quarta-feira, 31 de agosto de 2016

EDIVALDO JÚNIOR, O MAIS REJEITADO DE TODOS


Mesmo mostrando obras e mais obras em seu programa eleitoral, incluindo as obras do governo federal como a construção de 10 mil em São Luís, o que caracteriza uma mentira, o eleitor continua rejeitando o prefeito Edivaldo Holanda.

Dentro de uma semana diversas pesquisas foram feitas e ontem a pesquisa IBOPE também avaliou a rejeição do candidato a prefeito de São Luís. E o aspecto é amplamente negativo para Edivaldo.

Nesse primeiro momento da campanha eleitoral ele lidera no cenário de intenções de votos, mas tem uma situação que está deixando o ninho do pedetista em pânico que pode complicar a sua permanência na prefeitura, ele é o candidato com o maior índice de rejeição na capital. Ao todo, 37% dos eleitores assinalaram o nome dele neste item.

Esse alto índice de rejeição é visivelmente explicado, não precisa nem de pesquisa para indicar. Um dos motivos é a educação, que foi o setor mais maltratado e abandonado pelo prefeito, outro a falta de mobilidade urbana que é inconcebível para uma cidade que tem mais de 1 milhão de habitantes e não foi feito nada que pudesse resolver.

O eleitor percebeu que a arrancada que o prefeito deu em ano de eleição, colocando asfalto nas principais avenidas da cidade são obras eleitoreiras e ainda se aproveita da parceria feita com o governo do estado para emplacar seu nome como gestor. O exemplo disso é a obra do Hospital da Criança que tem um investimento direto do Flávio Dino.


O eleitor rejeita mesmo e com razão, um gestor que passou 4 anos e não tem uma obra de grande relevância; o eleitor rejeita quando procura as creches prometidas e nem o terreno encontra; quando lembra que o prefeito prometeu subprefeituras para está mais perto da comunidade; quando busca um atendimento de saúde de alta complexidade e se sente enganado quando o prefeito prometeu construir o hospital Dr. Jackson Lago e rejeita mesmo, quando descobri que as mentiras pregadas em 2012 estão de novo no discurso.                         

Durante caminhada, Edivaldo é colocado para correr ‘debaixo de bala’ no Coroadinho

O vídeo de um morador do Coroadinho, que filmou, via celular, o tumulto causado durante uma passeata do prefeito Edivaldo Júnior (PDT)

A coordenação de campanha de Edvaldo Holanda (PDT) até que tentou abafar, mas logo os burburinhos foram confirmados.

Na tarde da última terça-feira(30), durante caminhada que fez parte da programação do pedetista no bairro do Coroadinho, os partidários do prefeito foram surpreendidos com tiros disparados para o alto, com informações do Jornalista Domingos Costa
Após apuração da procedência dos áudios que circularam nas redes sociais, o blog constatou que diferente da alegação dos aliados do prefeito, não foi apenas uma discussão de moradores que provocou o corre-corre, mas disparos ouvidos do alto.
Assim que chegou no local da concentração da caminhada, no Alto do São Sebastião, Edivaldo foi recebido pelas já conhecidas “formiguinhas” – pessoas que recebem em média R$ 50,00 para levantar bandeira de partidos em atos políticos – e em seguida, prosseguiu pelas ruas do Polo Coroadinho.

Nesse momento ouvi-se os tiros. Em três dos áudios que o blog teve acesso, é possível ouvir perfeitamente os relatos dos moradores: “Traficante acaba de largar bala no prefeito aqui, aqui no Coroadinho, na Vila Conceição“, diz um popular.

Outra moradora conta com mais detalhes como tudo aconteceu: “Galera de Edivaldo vieram pedir voto aqui em Coroadinho, foram pro morro, maluco caiu foi de bala em uns e outros, tá babado aqui, Coroadinho tá pânico, não vou nem sair fora. Barros nem nem sai de casa, já tá sabendo, tudo interditado ai”, afirma.

Até agora, nem a Prefeitura de São Luís nem a coordenação da campanha de Edivaldo se manifestaram sobre o ocorrido.



terça-feira, 30 de agosto de 2016

Com o sonho frustrado de ser governador, Luis Fernando apela de todas as formas para tentar ter o controle da Prefeitura de Ribamar


Trazendo a trilha sonora de sua última campanha, Luis Fernando vem vendendo uma ideia de que vale a pena repetir pela quarta vez o seu mandato. E tenta se livrar de Gil Cutrim: empurra o atual prefeito para cima do seu concorrente; age como menino traquino, joga a pedra e esconde a mão.

Nem parece o moço que apresentou o atual prefeito como seu vice e, depois de dois anos de mandato, deu a cidade de São José de Ribamar de presente para o seu estimado Gil, e foi viver o seu sonho frustrado de se ser governador do Maranhão. Não decolando nas pesquisas, agiu como menino mimado e rompeu com o seu partido, que viu em Lobão Filho um candidato com mais potencial nas pesquisas.           
              
Agora, Luis volta dizendo que é a esperança do povo, e que o município irá sair do atraso em que se encontra, ou seja, do atraso que ele ajudou a eleger e deu uma total base de sustentação.

Neste momento, para tentar vencer as eleições, resolveu colocar Gil Cutrim na ‘geladeira’, para tentar ter o controle do município a qualquer custo.


Se o candidato rompeu de vez com o atual prefeito, como ele explica o seu vice de hoje ser o mesmo do Gil. Por quê?

Prazo para informar gastos com Bolsa Família termina nesta quarta-feira (31)


Termina nesta quarta-feira (31) o prazo para gestores estaduais e municipais informarem os gastos com a execução do Programa Bolsa Família ao longo de 2015 ao Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA).
Os municípios e estados que não apresentarem as informações terão o repasse de recursos de setembro suspenso até que regularizem a situação. Segundo balanço do MDSA, até o dia 29 deste mês, 5.155 municípios haviam lançado as informações no Sistema SuasWeb.
O passo a passo da prestação de contas pode ser consultado no Manual de Orientações sobre a prestação de contas do IGD. Outras informações estão disponíveis no endereço http://mds.gov.br/acesso-a-informacao/contato e também podem ser obtidas pelo telefone 0800 707 2003.
IGD – O recurso para a execução do Programa Bolsa Família é repassado anualmente pelo MDSA aos entes federados. A quantia é calculada com base no Índice de Gestão Descentralizada (IGD), que mede o desempenho dos municípios na gestão do programa e do Cadastro Único. O índice varia entre zero e 1. Quanto mais próximo de 1, melhor o resultado da avaliação da gestão. Se chegar a zero, o município pode perder o repasse.


O gestor municipal ou estadual do programa é o responsável pela aplicação dos recursos. As atividades devem ser planejadas de maneira integrada e articulada com as áreas de educação, assistência social e saúde, levando em consideração as demandas e necessidades da região.

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Dr. Julinho é abraçado por multidão em sua primeira caminhada



Dando a largada de sua campanha, o Dr. Julinho realizou uma grande caminhada no município de São José de Ribamar, onde disputa o cargo de prefeito.

Recebido com bastante alegria por centenas de pessoas, que saíram de suas casas para caminhar com a renovação de Ribamar, em seu primeiro ato, o Dr. Julinho falou da importância de ter um contato com o povo. E que isso não será somente no período da campanha, mas, sim, ao longo de todo o período em que estiver no comando da Prefeitura de Ribamar.

“O nosso município terá um representante vindo do povo, que irá governar para o povo. Esse contato que estamos tendo com os ribamarenses não será somente no período eleitoral, mas em todo tempo em que eu estiver na prefeitura. Estamos dando aqui uma largada triunfante, onde o povo nos abraçou. E temos a certeza de que no dia 2 de outubro, São José de Ribamar terá um prefeito atuante e que fará uma gestão com a ampla participação popular, onde o povo terá voz e vez”, disse.

Com faixas de apoio ao candidato peemedebista, Dona Elizabeth Correa falou da alegria de ter um candidato que realmente tem a marca do trabalho em sua carreira.


“Dr. Julinho é nosso, é do povo. Sempre trabalhou por São José de Ribamar. Hoje, temos a certeza de que a esperança está voltando. O nosso município precisa de uma transformação de verdade, e isso eu sei que o Dr. Julinho é capaz de fazer. Por isso, eu e toda a minha família votamos nele, pelo trabalho, pela atenção e pela coragem que ele tem”, concluiu.





domingo, 28 de agosto de 2016

Dr. Pêta, do Jornal Pequeno, reconhece a desenvoltura do candidato a prefeito Fábio Câmara

Umas das colunas mais admiradas pela forma séria de gerar conteúdo, Dr. Pêta destacou a participação do candidato a prefeito Fábio Câmara, em sabatina realizada na TV Difusora.

Na coluna, Dr. Pêta prevê um futuro brilhante que terá o pré-candidato ao longo de toda a campanha e ressalta que Fábio surpreendeu a todos com propostas reais para o povo.


“Taí um ‘cabra’ de futuro! E olha que depois dessa entrevista pode dá uma subida nas pesquisas. Meu amigo, o negócio é mostrar propostas. Ninguém mais quer saber de agressões, raivas e desabafos”, finaliza.


Eliziane Gama pode ter sido vítima de uma suposta armação



A candidata à prefeitura de São Luis, Eliziane Gama pode ter sido vítima de uma suposta armação contra a sua candidatura.

Ao usar uma charge em seu primeiro programa eleitoral, onde os policiais estavam com pernas de um cavalo, sem cortes, na edição do material, Eliziane foi bombardeada por setores da imprensa em geral, ou seja, por todos os lados.

Não querendo defender a popular socialista. Mas, também, não posso deixar de observar o seguinte: como uma produtora, onde há vários profissionais, pôde ter deixado passar esse erro gráfico? Como uma produtora, com vários profissionais, colocaria um programa sem revisar o conteúdo?

Sabemos que em uma campanha dessa natureza, com tantos compromissos, todos os pré-candidatos, por falta de tempo, deixam as suas equipes bem à vontade, para tomarem algumas decisões. E isso inclui o fator “Eliziane Gama e a famosa charge”.  Tal acontecimento deixa em evidência uma suposta armação de pessoas ‘plantadas’ para lhe prejudicar.

É bom todos os candidatos ficarem alertas, para que isso não aconteça com os demais. Numa corrida bem competitiva, vale de tudo para um querer derrubar o outro, em alguns casos, pela busca do poder.


Pesquisa feita na "cozinha" do PDT afirma que Edivaldo é o favorito dos ludovicenses


O Instituto de Pesquisa DATA M divulgou, na manhã deste domingo, mais um levantamento sobre a corrida eleitoral aqui na capital. Com nove nomes que concorrem ao cargo de prefeito, o instituto teve a coragem de divulgar um gráfico que não condiz com a realidade, ou seja, colocando o instituto em descrédito.

De acordo com o instituto, Edivaldo aparece com 35%, seguido de Eliziane Gama, que pontua 20%. Já num possível segundo turno, Edivaldo ganha de qualquer um que o enfrentar.

O resultado é notório e tudo indica que, supostamente, a pesquisa foi feita na cozinha do PDT. Ou até mesmo nas caminhadas das quais o atual prefeito participa.


Com índices de rejeição alarmantes, desde quando iniciou a campanha de fato, ele não teria condições reais de chegar a esse percentual de 35%. Por mais que a máquina dos governos conspire a seu favor, o instituto perde de vez a credibilidade, por ser um “puxadinho” do atual prefeito, que pode ter o apoio das pesquisas contratadas pelo seu grupo político, mas, na realidade, não tem e dificilmente terá o apoio do povo.

O levantamento, contratado pelo Sinduscom e TV Difusora, foi registrado no dia 22 de agosto, sob o protocolo MA-02635/2016. A pesquisa ouviu 1.000 eleitores entre os dias 25 e 27 de agosto. O intervalo de confiança é de 95% e a margem de erro é 3,1% para mais ou para menos.

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Professores se manifestam e Sinproessema fica desmoralizado

Filipe Mota - Os professores estão duas semanas fazendo protestos contra o governo do estado e contra a atual diretoria do próprio sindicato que “representaria” os mesmos, estão alegando que o sindicato estaria aliado do governador Flávio Dino e consequentemente sendo omisso aos desmandos com a classe dos professores, onde não houve avanço e que existem várias mentiras em torno das propagandas governamentais, mentindo para a população dizendo que a educação do Maranhão está uma maravilha, quando na verdade professor tá sendo tratado como “INIMIGO”pelo governo da mudança, veja um trecho do manifesto:



O governo Flávio Dino se antecipa e viola leis que garantem direitos aos servidores estaduais, impondo a estes severas perdas. No caso específico da educação, o governador resolveu rasgar a Lei do PISO,motivo pelo qual nós, trabalhadores,  já amargamos SETE meses de REAJUSTE SALARIAL ZERO. Não satisfeito em impor aos professores sua política arrocho salarial, o governador também decidiu violar leis estaduais que garantem outros direitos aos educadores, dentre elas destacamos o ESTATUTO DO MAGISTÉRIO e a lei que estabelece a gratificação para os funcionários de escola. Como se tudo isso não bastasse, seu governo resolveu lançar mão de uma mega campanha midiática em que vende à população maranhense inverdades sobre a realidade educacional do estado e sobre a forma como trata os profissionais da educação.

Postura da DIRETORIA DO SINPROESEMMA

Diante das políticas governamentais de NEGAÇÃO DE DIREITOS e REAJUSTE ZERO, a diretoria do SINPROESEMMAtem feito de tudo para evitar que o professorado se insurja contra o governo Flávio Dino (PCdoB). Ao longo de SETEmeses de negociações entre SINPROESEMMA e SEDUC, os dirigentes sindicais insistem em propagar a tese de que há avanços no processo negocial, apesar da não concessão do reajuste salarial de 11,36%aos educadores.

Diante desse gravíssimo contexto, hoje afirmamos, com todas as letras, que a greve na rede estadual só ainda não ocorreu porque a diretoria do sindicato é aliada do governador e, sendo assim, nega-se a fazer seu papel e vem tentando de tudo para minar qualquer ação do M.R.P, que objetiva mobilizar e organizar os educadores para realizar o enfrentamento das nefastas políticas do “Governo da mudança”. Para essa realidade mudar, nossa categoria necessita despertar e agir no sentido de exigir a imediata convocação de uma ASSEMBLEIA GERAL, pois somente assim teremos a oportunidade de deliberar pela greve geral. Uma vez iniciada a greve, nela lutaremos em prol da GARANTIA DE DIREITOS e contra os ATAQUES dos governos Temer e Flávio Dino.



Segura essa, Edivaldo! São Luis já prepara o grito de guerra: ‘tem coisas que a gente não perde, se livra.’”


Com menos de 40 dias para a eleição municipal, a corrida está tensa entre os pré-candidatos ao cargo de prefeito em todo o estado do Maranhão. Em São Luis, a capital, tem um grande número de candidatos. Diga-se de passagem, tem mais candidato do que eleitor,  que brigam pela vaga do atual prefeito desgastado, Edivaldo de Holanda Junior.

Acontece que, depois de três anos e meio de gestão, Edivaldo tenta agora reverter a situação, usando e abusando do programa “Mais Asfalto”. Além de ser recursos do governo estadual, o asfalto é de péssima qualidade, servindo para alguns como moeda de troca eleitoreira.


Com uma gestão inoperante e a marca registrada pela má administração à frente do Executivo Municipal, Edivaldo deixou a desejar e abandonou as escolas, os hospitais, ou seja, abandonou o município todo. Além disso, já tem até uma torcida organizada, com um coro na ponta da língua, que o titular do blog também irá entoar, em 2017: São Luis vai cantar em uma só voz o grito de liberdade: “TEM COISA NA VIDA QUE A GENTE NÃO PERDE, SE LIVRA!”

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Edivaldo se espelha em Castelo ao trazer ônibus biarticulados em pleno período eleitoral


O prefeito Edivaldo de Holanda Junior sempre admirou a gestão do ex-prefeito Castelo.

Acontece que Edivaldo sempre foi aliado de primeira hora da família Castelo. Em 2012, rompeu com grupo e se lançou numa aventura de sair candidato a prefeito da capital, com a ajuda do criador da mudança genérica, o atual governador Flávio Dino.

Edivaldo sempre observou atentamente as estratégias de Castelo, quando trouxe para São Luis o tal do VLT, para tentar enganar a população ludovicense.

Hoje, Edivaldo está fazendo o mesmo. Com a chegada desses ônibus biarticulados, ele pensa que o povo vai esquecer os três anos do estado de descaso e abandono na capital.


A estratégia deve vir por água abaixo e ter o mesmo fim do VLT: após a eleição, ele deve ir embora com os seus secretários.

São Luís na rota das cidades mais violentas do país


O programa Profissão Repórter da TV Globo, coordenado pelo jornalista Caco Barcelos, exibiu na noite de quarta, 24, as entranhas do mapa da violência no país. O estudo é coordenado pelo professor Julio Jacobo Waiselfisz com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e do Ministério da Saúde 2014, para mostrar a evolução violência em estados e municípios brasileiros.


Em São Luís, o repórter Estevão Muniz esteve acompanhado de uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que foi socorrer um rapaz baleado. São Luís passou a ser a capital mais violenta do país, com taxa de homicídio de 90 para cada 100 mil pessoas. A média nacional é de 29 mortes para cada grupo de 100 mil.

Outras cidades também foram citadas na matéria como violentas, como é o caso de Maceió, em Alagoas, e Mata de São João, na Bahia.

Agenda dos candidatos – quinta-feira



Edivaldo
TARDE: CAMINHADA NO VINHAIS
Concentração as 16h no Viva Vinhais em frente ao Farol da Educação (antiga Cobal)
INÍCIO as 17:00 h – Av. 03, Av. 02, Av. 04 (Praça do Letrado),
Final: Comitê Central. (INAUGURAÇÃO) – As 18h
Eliziane Gama
09h – Grava Programa Eleitoral
14h – Sabatina O Imparcial (Jornal O Imparcial)
19h – Encontro com lideranças
Wellington do Curso
MANHÃ
Hora: 10h00
Evento: Participa de entrevista na rádio Universidade FM
Local: Universidade Federal do Maranhão – UFMA
TARDE
Hora: 15h00
Evento: Grava programa eleitoral
NOITE
Hora: 20h00
Evento: Reunião com coordenação de campanha
Fábio Câmara
MANHÃ
Hora:
10h00 – Gravação de programa eleitoral para a TV
TARDE
Hora:
15h15 – Reunião com lideranças da comunidade de Pedrinhas, zona rural de São Luís.
NOITE
Hora:
19h30 – Reunião com coordenação de campanha.
Eduardo Braide
Manhã:
8h – Café da manhã com a imprensa
Tarde:
12h – Entrevista com emissora de TV local (TV Brasil)
15h – Caminhada no bairro da Liberdade
Noite:
Reunião com lideranças comunitárias
Rose Sales
MANHÃ
-Gravação em estúdio
-Atendimento de lideranças políticas
TARDE
– Encontro TUDO ROSE com agentes comunitários
NOITE
-Encontro TUDO ROSE com guardas municipais.
Valdeny Barros
09h00min – Valdeny Barros grava programa para TV e Rádio
19h00min – Valdeny Barros reúne com a coordenação de campanha
Nota: As agendas devem ser enviadas pelas assessorias nos emails davi.max@hotmail.com, blogdodavimax@gmail.com ou no WhatsApp (98) 999825298

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Mantida decisão de recebimento de ação de improbidade contra ex-prefeito Tadeu Palácio


A 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) manteve decisão de primeira instância, que recebeu ação civil de improbidade administrativa contra o ex-prefeito da capital, Tadeu Palácio. O Ministério Público (MPMA) sustenta que teria havido desvio de finalidade praticado por Palácio, prefeito em 2007, e Paulo Helder Guimarães de Oliveira, então procurador-geral do Município, quando a UTE Porto do Itaqui Geração de Energia teria conseguido obter do Município um decreto que admitisse a instalação de termoelétrica como de uso especial. 

O entendimento unânime do órgão colegiado do TJMA é de que há indícios suficientes de autoria e materialidade da prática do ato de improbidade e que o ex-prefeito terá plena oportunidade de exercer seus direitos constitucionais ao contraditório e à ampla defesa.

De acordo com os autos, em 13 de fevereiro e 30 de março de 2007, a empresa requereu ao Município a expedição de licença de uso e ocupação do solo para instalação da termoelétrica a carvão mineral - pedido negado com alegação de que tal atividade não estaria prevista na Lei de Zoneamento Urbano da cidade.

Segundo o MPMA, a UTE Porto do Itaqui logrou êxito ao tentar obter a admissão da termoelétrica como de uso especial, porém com a suposta prática de ilegalidades.

O órgão ajuizou a ação contra o ex-prefeito, uma vez que, à época no cargo, teria desconsiderado pareceres emitidos pelas instâncias técnicas do Município que opinavam pela inviabilidade do empreendimento. Em relação ao então procurador-geral do Município, o órgão afirma que teria dispensado, sem nenhum fundamento, a oitiva do Instituto da Cidade, cuja previsão consta do Plano Diretor. Ele e a empresa são litisconsortes no agravo de instrumento ajuizado pelo ex-prefeito.

O relator, desembargador Raimundo Barros, informou que Palácio recorreu, com pedido de efeito suspensivo, contra a decisão do Juízo da Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís, nos autos da ação de improbidade. A decisão de primeira instância rejeitou embargos de declaração opostos por Paulo Helder Guimarães de Oliveira, para manter a decisão de recebimento do pedido formulado na ação e considerou o transcurso do prazo sem manifestação do ex-prefeito para apresentar contestação.

O ex-prefeito pediu que a decisão fosse reformada, pois, segundo ele, não existem indícios mínimos do elemento subjetivo dolo para a prática do disposto no artigo 11 da Lei de Improbidade e, que o ato estaria revestido do prévio pronunciamento jurídico da Procuradoria Geral do Município, razão pela qual entendeu que a petição inicial da ação de improbidade deveria ser liminarmente rejeitada.

Raimundo Barros disse não existir razão para modificar o entendimento de 1º Grau. Explicou que a decisão está em conformidade com norma da Constituição Federal e que foram observados os requisitos necessários ao oferecimento e recebimento da peça acusatória.

O relator acrescentou que vários documentos embasam a inicial da ação civil ajuizada pelo Ministério Público. Disse que a tese de inexistência de atos de improbidade é matéria a ser debatida no bojo da instrução da ação. Citou entendimentos do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e, de acordo com o parecer ministerial, negou provimento ao agravo do ex-prefeito. Acompanharam o voto do relator o desembargador José de Ribamar Castro e o juiz José Brígido Lages (convocado para compor quórum).


Com informações da Assessoria do Tribunal de Justiça do Maranhão.

Raimundo Filho avança em Paço do Lumiar


O candidato a prefeito Raimundo Filho (PT), da Coligação ¨Unir para Reconstruir¨, tem intensificado sua campanha participando de encontros, reuniões em entidades, associações de moradores em todos os bairros e localidades do município de Paço do Lumiar apresentando suas propostas de seu Plano de Governo.

Para o Raimundo Filho, conhecer as necessidades e expectativas das pessoas é a maneira mais correta de atender à comunidade, pois é ouvindo as pessoas que o candidato diz que a chances de acertar.

“Em nosso governo a participação popular será uma prioridade, assim como, mecanismos de controle social que estiverem ao alcance e sob a responsabilidade da Prefeitura, objetivando a participação da sociedade civil organizada na elaboração de projetos e programas sociais junto ao município, bem como no acompanhamento das execuções, e na fiscalização da aplicação dos recursos públicos.”, disse Raimundo Filho.

Ele destacou ainda, que durante essas conversas têm surgido muitas sugestões e ideias que, quando implantadas, irão melhorar a vida dos luminenses. Para o candidato, são as pessoas que sabem o que vai ou não trazer benefícios ao seu dia a dia. A intenção do gestor pode até ser boa, mas ele peca ao não consultar a população para saber o que ela pensa sobre determinada obra ou projeto. Escutar, mas principalmente prestar atenção no que o povo diz, é fundamental.

Para o vice-prefeito na chapa, Kim Lopes (PSC), a forma calorosa com que ele e Raimundo Filho têm sido recebidos durante as visitas tem servido de estímulo para a campanha e que estão no caminho certo. ¨Temos sido bem acolhidos pela população e conversar com o cidadão, ouvir seus anseios, sentir de perto as reais necessidades de cada comunidade, são passos imprescindíveis nesta caminhada¨, concluiu.


domingo, 21 de agosto de 2016

Decisão liminar restabelece perda do mandato da prefeita afastada Lidiane Leite

Lidiane Leite é afastada  novamente da prefeitura
A pedido do Ministério Público do Maranhão, a Justiça proferiu decisão liminar, em 18 de agosto, suspendendo os efeitos do Decreto Legislativo nº 003/2016, da Câmara de Vereadores de Bom Jardim, e restabelecendo os efeitos do Decreto Legislativo nº 006/2015, que declarou a perda do mandato da prefeita Lidiane Leite.

A solicitação foi formulada em Ação Civil Pública anulatória de ato administrativo ajuizada pelo promotor de justiça Fábio Santos de Oliveira contra o presidente da Câmara de Vereadores de Bom Jardim, Arão Sousa da Silva. A decisão foi assinada pela juíza Denise Pedrosa Torres.

O Ministério Público do Maranhão afirmou que o Decreto nº 003 foi emitido de forma irregular e unilateral pelo presidente da Câmara. Não foi publicado no Diário Oficial, no mural ou disponibilizado aos demais vereadores, desrespeitando os princípios da publicidade e transparência

Em caso de descumprimento da decisão, foi fixado o pagamento de multa diária de R$ 5 mil a ser paga pelos funcionários ou autoridades responsáveis pelo cumprimento da ordem judicial.

O Decreto Legislativo nº 006/2015, que afastou a prefeita, atendeu os ditames da Constituição Federal e da Lei Orgânica do Município. O ato foi baseado no fato de que a prefeita afastada se ausentou do cargo, por mais de 15 dias, sem autorização da Câmara de Vereadores.

FUGA

Consta na ACP que, em 20 de agosto de 2015, a Polícia Federal tentou cumprir mandado de prisão expedido pela Justiça Federal contra Lidiane Leite da Silva, mas não obteve sucesso porque a prefeita fugiu do município. A gestora permaneceu foragida por mais de 15 dias, sem ter comunicado à Câmara de Vereadores ou qualquer órgão público.

O promotor de justiça Fábio Santos de Oliveira ressaltou que a Lei Orgânica do Município de Bom Jardim estabelece que o prefeito não pode se ausentar por mais de 10 dias, sem autorização expressa da Câmara de Vereadores. A Constituição Federal também versa que o presidente e o vice-presidente da República não poderão se ausentar do país por mais de 15 dias sem licença do Congresso Nacional. A norma tem aplicação analógica a prefeitos e governadores.

Por esta razão, o Ministério Público do Maranhão expediu Recomendação, em 3 de setembro de 2015, ao presidente da Câmara para que ele adotasse providências para o cumprimento das disposições da Lei Orgânica do Município e da Constituição Federal.

Arão Sousa da Silva acatou a manifestação ministerial e emitiu o Decreto nº 006/2015, declarando a perda do mandato de Lidiane Leite. "Dessa forma, o decreto não poderia ser revogado ou anulado administrativamente, muito menos de forma unilateral, senão pela via judicial adequada", afirmou o representante do Ministério Público do Maranhão.

No entanto, em 8 de agosto de 2016 a Promotoria de Justiça da Comarca de Bom Jardim tomou conhecimento de que seria realizada uma sessão extraordinária, no mesmo dia, na Câmara de Vereadores, na qual o presidente da Câmara pretendia dar posse a Lidiane Leite. O retorno da prefeita afastada foi assegurado por meio do Decreto nº 003/2016, que anulou o anterior.

No mesmo dia, o MPMA chegou a designar um servidor para solicitar o Decreto nº 003, o que foi negado pelo chefe do Legislativo. Fábio Santos de Oliveira ressaltou que Arão Sousa da Silva deu posse à Lidiane, no dia 9 de agosto, antes de publicar e publicizar o decreto, que ficou mantido fora do alcance e conhecimento da população, ferindo os princípios da publicidade, transparência, imparcialidade, entre outros.

"Dessa forma, com apenas uma canetada o presidente da Câmara destituiu da prefeitura de Bom Jardim a prefeita Malrinete Gralhada e empossou Lidiane, alegando que não havia impedimento para o exercício do mandato. Mas como isso é possível? Se ele mesmo já havia emitido decreto declarando a perda do mandato de Lidiane, reconhecendo que houve abandono do cargo por mais de 15 dias?", questionou o promotor de justiça.

Manoel Rêgo reúne amigos e militantes para anunciar sua candidatura à reeleição


O Vereador Manoel Rêgo reuniu, na tarde deste domingo, amigos e militantes para anunciar a sua candidatura. Segundo ele, hoje está começando uma nova caminhada rumo a vitoria, que, de fato, o povo irá reconhecer a sua luta na defesa dos cidadãos da capital. 

"Hoje estamos começando mais uma caminhada e quem irá sair vitorioso é o povo de nossa cidade. Durante o meu mandato na Câmara Municipal, tenho sempre ficado do lado do povo, lutando a favor da educação, saúde e infraestrutura; lutando em prol de uma São Luis melhor para o nosso povo. Vejo que esse trabalho tem que continuar, para que possamos ainda mais resgatar a nossa cidade dos maus tratos do Executivo Municipal. Hoje, temos a confiança de que sairemos vitoriosos nessa caminhada", finaliza.


Chaguinhas é aclamado no lançamento de sua candidatura à reeleição



Dando a largada da campanha eleitoral, o Vereador Chaguinhas ─ PP reuniu, na manhã deste domingo, centenas de pessoas no lançamento de sua candidatura à reeleição, que foi realizado no bairro Jardim São Cristóvão.

O ato foi marcado devido ao recolhimento das pessoas no trabalho social, já realizado pelo Vereador há mais de quinze anos nas comunidades da Grande Ilha.

“O Vereador Chaguinhas merece continuar na Câmara Municipal me representando, pois ele não é um vereador qualquer. Ele tem compromisso com todos os jovens, adultos e idosos. O projeto social que ele vem desenvolvendo nas comunidades tem que continuar. E é por isso que eu e minha família votamos em Chaguinhas”, disse Rodrigo Frazão.

Aclamado pelos moradores da região, Chaguinhas fez um discurso contundente, falando dos trabalhos concretizados por ele nas localidades. Ao mesmo tempo, lamentou a omissão do Executivo Municipal em não oferecer aos ludovicenses projetos que possam melhorar a qualidade de vida das pessoas.


“O trabalho tem que continuar. Faço política porque acredito numa sociedade mais justa e igualitária. Há quinze anos levo para a sociedade vários projetos que beneficiam toda a camada popular de nossa Ilha. É lamentável. Hoje, olhamos para o nosso município e vemos que, durante a gestão atual, nunca houve um projeto social real, que pudesse beneficiar aqueles que mais precisam. Eu, sem o apoio do Executivo, consegui implantar vários projetos em doze comunidades. Continuarei,  desta mesma forma, responsável e lutando em defesa dos ludovicenses que tanto precisam. Por isso, deixo o meu nome à disposição, para que possamos seguir em frente até a vitória”, finaliza. 

Quem esteve presente foi o candidato a prefeito Wellington do Curso, que destacou os trabalhos do Vereador Chaguinhas. "O Vereador Chaguinhas merece continuar no parlamento municipal, pela sua história de luta em prol do nosso povo, pela continuidade dos projetos sociais, desenvolvidos por ele. E é por isso que eu acredito que Chaguinhas vai ser um dos vereadores mais votados nessa eleição, e que o trabalho irá continuar", concluiu.

O evento também contou com a presença do Vereador Nato e o candidato a vereador, pelo Partido Progressista, Nato Júnior.

sábado, 20 de agosto de 2016

Fábio Câmara evoca imunidade parlamentar para manter críticas à Edivaldo Júnior em sua página no Facebook


O vereador Fábio Câmara, candidato do PMDB à Prefeitura de São Luís, evocou neste sábado (20), a garantia constitucional da imunidade parlamentar para contestar uma Ação de Direito de Resposta que o prefeito Edivaldo de Holanda Júnior (PDT) moveu contra ele pedindo à Justiça a exclusão de uma postagem do seu perfil no Facebook – e cujo despacho em caráter liminar foi aceito pelo juiz Adelvan Nascimento Pereira, da 2ª Zona Eleitoral de São Luís, nesta sexta-feira (19).
A defesa de Fábio contesta a decisão do magistrado, alegando que a inviolabilidade prevista no artigo 53 da Constituição busca proteger o amplo exercício da liberdade de expressão do parlamentar, ainda que fora da Casa Legislativa, porém, desde que as declarações tenham ligação com o desempenho do mandato ou tenham sido proferidas em razão dele.
— A inviolabilidade constitucional que ampara o parlamentar no exercício da atividade legislativa estende-se a suas opiniões, palavras e votos, mesmo fora da própria Câmara, desde que nos limites territoriais do município a que se acha funcionalmente vinculados, —  diz trecho do documento protocolado hoje na justiça eleitoral e assinado pelos advogados Ronnildo Soares e Luís Claudio Amaral.
Fábio Câmara fez um post em sua página no Facebook, associando investigações contra Edivaldo Júnior às olimpíadas, mas afirmou que seu comentário não teve carater ofensivo e alega ser um fiscal dos atos do executivo.
 NULIDADE DA AÇÃO
Na contestação protocolada, o parlamentar anexou vários processos de desvios que estão tramitando contra o prefeito Edivaldo Júnior para comprovar seu argumento postado em comentário na rede social. Além disso, a defesa do vereador destaca ainda que o instrumento procuratório da Coligação Pra Seguir em Frente, encontra-se prejudicado, pois não existe manifestação real da vontade de Edivaldo em tal documento. Com base nisso, a Ação de Direito de Resposta não deveria produzir efeitos de representação, uma vez que não houve respeito à Lei 13.105, de 16 de maço de 2016.

Vereador Manoel Rêgo lança candidatura neste domingo


O Vereador Manoel Rêgo, lança a sua candidatura à reeleição neste domingo, o ato será realizado neste domingo,21,às 12h, no Sitio Renascer, no Bairro do Coroadinho.

Manoel Regô, é uma das principais lideranças do bairro e conta com o apoio de vários amigos e lideranças comuninitárias no seu resíduo eleitoral. 

Vereador Chaguinhas convida a todos para o lançamento de sua candidatura


O Vereador Chaguinhas, um dos vereadores mais atuantes no parlamento municipal, convida a todos para o grande lançamento de sua candidatura à reeleição, que será realizado neste domingo, no Bairro Jardim São Cristóvão I. Com um grande trabalho desenvolvido nas comunidades da grande ilha com projetos sociais, Chaguinhas é um dos mais citados em garantir a sua reeleição, dando continuidade ao trabalho brilhante que o mesmo vem desenvolvendo da capital ludovicense.

O lançamento será realizado neste domingo,21,às 8h, na Rua Epitácio Cafeteira, no Bairro Jardim São Cristóvão I.



sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Se eleito prefeito de Ribamar, Dr. Julinho vai cancelar contrato com empresa envolvida na Lava Jato


O médico obstetra Júlio Matos, o Dr. Julinho, candidato do PMDB à Prefeitura de São José de Ribamar afirmou, na noite desta quinta-feira (18), em contato com o blog, que revogará o contrato de concessão com a empresa Odebrecht Ambiental, responsável pelos sistemas de abastecimento de água e esgoto do município caso venha ser eleito nas eleições de outubro próximo.

Segundo Dr. Julinho, não seria justo administrar um Município como São José de Ribamar, mantendo contrato com uma empresa que oferece um péssimo serviço de abastecimento e massacra diariamente a população ribamarense.
“Numa possível administração minha (…) esse contrato será revogado. Não seria justo administrar a Prefeitura mantendo um contrato com uma empresa que oferece um péssimo serviço de abastecimento e massacra diariamente a população ribamarense”, declarou.
A Odebrecht Ambiental, ligada ao Grupo Odebrecht, está entre as dez empresas envolvidas na operação ‘Lava Jato’. Mesmo sendo investigada na super operação da Procuradoria da República e da Polícia Federal sobre formação de cartel para fraudar licitações da Petrobrás entre 2003 e 2014, a companhia assumiu ano passado a concessão dos sistemas de abastecimento de água e esgoto do município de São José de Ribamar, localizado na região metropolitana de São Luís. A empresa investirá mais de R$ 450 milhões, ao longo dos anos, na recuperação, otimização e ampliação dos sistemas dos dois municípios.

Após polêmica, marqueteiro decide mudar jingle de Edivaldo


Antônio Martins - Após a repercussão negativa em torno do jingle de campanha de reeleição do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Junior, o marqueteiro Evilson Almeida deu o braço a torcer, admitindo a hipótese de mexer na música.
Livremente inspirado no tema do filme Frozen, cantado pela popstar Demi Lovato, o jingle virou motivo de chacota e reclamação entre apoiadores e eleitores de Edivaldo logo depois de ser lançado.
O dono da Imagine Comunicação, então, decidiu mudar apenas a melodia da música. A letra, no entanto, deve permanecer a mesma.
Entre marqueteiros e publicitários do país inteiro, o caso já virou motivo de piada. Para alguns, inclusive, a peça pode ser caracterizada como plágio e resultar numa ação milionária de direitos autorais em favor da Disney.

Em debate da CNBB, Fábio Câmara promete estudar mudanças no Plano Diretor


O candidato do PMDB à Prefeitura de São Luís, Fábio Câmara, participou, na noite da última quarta-feira, dia 17 de agosto, no auditório do Instituto de Ensino Superior do Maranhão (IESMA), do debate promovido pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Dividido em quatro blocos, Fábio Câmara respondeu perguntas elaboradas por membros da Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de São Luís, debateu com os demais candidatos, destacou três de suas propostas e elogiou a importância da realização do evento que foi uma iniciativa de um movimento de fé.

— Destaco a importância da CNBB em realizar esse debate de grande importância, pois como diz uma frase do Papa Francisco: o dialogo tem o poder de construir pontes, de facilitar o encontro e a inclusão — disse.

No primeiro bloco, o tema sorteado foi sobre Plano Diretor. O candidato peemedebista informou que o Plano Diretor é uma exigência legal, formal e fundamental para o desenvolvimento da cidade, mas afirmou que a legislação municipal precisa passar por uma revisão com ampla participação da sociedade na sua discussão e elaboração.

— O Plano Diretor é uma exigência legal, formal e fundamental para o desenvolvimento da cidade. Assim como o manual da Igreja é a Bíblia, o Plano Diretor é o manual da cidade. Mas um dos grandes problemas neste instrumento básico de planejamento municipal, que nós precisamos rever urgentemente, é que ele atualmente não contempla as tendências da cidade. Esta cidade tem uma tendência para questão portuária e nós iremos discutir a revisão do Plano Diretor, com clareza, tratando da questão do porto e retroporto que são empreendimentos que estão invadindo a área rural da cidade — disse.

Muito à vontade, em linguagem clara e simples, o candidato do PMDB, priorizou o detalhamento de propostas para o trânsito, o desenvolvimento econômico, metropolização, segurança entre outros temas. Ele também não deixou de criticar as falhas da atual gestão na cidade nas áreas de saúde e educação.

Fábio Câmara condenou, em síntese, o modelo de “gestão de empurra” que se instalou em São Luís nos últimos anos, onde problemas nas áreas do transporte público e mobilidade, por exemplo, sempre são dos outros e nunca do prefeito que administra.

— São Luís precisa de um prefeito com olhar no futuro e não no passado. Ao longo dos últimos dez anos todos que os gestores que administram a cidade adotaram o modelo de gestão baseada no ‘empurra’, sempre culpando o antecessor por falhas — disse.

No espaço das considerações finais, Fábio Câmara agradeceu a oportunidade e falou que sua participação no evento foi uma grande oportunidade para mostrar suas propostas de governo, pois os eleitores puderam conhecer o que cada ele pretende oferecer para a cidade.