Banner B

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Projeto que obriga oferta de internet nas escolas pode ser votado nesta terça

Agência Senado

Proposta apresentada pelos participantes do programa Jovem Senador pode ser votada pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) na terça-feira (1°). O texto torna obrigatória a disponibilidade de internet para os alunos do ensino fundamental e do ensino médio, das redes pública e privada, para fim educacional. A reunião está marcada para as 11h30.
O projeto foi apresentado em 2014 por estudantes que participaram do programa Jovem Senador. Os participantes são estudantes de todos os estados selecionados por meio de um concurso anual de redação. Depois, a sugestão foi analisada pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) e transformada no Projeto de Lei do Senado (PLS)280/2015.
No texto, a comissão argumenta que o Projeto Banda Larga nas Escolas previa todas as escolas públicas urbanas conectadas à internet até o final de 2010. Até 2013, no entanto, 5,5 mil dessas escolas não tinham internet, segundo o Censo Escolar.
O relator do texto na CE, senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE), é a favor da aprovação do texto. Apesar de considerar o projeto meritório, o senador lembrou que um tema não deve ser disciplinado por mais de uma lei, motivo pelo qual preferiu introduzir as alterações na Lei de Diretrizes e Bases da Educação (Lei 9.394/1996 ).

Extinção de escolas

Também consta na pauta o projeto do ex-senador Vital do Rêgo que regula a extinção de unidades escolares da educação básica públicas e o destino de seus patrimônios (PLS 10/2012).
Pelo substitutivo elaborado por Douglas Cintra (PTB-PE), as unidades escolares públicas da educação básica somente poderão sofrer reestruturação na sua oferta de escolarização, ou serem fechadas, após a prévia manifestação do Conselho de Educação do respectivo sistema. E isto sem prejuízo à continuidade dos estudos de seus alunos e observada a destinação total da receita da venda ou do aluguel de seus prédios ao órgão responsável pela educação, sendo esses recursos destinados à manutenção e desenvolvimento do ensino público.
Cintra destaca a consulta à comunidade afetada no eventual fechamento de uma unidade de ensino, assim como a anuência do respectivo Conselho, como critérios democratizantes.
— Igualmente relevante é a regra que estipula que as eventuais receitas obtidas com operações imobiliárias envolvendo prédios escolares sejam destinadas ao ensino. Uma medida assim deve representar uma forma de conter a especulação — alerta.
O senador chama atenção ainda que muitas vezes esses processos de reestruturação acabam em alterações prejudiciais aos estudantes, como transferências para escolas distantes, separação de irmãos e rupturas em projetos pedagógicos.

Pontos de Cultura

O terceiro item na pauta é o PLS 281/2014, do ex-senador Fleury, que inclui a previsão de apresentações de ações culturais dos pontos e pontões de cultura nas escolas da rede pública.
O substitutivo pela aprovação é de Roberto Rocha (PSB-MA), e determina que os pontos e pontões de cultura poderão estabelecer parceria e intercâmbio com entidades de pesquisa e extensão e com escolas e instituições da rede de educação básica, profissional e superior, e prestigiar as instituições públicas de ensino com apresentações. 

sábado, 27 de fevereiro de 2016

Deputado Wellington representa o Maranhão na V Reunião Ampliada do Parlamento Amazônico em Tocantins


O deputado estadual Wellington do Curso (PPS) participou da V Reunião Ampliada do Colegiado de Deputados do Parlamento Amazônico. Inicialmente, os parlamentares foram recepcionados, no Palácio Araguáia (TO), pelo Governador do Tocantins, Marcelo Miranda, que agradeceu a presença dos deputados e externou a importância do Parlamento Amazônico e, assim, do Legislativo atuar em parceria com o Executivo, objetivando a concretude de propostas em defesa do estado.
Posterior à saudação feita pelo Governador, deu-se início à solenidade de abertura. O evento aconteceu na Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins e contou com a presença do presidente do Parlamento Amazônico, deputado Sinésio Campos (PT); do deputado estadual Osires Damaso (DEM); da Ministra de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kátia Abreu (PMDB/TO); dos deputados maranhenses Júnior Verde (PRB ), Fernando Furtado (PCdoB) e Edilázio Júnior (PV), além de deputados de diversos estados do país, acadêmicos e pesquisadores.
Na ocasião, Wellington, que é Secretário de Direitos Humanos do Parlamento Amazônico, destacou a importância de o Maranhão estar sendo representado em mais uma reunião do Parlamento Amazônico e ressaltou a relevância de o Legislativo Estadual envolver-se no debate sobre a Amazônia Legal, especificamente, sobre a parcela pertencente ao estado.
“Com a V Reunião, tivemos a oportunidade de discorrer sobre os investimentos na Amazônia Brasileira. Por ser uma discussão nacional, tem-se a relevância de incluir e representar o Maranhão em tal debate. Nesse sentido, bem sabemos que apesar de ainda sofrer com os desmatamentos, retirada ilegal de madeira, mineração, produção de carvão e caça excessiva, a Amazônia maranhense ainda é dona de rica biodiversidade. Além de tratarmos sobre uma temática de tamanha relevância, vale mencionar os conseguintes positivos, a exemplo da articulação de políticas públicas pautadas em uma visão sustentável e que almejam ao zelo por aquilo que é patrimônio de todos: o meio ambiente”, ressaltou o deputado.

O QUE FOI A V REUNIÃO AMPLIADA DO COLEGIADO DE DEPUTADOS DO PARLAMENTO AMAZÔNICO?

A V Reunião teve por pauta a discussão sobre as principais problemáticas e propostas para o desenvolvimento dos nove estados pertencentes à área da Amazônia Legal, dentre eles o Maranhão.
O evento iniciou às 09 horas, com a solenidade de abertura e estendeu-se pelo restante do dia, tendo por palestra inicial a discussão sobre a “Os Investimentos do Governo Federal no Setor Agropecuário na Amazônia Brasileira”.
Pela tarde, discutiu-se sobre a Exploração de Insumos Agrominerais na Amazônia Brasileira, palestra ministrada pelo deputado Sinésio Campos – presidente da Comissão de Geodiversidade, Recursos Hídricos, Minas, Gás e Energia da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas.

Rose Sales exige a regularização dos pagamentos atrasados das creches comunitárias

"Nossas crianças merecem uma educação de qualidade e nossos trabalhadores da educação merecem receber que é seu por direito" Rose Sales




A Vereadora Rose Sales, esteve em audiência com o Prof. Moacir Feitosa, Secretário Municipal de Educação, acompanhada por lideranças e educadores comunitários, representando o movimento comunitário, lutando de forma intensa para obter o respeito e a valorização institucional às creches e escolas comunitárias do município de São Luís, justamente porque a Prefeitura tem promovido longos meses de atraso (dezenas de instituições sem pagamento há 1 ano e 2 meses) no tocante ao repasse do salário dos trabalhadores, da merenda escolar e dos valores referentes ao Brasil Carinhoso (pagamentos atrasados dos anos de 2012, 2013 e 2015). 

Segundo a Vereadora Rose Sales, no ano de 2015 com apoio do Ministério Público Estadual, das Promotorias de Educação, ao lado do movimento comunitário (Fórum e Federação das Escolas Comunitárias) "nós conseguimos passo a passo, que a SEMED abrisse os processos de pagamento para as entidades, pagasse algumas parcelas do FUNDEB, PNAE e PNAC, que empenhasse pagamento de outras, que abrisse processo para efeito de pagamento do Brasil Carinhoso, ou seja, uma luta sem tréguas, devido à falta de competência técnica, de compromisso político e de seriedade da Prefeitura de São Luís, em relação à garantia da educação às nossas crianças da camada popular e à valorização/respeito aos trabalhadores da educação comunitária"disse

De acordo com Sales foi explanado toda a problemática ao secretário "Durante a reunião pautamos os detalhes de toda a problemática ao Secretário, pontuamos o que se quer por direito, pedimos que sejam efetuados encaminhamentos resolutivos, e que neste ano em curso, as humilhações e constrangimentos que sofreram as crianças, as lideranças e trabalhadores das creches e escolas comunitárias não se repitam,falamos que a legislação federal garante abertura para a SEMED efetuar convênio para o ano letivo de 2016, sendo assumido pelo Prof. Moacir Feitosa que não terá nenhum óbice em executar dentro da conformidade legal, Reivindicamos ainda, o retorno do leite às crianças da rede comunitárias (que só foi distribuído de forma irregular no ano de 2014, e nunca mais enviaram), e também, o envio, dos produtos da agricultura familiar, pois a SEMED reteve 30% do pagamento efetuado da merenda escolar de algumas entidades e nunca enviou um pão sequer" Finaliza


 


sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

E A CRISE ECONÔMICA?!! Governo Dilma libera R$ 843 mil para documentário sobre Jean Wyllys

A história do deputado e ex-BBB Jean Wyllys vai virar filme. Segundo informações do colunista Lauro Jardim, da revista Veja, apesar da crise pela qual o Brasil tem passado, o Ministério da Cultura, comandado pelo ministro Juca Ferreira, acaba de autorizar a liberação de R$ 842.648,00, que serão direcionados para a produção do documentário.
Wyllys ficou famoso após vencer o Big Brother Brasil 5. Em 2010, ele foi eleito deputado federal, com 13 mil votos. Em 2014, ele foi eleito novamente, com um número dez vezes maior de votos: 144 mil.
Crise

O Ministério da Cultura vetou, recentemente, a captação de recursos para um documentário sobre Mário Covas. Em 2013, contudo, o ministério liberou a quantia de R$ 1,5 milhão para a produção de um filme sobre José Dirceu.
Desde que o PT chegou ao poder, o governo já repassou R$ 15 bilhões através da Lei Rouanet, uma Lei Federal de Incentivo à Cultura e que institui politicas públicas para a cultura nacional, como o PRONAC – Programa Nacional de Apoio à Cultura.
(Com informações do Correio 24 Horas)

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

“NÃO ACEITAREMOS OUTRO AUMENTO NA TARIFA DAS PASSAGENS DE ÔNIBUS ”, dispara deputado Wellington do Curso


 O deputado estadual Wellington do Curso (PPS) utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa para solicitar mais atenção ao transporte público na capital maranhense, São Luís, e respeito ao cidadão.
Durante o pronunciamento, Wellington mencionou a deplorável situação dos ônibus sucateados.
Além disso, o parlamentar destacou a paralisação de advertência no transporte público de São Luís e, ressaltou que a população não arcará com o ônus, o que torna inadmissível um outro aumento na tarifa cobrada.
“Ao analisarmos o transporte público em São Luís, percebemos que inúmeras são as debilidades em tal serviço. Como ápice do desrespeito ao cidadão, temos os ônibus sucateados. O trabalhador que precisou acordar cedo para ir ao serviço se deparou, na manhã de hoje, com uma paralisação de advertência por parte dos trabalhadores rodoviários . Até o presente momento, a dúvida permeia a mente do ludovicense que fica aflito com a inconstância dos serviços prestados. Destacamos que, independente das circunstâncias, continuaremos em defesa da população de São Luís e, por isso, não aceitaremos, em hipótese alguma, o aumento na tarifa. Deixamos aqui a nossa solicitação à Prefeitura, a fim de que destinem mais atenção ao transporte público, demonstrando zelo por aquilo que é constitucionalmente assegurado: o direito de ir e vir”, ressaltou o deputado que em defesa da população de São Luís, disparou: "NÃO ACEITAREMOS OUTRO AUMENTO DE TARIFA!"

Sarney Filho anuncia diretrizes para o trabalho em 2016


O líder do Partido Verde, deputado Sarney Filho, do Maranhão, anunciou as diretrizes de trabalho dos verdes para 2016.  O  deputado destacou que o Partido Verde continuará lutando para impedir que os retrocessos na legislação socioambiental prossigam, ameaçando o meio ambiente e as populações tradicionais, como os indígenas e quilombolas.
''A nossa prioridade continua sendo impedir que os retrocessos Socioambientais que estão sendo propostos por um segmento aqui, pela Bancada Ruralista, que não avancem. Por outro lado nós também queremos frente `as novas necessidades do país interferir com muita ênfase no acompanhamento e também do aconselhamento, no balizamento, no combate ao mosquito transmissor da Zika, da Dengue e  da Chikungunya.
Outro ponto destacado pelo líder é o combate ao mosquito transmissor da Zika, da Dengue e da Chikungunya.
''Pois bem, esse combate ao mosquito é uma prioridade porque a Zika não é mais considerada somente a microcefalia, ela é considerada uma síndrome congênita da Zika, que afeta o cérebro do feto. E vai transformar crianças, em portadoras de necessidades especiais e vai onerar o Sistema de Saúde e isso sem falar na questão emocional. Tudo isso é muito ruim. Então, eu acho que isso é uma tragédia, a maior tragédia nos últimos cem anos que se acomete no Brasil e o Partido Verde está muito atento”.
Sobre a CPMF, o deputado afirmou que o Partido Verde é independente e votará de acordo com aquilo que achar  melhor para o Brasil. Segundo o parlamentar, não há ainda uma posição fechada sobre esta questão.
Quanto a reforma da Previdência, Sarney Filho afirmou que a bancada ainda não se reuniu para analisar as propostas do governo, até porque, até agora não existe uma proposta concreta.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

EDUCADORES EXIGEM UMA POSTURA SÉRIA E EFICAZ DO SINPROESSEMMA


O Presidente do SINPROESSEMMA parece que não está nem ai para os educadores, ao ser escolhido pra ser o porta voz dos aguerridos da educação, Julio Pinheiro,serve apenas para atender os pedidos do seu Chefe, o governador Flavio Dino, com os olhos voltado para sua eterna candidatura ao cargo de vereador, o comunista deixa claro que não pretende colocar em risco a sua candidatura. Enfim os educadores exigem uma postura séria e eficaz do Sindicato.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Estudante é assaltada dentro da Faculdade Estácio de Sá




Uma estudante que não quis se identificar, relatou que foi assaltada dentro da Faculdade Estácio de Sá, em uma postagem em um grupo do whatsapp a estudante conta que foi abordada por um homem armado dentro da instituição, onde o mesmo teve a audácia de abraçar a vítima aparentando ser um amigo ou namorado pra em seguida realizar o assalto. até o momento a estudante e a comunidade acadêmica espera  uma resposta da Faculdade Estácio de Sá. 



segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Rodoviários decidem fazer greve por tempo indeterminado

O Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Maranhão (Sttrema) decidiu fazer greve a partir de amanhã por tempo indeterminado caso os empresários não paguem seus funcionários até às 18h desta segunda-feira em São Luís.
Com informações do Jornal O Imparcial

Rose Sales intensifica sua pré- candidatura à prefeitura de São Luís

A pré-candidata à Prefeitura de São Luís, Vereadora Rose Sales, fez agendas bastante estratégicas, rumo à consolidar sua liderança no cenário da disputa majoritária para o pleito de 2016. Numa trajetória de muito êxito e credibilidade política, Rose Sales vem se destacando e chamando a atenção em torno do seu nome como alternativa consistente para concretização de um projeto rigoroso e compromissado com a cidade.

Rose Sales ao lado do Dep. Sarney Filho e do Presidente Nacional do PV José Luís

Em Brasília, realizou reuniões políticas com o Presidente Estadual e Nacional do PV, Deputado Sarney Filho e José Luís Penna, consolidando importantes estratégias, fortalecendo a aliança partidária com vistas a eleger Rose Sales, Prefeita de São Luís.

Rose Sales com membros da Direção Nacional do PMB

Nessa mesma estada, a pré-candidata, reuniu-se com a Sra. Suêd Haidar, Presidente Nacional do PMB – Partido da Mulher Brasileira e o dirigente Nacional, Sidiklei Haidar, a fim de estreitar os diálogos e a possível aliança entre os partidos PV e PMB, num pacto pelo resgate da dignidade do povo ludovicense e pelo seu crescimento inclusivo, justo e sustentável.
Rose Sales ao Lado do  Arcebispo Dom Belisário e do militante Sidnei Lima


Já em São Luís, Rose Sales, esteve em audiência com o Arcebispo da capital, Dom Belisário, acompanhada pelo pré-candidato a Vereador, Sidinei Lima (PV), na condição de pré-candidata a Prefeita de São Luís, falando sobre o propósito de sua pré-candidatura em favor da cidade. Ratificando, que nessa construção de sua plataforma e no que pensa desenvolver, não há acepção de credo, raça, etnia, gênero e classe social. 

“É com muita alegria e tomada por forte emoção que vim pela segunda vez, conversar com o Arcebispo Dom Belisário, numa demonstração de respeito à sua autoridade e aos irmãos da Igreja Católica, dialogando sobre as linhas mestras do modelo de gestão que desejo implantar, socializando algumas propostas que intenciono executar para que o crescimento da cidade seja retomado, com base no fortalecimento dos setores produtivos, investindo na geração de emprego e renda, na restauração de direitos e políticas públicas para todo o nosso povo. Um momento de grande aprendizado devido a sabedoria de Dom Belisário, em que busquei assimilar suas orientações e inquietações como cidadão,” afirmou Rose Sales.

Ex- Prefeito Gilberto Arôso passa vergonha após criar movimento "Marolinha"


Como estava previsto por quem é minimamente informado (e desconfiado), o movimento intitulado “A Onda” criado pelo grupo político do ex – prefeito Gilberto Arôso (PMDB), foi um verdadeiro fiasco. Aquilo que seria o maior ato de pré - campanha eleitoral do grupo, depois do imperceptível lançamento de sua pré - candidatura, no mês passado, teve que suportar novamente o fracasso.

Combalida pela ausência de publico e empolgação, a chamada “Onda” passou a se chamar “Marolinha”, pois não contagiou e acabou numa tremenda vergonha, justamente porque não conseguiu mobilizar gente para o pretendido movimento agendado para tarde deste sábado, 20, na sede do PMDB, na avenida 03 do Maiobão. 

O comportamento pouco receptivo da população combinado com o fracasso da mobilização, esmoreceu o grupo político e a principal atração do ato, o ex – prefeito Gilberto. A oligarquia Arôso, agora sabe que o povo não os quer de volta. Gilberto, por seu turno, percebeu que sua força eleitoral não passa de uma ilusória pretensão. 

Para alguns analistas políticos locais a fracassada “Onda” agora intitulada de “Marolinha” foi um reflexo da grande rejeição quem tem a família Arôso. 



Nos “Bastidores da Notícia”, já há quem aposte que Gilberto Arôso experimenta o flagelo de um inicio de pré - campanha derrotado, sem participação popular, pouquíssima militância política de médio e grande porte, podendo entrar numa campanha sem doadores e com escassa estrutura, e com pouca representatividade político-partidária, além de estar inelegível.

Comunista Júlio Pinheiro muda discurso sobre reajuste de professores


Blog do Gilberto Leda



Júlio Pinheiro, em 7 de fevereiro de 2014 – governo Roseana Sarney
“Queremos que o Governo do Estado faça a recomposição salarial dos trabalhadores já no contracheque de fevereiro, incluindo o retroativo a janeiro” 
Júlio Pinheiro, em 18 de fevereiro de 2016 – governo Flávio Dino
“O pagamento das progressões será definido daqui a um mês e o reajuste, que não será pago de imediato, porque o Estado alega dificuldades, temos o compromisso do governo de buscar meios para atender esse item, assim como temos a manutenção do diálogo aberto para que o governo diga, no decorrer das negociações, como atender todos os pontos da pauta”
As duas declarações acima são da mesma pessoa: Júlio Pinheiro, presidente do Sinproesemma.
Como já se mostrou aqui, ele é do PCdoB e pré-candidato a vereador pelo mesmo partido do governador Flávio Dino.
Em 2014, era um intransigente defensor dos professores maranhenses, exigindo do Governo do Estado – então sob o comando de Roseana Sarney (PMDB) – o pagamento, logo no contra-cheque de fevereiro, do piso nacional – reajustado naquele ano em 8,32% -, junto o valor retroativo a janeiro.
Em 2016, agora no governo Flávio Dino, no fim do mesmo mês de fevereiro, Júlio Pinheiro decide esperar mais trinta dias para que o Executivo, então, diga como pode pagar os 11,36% – provavelmente de forma escalonada.
Veja bem: o Sinproesemma, agora, não exige nada. Espera que o governo diga como pode ser feito.
E mesmo assim, Júlio Pinheiro considera as negociações um avanço.
Como as coisas mudam…



sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Crise: TV Meio Norte fecha as portas no Maranhão


No ar desde o mês de agosto de 2014 em São Luís, a Tv Meio Norte anunciou no fim da tarde desta sexta-feira (19), o encerramento das atividades de sua redação na capital maranhense, a partir de segunda-feira (21), o canal piauiense vai apenas retransmitir a programação da rede, ou seja, somente programas e notícias do Piauí. A informação pegou surpresa funcionários e estagiários da emissora (cerca de 16 funcionários).


Pela 8ª vez, deputado Wellington solicita a reativação da Unidade de Vigilância em Zoonoses de São Luís

Dep.Wellington do Curso

Durante a sessão plenária desta quinta-feira (18), o deputado estadual Wellington do Curso (PPS) voltou a solicitar a reativação da Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ), antigo Centro de Controle de Zoonoses da capital maranhense. Com o pronunciamento, essa é a 8ª vez que o parlamentar ocupa a tribuna para solicitar, formalmente, a reativação da UVZ.

Ao se pronunciar, Wellington alertou que, enquanto a Prefeitura de São Luís permanecer com uma postura irresponsável e negligente, ele continuará levando a solicitação à tribuna da Assembleia Legislativa.

“Mais uma vez, ocupamos a tribuna desta Casa para solicitar a reativação da Unidade de Vigilância em Zoonoses. Apesar da importância dessa solicitação, até hoje não obtivemos posicionamento algum por parte da Gestão Municipal e, tampouco, alguma obra que sinalize a reativação da UVZ. Essa é a 8ª vez que solicitamos a reativação da UVZ, solicitação essa permeada por grande clamor social. A solicitação aqui feita não é minha, mas sim dos ludovicenses que ficam revoltados ao ver os mais de 15 mil animais abandonados e andando pelas ruas de nossa cidade. Além disso, temos o perigo à saúde. O Ministério da Saúde realizou uma coletiva para tratar sobre os casos frequentes de microcefalia no Nordeste. Paralelo ao iminente surto da doença e a sua relação com o Zica vírus, temos ainda os casos de calazar, leptospirose, além de doenças causadas pelo Aedes Aegypti. Apesar de tal realidade, infelizmente, a Prefeitura de São Luís, de forma negligente, omite-se dos cuidados básicos que evidenciariam a preocupação necessária quanto à saúde pública. Indo na contramão da prevenção, estamos com uma cidade que tem o acúmulo de lixo como realidade e não tem sequer uma Unidade de Vigilância em Zoonoses”, relatou o deputado.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Jovens da igreja Assembleia de Deus participam de retiro espiritual

Vice coordenador de mocidade Junior Nazaré
Cerca de 55 jovens da igreja Assembleia de Deus do bairro Santa Clara, área 95, participaram de um retiro espiritual durante o carnaval na chácara Santa Maria em São Luís.

Segundo o vice coordenador de mocidade, Junior Nazaré, durante o retiro pessoas renovaram seu compromisso com Deus, e outras foram libertas e curadas no nome de Jesus. O Espirito Santo encheu o coração das pessoas que participaram dos cultos e louvores naquele lugar.

“Deus agiu tremendamente naquele lugar. Pessoas que estavam passando por sérios problemas de saúde foram curadas, outras foram libertas e entregaram suas vidas ao Senhor Jesus’, disse Junior Nazaré.

O coordenador de mocidade, Isaac Sousa e o representante da coordenação de adolescentes, Elias Nazareno também ficaram gratificados e maravilhados com as benção derramadas por Deus durante o evento.

Ao voltar do retiro, Junior Nazaré agradeceu os proprietários da panificadora Martins pela contribuição dada durante o retiro espiritual.

“Agradeço a Deus por ter dado condições aos proprietários da Panificadora Martins de nos ajudar durante retiro”, disse Junior Nazaré. 


Deputado Wellington propõe criação do primeiro Centro de Inclusão da Pessoa com Deficiência no Maranhão



Durante sessão plenária na manhã desta quarta-feira (17), o deputado estadual Wellington do Curso (PPS) utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa do Maranhão para propor a criação do Centro de Inclusão da Pessoa com Deficiência no Maranhão.
Ao fundamentar a solicitação, o deputado Wellington destacou que a ideia de um Centro de Inclusão é um dos encaminhamentos da Audiência Pública, organizada por ele, que ocorreu no dia 02 de fevereiro e teve por tema a “Inclusão, inovações e desafios do Estatuto da Pessoa com Deficiência”. Além disso, o parlamentar apresentou os meios possíveis para a implantação do Centro de Inclusão. De acordo com o projeto, o Centro funcionaria no Antigo Prédio da RFFESA, situado na Avenida Beira Mar, que está desativado.

Para Wellington, a implantação de um Centro de Inclusão é uma forma de garantir os direitos das pessoas com deficiência e, assim, atenuar a constante falta de atenção do Poder Público com os cidadãos.
“A proposta que aqui apresentamos é um dos encaminhamentos da nossa audiência que debateu sobre o Estatuto da Pessoa com Deficiência. Sabemos que inúmeras são as leis e planos que apregoam os direitos das pessoas com deficiência. No entanto, ao analisarmos a conjuntura real, observamos que a atenção destinada às pessoas é ínfima, a exemplo do descaso que encontramos em nossa capital: as pessoas com deficiência são socialmente excluídas à proporção em que não há acesso à educação plena e há a violação de direitos básicos como a saúde e transporte. Vale citar que as pessoas com deficiência integram significativa parte da população maranhense. Além disso, temos aí a iminência de uma ‘geração de pessoas com deficiência’, ante os casos de microcefalia. “, afirmou o deputado Wellington ao alertar sobre a relevância da implantação de um Centro.

O deputado Wellington mencionou ainda que, além da inclusão, a implantação do Centro desempenharia uma função pedagógica, já que as pessoas passariam em frente ao prédio e perceberiam que o Maranhão seria o primeiro estado a ter um Centro de Inclusão.
“Além do caráter inclusivo, pode-se mencionar a função pedagógica que seria desempenhada pelo Centro, já que o prédio em questão, por ser um local de fácil acesso, permitiria que todos soubessem que o estado do Maranhão tem um compromisso com as pessoas com deficiência. Bem sabemos que, atualmente, o estado não está preparado, mas não podemos permitir que esse ‘despreparo’ para lidar com as pessoas com deficiência seja permanente. Ora, o que queremos é um espaço que agregue o atendimento de que as pessoas com deficiência necessitam. Quanto ao local, sugerimos a utilização do prédio em que funcionava o Plantão Central da RFFSA, já que, atualmente, tal prédio não está desempenhando nenhuma função. Temos, assim, que caso haja a implantação do Centro de Inclusão passa-se, por conseguinte, a destinar atenção às pessoas com deficiência, zelando por aquilo que é fundamento de nosso Estado: a dignidade da pessoa humana”, afirmou o deputado.

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Mulher de vereador é conduzida à delegacia

O clima foi tenso na manhã desta quarta- feira (17), na porta da residência do Vereador Marinho, de acordo com informações passadas ao titular do blog, o alvo da prisão era o nobre edil que ao não encontrar em sua residência a mulher do parlamentar foi conduzida à delegacia pra prestar depoimento, aguarde o fechamento dessa história .




MANOEL RÊGO SOLICITA REFORMA DA FEIRA DO COROADINHO


Foi aprovado nesta quarta-feira (17), pelo Plenário da Câmara Municipal de São Luis, o requerimento de autoria do Vereador Manoel Rêgo, onde solicita em caráter de urgência ao prefeito Edivaldo Holanda Junior, a reforma e ampliação da feira do Coroadinho.

De acordo com o Vereador Manoel Rêgo, a feira se encontra em péssimas condições, trazendo prejuízos para os feirantes e para a comunidade do Coroadinho “mais uma luta que travo neste parlamento, pedindo ao executivo as garantias reais dos feirantes e dos consumidores” finaliza.


Líder do PV critica propaganda milionária da Samarco em horário nobre de televisão Dest

Dep. Sarney Filho

Em pronunciamento no plenário da Câmara, o líder do Partido Verde e coordenador da Comissão Externa de Mariana, deputado Sarney Filho (PV-MA), manifestou o repúdio da bancada à veiculação da recente propaganda da Samarco, em horário nobre da televisão brasileira, tendo em vista a gincana protelatória, por parte da empresa, em assumir a responsabilidade dos danos ambientais causados com o rompimento da barragem do Fundão, em novembro de 2015. “É um verdadeiro escárnio à população brasileira, aos procuradores, à justiça e a todos atingidos pela tragédia assistir, a um custo de centenas de milhares de reais, por cerca de 30 segundos, a Samarco retratar funcionários felizes com o seu trabalho e com a empresa”, disse Sarney Filho, considerando a atitude da empresa um verdadeiro descaso com o maior crime ambiental ocorrido no país.

“Resta-nos indagar qual foi a origem do milagre do aparecimento do dinheiro da Samarco, uma vez que, para cumprir as obrigações com os atingidos ele não existe, para o pagamento do minuto mais caro da televisão brasileira, ele sobra”, ressaltou o líder, chamando a atenção para a postura da empresa, que considerou antiética e desrespeitosa.

As causas do rompimento da barragem ainda estão sendo investigadas, bem como a extensão dos danos causados às populações e à bacia do rio Doce. Também não se sabe, ainda, quanto tempo será necessário para recuperar a bacia, e mesmo se ela conseguirá voltar a ter, um dia, as condições econômicas, sociais e ambientais que existiam antes da tragédia.


Crime contra a Educação: por falta de transporte, livros do ano letivo de 2016 estão deteriorando em depósito


A imagem (acima) é o retrato da preocupação do prefeito Edvaldo Holanda Júnior e do secretário de Educação, Geraldo Castro Sobrinho, com a Educação de São Luís.  


Conhecido como antigo Orfanato Santa Luzia, o prédio, que fica localizado na Rua Osvaldo Cruz – nª 1374, no Centro, é utilizado como depósito de material didático do município. A Secretaria Municipal de Educação (SEMED), em suas atribuições, deve realizar a entrega dos livros em todas as unidades escolares da capital e zona rural. Entretanto, o serviço de transporte responsável pela distribuição do material está parado por motivos que nem o secretário conseguiu explicar.

A SEMED – mais uma vez – demonstra descompromisso, desrespeito e descaso com o corpo educacional – desdenhando de forma repudiante a luta de pais, professores e alunos que almejam uma educação de qualidade.

Nesse prédio em ruínas, o governo municipal encarcera o desenvolvimento, o conhecimento e a perspectiva de construção de um futuro melhor para as crianças da rede pública de São Luís. “A nossa educação está sendo ruída pela desmoralização do poder vigente. É revoltante ver o que nós lutamos diariamente para construir – se transformar em pó nas mãos dessa gestão, que atua como o algoz da nossa educação”, lamentou a professora Elisabeth Castelo Branco, presidente do Sindeducação.

Diante da situação, é o professor (mal remunerado, que trabalha em péssimas condições e totalmente desvalorizado) que assume o controle das obrigações da gestão municipal, e vai em busca da resolução do problema.  Nesta semana, uma professora da zona rural, que preferiu não ser identificada, pagou a quantia de R$ 100,00 para o transporte parcial dos livros; faltando ainda, uma parte do material a ser transportado.

Os livros para o ano letivo de 2016 (encaminhado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação – FNDE no mês de outubro de 2015) estão há quatro meses armazenados em local sujo, depredado e sem qualquer condição sanitária – aguardando a regularização do transporte de entrega; ou que, mais uma vez, o educador pague o preço para fazer o seu trabalho. 

Em resposta, o secretário Geraldo Castro afirmou que o problema será resolvido até a quinta-feira, 18 de fevereiro.

Agora, é torcer para que o prazo determinado pelo titular da pasta não perpetue mais uma UTOPIA na educação.

“É uma irresponsabilidade do atual governo. Isso demonstra o quanto a Secretaria Municipal de Educação (SEMED), tem priorizado a educação do nosso município. O atraso gera um ciclo vicioso que prejudica o processo de ensino e aprendizagem dos alunos”, pontuou a professora Isabel Cristina.

​NEGLIGÊNCIA REINCIDENTE – no dia 17 de abril de 2015, após denúncia representada pelo Sindeducação, o promotor de justiça Paulo Avelar, foi pessoalmente apurar a ocorrência de estocagem inadequada e desperdício de materiais escolares no depósito da SEMED.  Durante a vistoria, foram encontradas: carteiras novas empilhadas, mesas e armários entulhados, ônibus novos parados, materiais de papelaria danificados, livros de 2014 que não foram distribuídos, mofo, cupim, infiltração, goteiras, entre outros problemas. ​

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

O outro lado da UEB Mário Andreazza… O governo municipal esqueceu!




O prédio da UEB Ministro Mário Andreazza, localizado no bairro da Liberdade, parece uma residência abandonada e sem as condições mínimas de funcionamento. Em péssimas condições de infraestrutura e saneamento, a unidade escolar apresenta rede elétrica comprometida; forro e teto rachado; goteiras; esgoto a céu aberto e principalmente, recipiente com focos de mosquito.

“Isso é desumano para educação do nosso município; essas condições insalubres colocam a vida de vários alunos em risco, além disso, interrompe cada vez mais o processo educacional de aprendizagem dessas crianças”, reclamou a professora Fátima Vieira que está insatisfeita com os antigos problemas da unidade.

Ela relatou ainda que já foram encaminhadas diversas solicitações de reparo e manutenção na unidade, mas, até hoje, o retorno foi uma espera incansável que tem durado incansáveis anos. A docente contou ainda, que os problemas são muitos e continuam se agravando enquanto não houver uma intervenção do governo para melhorar a infraestrutura do prédio.

“A escola Mário Andreazza precisa, em caráter de urgência, de manutenção. A Secretaria Municipal de Educação é conhecedora desses problemas, mas, não toma nenhuma iniciativa. O caso da unidade Mário Andreazza já é bastante antigo e foi denunciado à Promotoria Especializada da Educação; vamos continuar cobrando pela resolução do problema”, destacou a presidente do Sindeducação Elisabeth Castelo Branco.

Descompromisso – O secretário de Educação Geraldo Castro Sobrinho e o prefeito Edivaldo Holanda Junior – candidato a reeleição em São Luís – parecem despreocupados com a situação das escolas da rede pública municipal da capital. Esse é apenas mais um exemplo da crueldade e desonestidade dos gestores descompromissados com a educação do nosso município; pelo visto, em 2016, as escolas da rede estão muito distante de serem referências; mas claro, se depender de uma gestão incúria como essa.   

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Pré-candidatura de Kym Lopes recebe apoio de lideranças

Kym Lopes recebe apoio de lideranças

Após confirmar pré-candidatura a prefeito de Paço do Lumiar, o jornalista Kym Lopes recebeu vários telefonemas de pessoas interessadas em levar em frente seu projeto para melhorar a vida dos moradores do município.

O jornalista já havia recebido na semana passada o apoio de diversas lideranças evangélicas e comunitárias a sua pré-candidatura, vista como a esperança de dias melhores para o município.

Lideranças políticas com possibilidades de conquistar uma vaga na Câmara municipal, também entraram em contato com o jornalista afim de integrar seu grupo de pré-candidatos a vereador.

CAETANO JORGE SE REÚNE COM LIDERANÇA DO PT EM SÃO LUÍS


O pré-candidato a prefeito de Paço do Lumiar, o empresário Caetano Jorge (PV), esteve reunido com o líder do PT na Câmara de Vereadores de São Luís e amigo pessoal, vereador Honorato Fernandes. Durante o encontro, Caetano demonstrou sua satisfação em reencontrá-lo e parabenizou o petista pela sua atuação como representante do povo ludovicense. Na oportunidade, aproveitou para expor as razões que o motivaram a entrar na disputa e alguns de seus planos e projetos de governo numa possível chegada a Prefeitura Municipal.
¨Foi uma visita de cortesia a um grande amigo e na oportunidade aproveitamos para fazer uma análise sobre a atual conjuntura política do município, expondo as razões de nossa pré-candidatura a Prefeitura de Paço do Lumiar e sobre as nossas idéias para melhorar a qualidade de vida dos luminenses associado ao desenvolvimento econômico local¨, disse Caetano Jorge.

INVÉS DE CRIANÇAS, URUBUS FAZEM A FESTA NA CRECHE DO PREFEITO EDIVALDO NA CIDADE OPERÁRIA


Este é o lugar onde muitas mães da Cidade Operária e bairros adjacentes um dia sonharam colocar seus filhos pequenos em contato com a educação inicial, ingressando-os logo em uma educação de qualidade, enquanto teriam tempo para trabalhar e garantir o sustento de casa.


Ao menos era isso que garantia o prefeito da capital Edivaldo Holanda Jr e o secretário de educação, Geraldo Castro no dia 08 de fevereiro de 2014, quando juntamente com os demais secretários e vereadores da cidade, lançaram em cerimônia pública com a presença de toda a imprensa local, a pedra fundamental para a construção daquela que seria a primeira das 25 creches, que também seria o cumprimento de promessa de campanha do prefeito.





Em entrevista  a rádio educadora , o radialista Adilson Carlos perguntou ao prefeito sobre a data que ele entregaria a obra e ele respondeu que seria ainda naquele mesmo ano; no máximo até o final de 2014, esse espaço se transformaria numa creche modelo para a capital, com investimentos garantidos pelo programa federal Brasil Carinhoso. A estrutura era anunciada como o pontapé inicial para as demais creches que viriam a ser construídas, equipadas e entregues até o final do seu governo, o que segundo a prefeitura representaria um imenso alcance social e um ganho expressivo para o desenvolvimento das crianças das classes menos favorecidas da nossa cidade.


A creche que atenderia 120 crianças por turno, teria um custo estimado de R$ 1.330.000,00, com área de 1.211,92 m², contaria com estacionamento, hall, recepção, almoxarifado, sala de professores, diretoria, secretaria, 08 salas de aulas, fraldários, lactário, salas de repouso, salas para alimentação, sala multiuso, lavanderia, rouparia copa, cozinha, despensa, vestiários, banheiros para crianças, sanitários para adultos e para pessoas com deficiência, além de área externa de serviços, varanda, solarium, jardim, parquinho e pátios coberto e descoberto.



No dia do lançamento da pedra fundamental da creche, o prefeito também afirmou em seu discurso que os recursos (dinheiro) oriundos do governo federal para a obra já estavam nos cofres do município. E a afirmativa era que em pouco tempo as mães daquela região teriam um lugar digno para acolher seus filhos em seus primeiros passos na educação.


Mas dois anos depois dos discursos e afirmações, quem passa pelo local ver que nada foi cumprido. Lamentavelmente o espaço é um campo aberto que serve apenas como depósito de lixo, onde os abutres rasgam as carniças que ali são jogadas, onde o cartão de visita são os vôos rasantes dos pássaros pretos sobre restos de animais mortos e o amontoado de entulho.






Da pedra fundamental que em 2014 dava ares de esperança às crianças daquelas comunidades carentes, resta apenas os traços do abandono, até as informações descritas já estão ilegíveis. E mesmo marcada por atos de vandalismo, continua de pé, como se ainda esperasse por um milagre.



Hoje, invés de crianças em tendo seus primeiros contatos com a educação numa estrutura digna como foi ilusoriamente prometida pela administração municipal, urubus é que fazem a festa no espaço da creche. E o lugar que teria a marca de uma educação responsável, cedeu espaço ao lixo, ao descaso. Um verdadeiro retrato do desrespeito a infância e à cidadania.


Aliás, o Ministério Público do Maranhão, por meio das Promotorias de Educação de São Luís, instaurou Inquérito Civil para apurar o andamento da construção das 25 creches do programa Brasil Carinhoso na capital. Mas por enquanto, a quem passa pelo local, resta a certeza que a administração desta cidade não está tão preocupada assim com a educação de nossas crianças.

Com tanto descaso e o caos instalado no setor, frutos de uma política medíocre, pode-se concluir que a educação pública de São Luís está realmente um lixo. Entra prefeito, sai prefeito e continuam roubando a dignidade do povo e o futuro de nossas crianças. Com informações do Jornalista Adilson Carlos