelia e à própria sorte para ser instrumento de politicagem para alguns, não pode", declarou Chaguinhas.

sábado, 24 de junho de 2017

Boi de Axixá arrasta multidão em cortejo pela cidade


O tradicional Bumba Meu Boi de Axixá arrastou uma multidão, na última sexta-feira (23), num cortejo pela cidade, sob o comando de Leila Naiva, encantando a todos que aguardavam pelo grupo.

Nascido no meio do povo, o grupo folclórico se apresentou em frente à Igreja de Nossa Senhora da Saúde, reunindo fãs e simpatizantes da brincadeira. Na ocasião, também aconteceu o batizado do Boi, que recebeu as bênçãos do Padre Robério e dos padrinhos.


"É sempre uma honra trazer o Boi para Axixá, sua origem, sua casa. E como é gratificante ver o reconhecimento do povo de Axixá. A gente faz o Boi todo ano pensando em cada axixaense, que carrega em si, o orgulho de ter um Bumba boi que é referência popular no folclore do Maranhão", concluiu Leila Naiva.

Cantor Papa Zodiac será atração internacional no Arraial da Holandeses


O cantor africano Papa Zodiac será a grande atração da segunda noite do “Arraial da Holandeses", prometendo agitar o público maranhense com uma mistura quente de reggae roots, soukous e highlife africano. A programação neste sábado (24), começa a partir das 19h. A entrada é liberada para todos os públicos.

Zodiac é atualmente referência entre os cantores do gênero, com muita irreverência e carisma, vem conquistando cada vez mais espaços no cenário internacional. Ele que está sempre inovando com seu estilo diferenciado e inconfundível, também vem conquistando cada vez mais o publico país a fora.

Além de Zodiac, a noite promete muitas atrações culturais na Holandeses como; 
Cacuriá Alma Gêmea;Dança portuguesa Raizes de Portugal;Quadrilha Flor do Sertão;Cacuriá do ASC;Boi Novilho Branco;Forro Pé de Serra e Espaço Kids.

O QUÊ? Show internacional com o cantor Papa Zodiac.

QUANDO? Neste sábado, 24, a partir das 19h.

ONDE? No Arraial da Holandeses, próximo ao Supermercado Maciel.

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Madeira quer Eliziane Gama candidata ao Senado na chapa de Roberto Rocha

O ex-prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira (PSDB), está atuando como um dos principais interlocutores do senador Roberto Rocha (PSB), na montagem de uma chapa forte para a disputa estadual em 2018. Defensor público da pré-candidatura do socialista, o tucano esteve reunido na última segunda-feira (19), com Eliziane Gama (PPS) e orientou a deputada federal que o melhor caminho para disputar o Senado é na chapa que pode fazer uma composição PSDB/PSB e PPS.
Os partidos estão bem alinhados no plano nacional, principalmente PSDB e PPS, e o ninho tucano pode ser o futuro destino de Roberto Rocha, que já foi presidente do diretório estadual no Maranhão. Madeira lembrou a Eliziane Gama que dificilmente, o governador Flávio Dino (PCdoB), vai permitir que alguém que não seja dos partidos da esquerda (PT/PCdoB/PDT), dispute um cargo majoritário no Maranhão.
A deputada federal Eliziane Gama saiu muito animada do encontro com Madeira, afinal sentiu firmeza na fala do dirigente tucano e inclusive já começa a avaliar uma possibilidade de construção dessa via.
Roberto Rocha foi procurado por este jornalista para comentar o assunto e o pré-candidato ao governo de pronto, respondeu: “O problema é que nesse processo majoritário tudo começa com a definição do seu campo político. Depois, se escolhe o partido pelo qual deseja disputar a eleição. Partido ela tem, mas a definição do campo político é o problema para ela”.
Mais claro, impossível. Roberto Rocha quer Eliziane Gama no seu palanque em 2018…

Edilázio atesta: “São João mais fraco da história do Maranhão”

O deputado estadual Edilázio Júnior (PV) criticou, na Assembleia Legislativa, a organização do São João 2017 no Maranhão. Ele apontou enfraquecimento das festividades, a desvalorização do Governo do Maranhão às manifestações culturais e a falta de incentivo ao turismo.
Um dos pontos abordados pelo parlamentar diz respeito ao fechamento dos arraiais num horário mais cedo ao que tradicionalmente os brincantes estão acostumados. Por determinação da Secretaria Pública de Segurança, a Polícia Militar tem obrigado às administrações dos arraiais a encerrarem as atividades às 1h da madrugada.
“A Polícia Militar chegar por ordem de alguém nos arraiais, que já são poucos e com poucas brincadeiras, por volta de uma hora da manhã e encerra. Ora, nós, sabemos que as brincadeiras juninas corriqueiramente amanhecem o dia. Os batalhões de bumba boi sempre chegam tarde aos arraiais, e hoje os arraiais estão findando a uma hora da manhã, correndo o risco de não ter o Festejo de São Marçal, lá no João Paulo, por falta de incentivo do Governo do Estado, em parceria com a Prefeitura”, disse.
Para Edilázio Júnior, o São João 2017 está menor e menos atrativo ao do ano passado, que segundo ele, já foi um dos piores da história do estado.
“Hoje o Governo e Prefeitura andam de mãos dadas, e nós temos o São João mais fraco da história do Maranhão. O Governo Flávio Dino consegue se superar. Em 2016, eu achei que nós tivemos o pior São João da história. Chega 2017, ele se supera, consegue ter um arraial mais fraco, um arraial pobre, sem incentivo às brincadeiras”, completou.
Ele falou da falta de pagamento da Prefeitura de São Luís às brincadeiras que se apresentaram no período junino do ano passado e cobrou do Governo e da Prefeitura de São Luís, incentivo às festas culturais.
“Graças a Deus nós maranhenses não temos nenhum brincante de bumba boi ou cantor de bumba boi de São Paulo filiado ao PCdoB, porque se não ele ia trazer para cá como fez assim no réveillon em nossa capital, trazendo sambista que está no ostracismo, mas é filiada ao PCdoB”, finalizou.

Hilton Gonçalo também tem pesquisa para Governo e Senado


Engana-se quem pensa que apenas o Palácio dos Leões e o Grupo Sarney estão fazendo monitoramento dos cenários para a eleição do próximo ano. O prefeito de Santa Rita e pré-candidato ao Senado Hilton Gonçalo (PCdoB) também realizou nos últimos dias um levantamento avaliando a disputa para governador e senador.
Gonçalo vem fazendo monitoramentos de três em três meses. Ele prefere não revelar os números no momento, afinal o estudo é detalhado e poderia oferecer munição aos adversários.
Porém, segundo as informações, os números não agradam nem o grupo do governador Flávio Dino (PCdoB), tampouco a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB). Nomes tradicionais como Roberto Rocha e Maura Jorge também não aparecem bem pontuados, o que eleva a possibilidade do surgimento de um novo nome para a disputa do Palácio dos Leões.
Já na disputa para o Senado, o que se pode compreender é que os candidatos do grupo Sarney estão mais bem posicionados, porém o nome de Gastão Vieira, que ainda é uma incógnita em relação a qual grupo político está inserido, pontua bem.
Os números apresentados levam Hilton Gonçalo a crer que o projeto de uma terceira via pode ser viável em 2018.

Fundo Social Beneficente é tema de audiência pública na Câmara de São Luis


Foi realizada, na manhã da última quinta-feira (22), na Câmara Municipal de São Luis,  a audiência pública de autoria do vereador Francisco Chaguinhas - PP, onde foi discutido o Fundo Social Beneficente às comunidades carentes da capital ludovicense. 

Durante a audiência, foram discutidas várias formas de resolver essa problemática que, diga-se de passagem, irá beneficiar não somente a zona rural, mas sim toda a população de São Luis. 


Segundo o autor da proposição, o vereador Francisco Chaguinhas, PP, disse que a audiência pública é uma peça fundamental para a discussão de várias matérias em conjunto, tanto com a sociedade civil quanto com as lideranças comunitárias. Chaguinhas destacou o sucesso da audiência pública. 

"Foi muito importante a audiência, onde pudemos encontrar um ponto de convergência, para que todos nós, vereadores, sociedade civil e comunitários, possamos encaminhar e pontuar item por item, para darmos a resolução conjunta do problemas", disse.

O líder comunitário Sebastião Santos se mostrou bastante confiante nos próximos passos a serem dados, que, segundo ele, um caminho traçado que poderá ter êxito positivo. 

"Estamos no caminho certo. Hoje, a primeira audiência pública, onde demos o pontapé inicial para que possamos aprovar o nosso Fundo Social. Saímos daqui com algumas deliberações importantíssimas a serem executadas", disse.

A mesa foi composta pelos Vereadores: Francisco Carvalho, Estevão Aragão, Genival Alves, Cesar Bombeiro e Concita Pinto, Dep. Wellington do Curso, Secretário Municipal de Educação, Moacir Feitosa, Conselheiro Estadual e presidente da comissão jurídica da OAB/MA, Francisco Moura, Coordenador Geral do Movimento de Articulação Comunitária da área Itaqui-Bacanga (MACAIB), Sebastião Santos.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

"O povo merece respeito", diz Chaguinhas sobre o caos na saúde


Durante a sessão plenária desta segunda-feira (19), o vereador Francisco Chaguinhas - PP usou a tribuna da câmara municipal de São Luis, para cobrar do executivo municipal ações que possam melhorar a saúde pública da rede municipal e estadual.

Segundo o progressista, a situação está insustentável e precisando urgentemente da atenção redobrada do poder público. "A saúde pública tem que ser levada a sério pelos governantes. É muito triste ver todos os dias pessoas morrendo pela ineficiência do executivo municipal e estadual. Tem hospital que desde o início do ano não tem medicamentos. Isso é um absurdo. O povo merece respeito. O prefeito Edivaldo Junior e o governador Flávio Dino têm que se movimentar e garantir os direitos do nosso povo”.

Maranhense ė aprovada em seletiva do ‘THE VOICE KIDS’ e pede ajuda


Natural de Miranda do Norte, no interior do Maranhão, Nayara Aguiar, de 10 anos foi selecionada pela produção do The Voice Kids 2018,  da Rede Globo, mas não tem meios para ir à São Paulo. Ela não quer perder a oportunidade e está promovendo uma campanha de financiamento coletivo na internet para conseguir viajar e, desta maneira, participar do programa.

“Moro no Maranhão e meus pais não tem condições financeiras no momento para as passagens, agora preciso muito da ajuda de vocês pois tenho que está lá dia 25 porque a seletiva vai ser dia 27 desse mês”, apela Nayara.

Antes de participar das audições às cegas – quando cantará para os jurados Carlinhos Brown, Ivete Sangalo e a dupla Victor & Leo, ela precisa ser aprovada em mais duas etapas: cantar para os produtores e, em seguida, fazer uma apresentação convencional, com o apoio de instrumentos.

Pagina Nayara Aguiar

Para ajudar:

BANCO DO BRASIL

AGÊNCIA – 1734-5 – CONTA – 660204 – 5 – RAIMUNDO JOSE AGUIAR LOPES –

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL.
AGÊNCIA – 0764 – OPERAÇÃO – 013 – CONTA- 00115805 – 4 –

RAIMUNDO JOSE AGUIAR LOPES –

Prefeitura de Santa Rita cria plantão para garantir atendimento no fim de semana

Atender às solicitações da população e garantir os serviços municipais. Essas são algumas das principais tarefas que visam assegurar o funcionamento da Prefeitura de Santa Rita aos sábados, domingos e feriados.

Instituído pelo prefeito Hilton Gonçalo (PCdoB), por meio de portarias, publicadas a cada fim de semana, a iniciativa tem o objetivo de escalar dois secretários em regime de revezamento e plantão, das 8 às 18h, para atender as demandas dos munícipes e dos serviços permanentes.


Segundo as informações, os secretários escolhidos para o plantão aos finais de semanas, viram “prefeitos por dois dias” e fiscalizam obras e acompanham o atendimento dos principais serviços no município.

De acordo com a Portaria 28/2017, publicada na última sexta-feira (16), para este fim de semana, os secretários de Ação Social, Flaudemir Gonçalves Ferreira Júnior e o de Emprego e Geração de Renda, Erchson Pinheiro Silva, foram os escolhidos para serem prefeitos por dois dias.

O prefeito Hilton Gonçalo avalia como positiva a iniciativa dos plantões que asseguram o funcionamento da Prefeitura de Santa Rita aos sábados, domingos e feriados. Ele afirmou que a medida atende ao Inciso II, do artigo 75, da Lei Orgânica Municipal.

“A medida que é muito positiva, além de flexibilizar a nossa administração, visa assegurar o funcionamento da Prefeitura de Santa Rita aos sábados, domingos e feriados, atendendo ao Inciso II, do artigo 75, da Lei Orgânica Municipal”, declarou.


Governo Edivaldo Júnior acumula R$ 70 milhões em dívidas com precatórios


A Prefeitura de São Luís, sob a gestão de Edivaldo Holanda Júnior (PDT), já contabiliza um débito com precatórios que ultrapassam os R$ 70,8 milhões, conforme apontou levantamento feito por ATOS E FATOS, nesse fim de semana, junto à Coordenadoria de Precatório do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA).
Os dados obtidos pela reportagem mostram que as dívidas acumuladas pelo Município através de decisões judiciais, de 2008 até  dezembro de 2016 e, incluiuma lista de 271 credores. De acordo com as informações, essa dívida fundada (longo prazo) com precatórios já chegou aos R$ 73 milhões, mas neste período, foram amortizados R$ 3 milhões.
Os precatórios são requisições de pagamento expedidas pelo Judiciário para cobrar de municípios, estados ou da União, assim como de autarquias e fundações, o pagamento de valores devidos após condenação judicial definitiva. a equipe de reportagem não conseguiu localizar junto ao orçamento municipal de 2017 a previsão de reserva para amortização de precatórios para atender sentenças judiciais.
O levantamento apontou que esses R$ 70 milhões correspondem a débitos principalmente com fornecedores. As causas mais comuns de precatórios na prefeitura ludovicense são passivos trabalhistas de servidores e pensionistas, mas, segundo informações obtidas pela reportagem, há diversas situações. O prefeito Edivaldo Holanda Júnior precisa se esforçar para quitar as ordens judiciais de pagamento, pois corre o risco de sofrer sanções, como o bloqueio das contas públicas.
Caso venha descumprir as ordens de pagamento, a prefeitura da capital maranhense pode ser punida com o bloqueio dos repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e ficar proibida de fazer empréstimos ou convênios com a União. O prefeito Edivaldo Júnior também pode ser responsabilizado por descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal e por improbidade administrativa.
E MAIS:
Os valores com precatórios pendentes na Prefeitura de São Luís já foram bem maiores. Em 2004, por exemplo, a prefeitura pagou R$ 13.851,50 e R$ 62.467,65 em 2008. Resta ainda um saldo devedor de R$ 70 milhões. O Executivo Municipal fechou acordo com o TJMA para quitação das dívidas vencidas, com a liberação do valor de R$ 800 mil. Desde 2014, o pagamento dos precatórios pelo Município segue o regime especial instituído pela Emenda Constitucional nº 62/2009, com o depósito de 1% da Receita Corrente Líquida da Prefeitura.

sábado, 17 de junho de 2017

A energia e a graciosidade das índias do Boi de Axixá

Parte do elenco de índias do Boi de Axixá com a líder da brincadeira, Leila Naiva
Com charme, beleza e graciosidade ímpares, as índias do Boi de Axixá dão um show à parte em cada arraial onde a brincadeira se apresenta. Escolhidas em uma seleção rigorosa para compor um dos grupos mais representativos do sotaque de orquestra, as personagens encantam todas as plateias com seu bailado ritmado e indumentárias caprichosamente produzidas para a temporada junina.

Índias exibem beleza, graciosidade e energia de sobra para brincar a temporada junina
O Boi de Axixá conta com 35 índias em seu cordão. Combinado à musicalidade inconfundível do grupo fundado há 58 anos pelos saudosos Donato Alves e Francisco Naiva, o visual produzido pelas belas personagens faz delas atrações de destaque no São João do Maranhão, dignas de admiração crescente por sua dedicação ao nobre papel que desempenham no folclore.


Unindo ritmo, formosura e energia de sobra para dançar por noites seguidas em louvor a São João, as índias do Boi de Axixá consagram-se, a cada apresentação, não só como figuras estéticas, mas, sobretudo, como expressão genuína da cultura popular.

Sob o comando de Leila Naiva, o Boi de Axixa, que tem agenda de apresentações concorrida, é formado por 120 brincantes, entre índias, vaqueiros campeadores, vaqueiros de fita e orquestra.