sábado, 31 de outubro de 2015

Faculdade da Igreja da Graça tem boa avaliação do MEC

Gospel prime
A Faculdade do Povo (FAPSP) é uma instituição de ensino administrada pela Igreja Internacional da Graça de Deus (IIGD) que oferece cursos na área de comunicação desde 2009.
Com mensalidades com preços baixos, se comparadas a outras instituições da capital paulista, a FAPSP tem se destacado pela qualidade de ensino tanto é que teve os cursos de Publicidade e Propaganda e Jornalismo reconhecidos com conceito 4 do MEC.
Já o curso de Rádio e TV teve o conceito 3, notas altas que grandes instituições de ensino – com mensalidades mais caras – tentam receber e não conseguem, o que prova o nível das aulas da FAPSP.
“Estamos provando que é possível oferecer um ensino de qualidade, compatível com o das melhores universidades do país, a uma mensalidade baixa, que alunos com menor renda conseguem arcar. É a FAP atuando de maneira socialmente responsável, em consonância com os ensinamentos cristãos”, destaca o diretor geral da instituição, Eber Cocareli.
O corpo docente da faculdade é formado por mestres e doutores graduados e pós-graduados nas principais instituições de ensino do país, profissionais que atuaram no mercado de comunicação em empresas como Globo, Folha de São Paulo, Rede Record, entre outras.

As aulas da FAPSP seguem uma proposta de ensino diferenciada, que trabalha com projetos inovadores. Os alunos de jornalismo, por exemplo, produziram um livro que reúne 30 entrevistas com os principais nomes do jornalismo no Brasil como Roberto Cabrini, Valmir Salaro, Ernesto Paglia, Sônia Bridi e Goulart de Andrade.

Já os alunos de Publicidade e Propaganda são responsáveis pela criação de algumas peças de divulgação da própria faculdade como os banners que constam do site da FAP e comercial divulgado na RIT TV.

Rose Sales em forte diálogo com o Partido da Mulher Brasileira

A pré- candidata à Prefeita de São Luís, Vereadora Rose Sales, tem ao lado dos dirigentes do Partido Verde avançado nas articulações partidárias. Mais recentemente, recebeu a Sra. Efigênia Tavares e o Sr. Carlos Campelo, respectivamente , Presidente e Vice- Presidente do PMB- Partido da Mulher Brasileira, para um diálogo com a finalidade de estabelecer parceria para o pleito de 2016.
Um ponto alto da conversa foram às declarações das lideranças do PMB, de que Rose Sales agrega a melhor história e as condições necessárias para administrar São Luís.
Para a pré- candidata, o Partido da Mulher Brasileira é um ganho fundamental à nação e em especial, à ampliação e asseguramento de direitos da mulherada ludovicense.  

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Pré-candidata a Prefeitura de São Luís, Rose Sales fortalece a sua defesa em favor das escolas comunitárias


A Presidente do Diretório do Partido Verde em São Luís, Vereadora Rose Sales, e o Presidente Estadual do Partido, Deputado Federal Sarney Filho, estiveram reunidos na manhã de sexta-feira (23), com várias lideranças de escolas comunitárias, com a Presidência da FUMBESMA – Federação das Uniões de Moradores de Bairros e Entidades Similares do Maranhão, a gestão do Fórum das Escolas Comunitárias e com os pré-candidatos do Partido ao cargo de vereador nas próximas eleições. Por seu mandato voltado para a participação popular, Sales levou ao conhecimento do deputado federal, uma de suas lutas – a problemática das escolas comunitárias - que atuam de forma ativa e responsável em nosso município, porém, vêm sendo desrespeitadas pelo atual gestor no que tange aos repasses de verbas oriundas do Governo Federal que não estão sendo aplicadas devidamente.

 
Em 2015, a Prefeitura de São Luís recebeu do Governo Federal, recursos do FUNDEB, PNAE e PNAC, para efeito de pagamento dos professores, para a manutenção das escolas, e para a efetivação da merenda escolar nas modalidades do Ensino Fundamental, Creche e Pré-Escola; entretanto, até agora não houve o repasse, implicando num atraso de 10 (dez) meses nos salários dos professores, e da garantia da merenda escolar. Um outro agravante, é que a atual gestão não repassou às escolas comunitárias os recursos do programa federal Brasil Carinhoso, dos anos 2013, 2014 e de 2015.
 
Em caráter social, a Vereadora e as lideranças comunitárias abordaram sobre a necessidade de revisão da legislação vigente em nosso país, de modo a fortalecer o trabalho de formação escolar, que essas instituições executam em favor das crianças de baixa renda, em especial àquelas que estão na etapa da modalidade de educação infantil, e que na medida do possível, sejam procedidas alterações, visando garantir os repasses de verbas dos Programas Federais através de Convênios, diretamente às entidades comunitárias, que comprovadamente, prestam um serviço educacional de qualidade e que estejam enquadradas nas exigências legais do MEC - Ministério da Educação e Cultura. 

Na oportunidade, Rose Sales destacou a importância desse encontro: "Esse é mais um momento de reiterar o meu compromisso com as instituições comunitárias que ao longo do tempo não têm a atenção devida da gestão municipal, por isso sempre me mantive nessa luta em favor de nossas crianças da camada popular em seu direito à educação e dos seus trabalhadores. Sabemos da grande importância e da responsabilidade que tem o deputado Sarney Filho para com as escolas comunitárias e a certeza que irá contribuir e assumir essa luta conosco pela valorização da educação comunitária."  
 
Com deliberações importantes definidas na reunião, o Deputado Sarney Filho se comprometeu em atuar em Brasília em favor dos comunitários: “Esse e um momento muito significante onde me coloco a disposição de todos(as) , que atuam nas escolas comunitárias, voltando às minhas origens de apoio e de valorização ao movimento comunitário. Irei envidar esforços na Câmara Federal e junto ao MEC, dentro do que legalmente for possível, em favor do fortalecimento e da garantia de respeito ao importante trabalho social que a educação comunitária realiza." Afirma Sarney  Filho.
 
Após a reunião com os comunitários, os parlamentares reuniram-se com os pré-candidatos ao cargo de vereador da capital maranhense, objetivando o fortalecimento do partido no município, onde foram construídas estratégias e várias deliberações importantes para a disputa que ocorrerá em 2016.  A Vereadora reiterou o compromisso firmado com os postulantes a vereador e o Deputado Sarney Filho, confiante na candidatura de Rose Sales à Prefeitura de nossa cidade e com o grande número de candidatos qualificados ao cargo de vereador pelo PV, falou da importância desse cenário político: "Essa nossa primeira conversa é uma conversa muito importante, pois esse é um novo momento, um momento de transformação onde estou muito feliz porque a cada dia Rose mostra que será a próxima Prefeita de São Luís. Rose é a única candidata que tem se fortalecido mais e mais, reflexo de sua condição de ser uma política que cresceu de baixo para cima, com seus esforços, pelo trabalho e respeito popular. Teremos apoio de vários partidos que acreditam nesse projeto", afirmou Sarney Filho.


CASO DE POLÍCIA: ELEIÇÃO PARA O DIRETÓRIO ESTADUAL DO PMDB ESTÁ COMPROMETIDA

 A eleição para o diretório estadual do Partido do Movimento Democrático Brasileiro – PMDB, poderá virar caso de polícia. Em recente almoço com a imprensa, a candidata à presidência do PMDB no Maranhão, Andréa Murad, afirmou que o processo eleitoral da legenda está totalmente corrompido. Suspeita de inexistência de reunião com membros do partido, fraude em assinaturas e até duplicidade de assinaturas foram verificadas. 



 A Deputada Estadual Andréa Murad e o Deputado Federal Hildo que encabeçam a chapa “Renovar para Crescer”, que fazem oposição à chapa do senador João Alberto, que está há 30 anos sob o comando da legenda no Maranhão e conseguiu atrofiar o partido, mesmo tendo como aliada a governadora Roseana Sarney que comandou o estado por metade deste período. O retrato do PMDB no Maranhão se resume a 90 diretórios municipais e muitos deles ainda provisórios.
O vexame maior e prova desta pífia gestão de 30 anos no comando do partido, aconteceu no município de Paço do Lumiar, em que o atual comando provisório da legenda foi destituído por não servir às ordens do senador. O resultado: A justiça mandou retornar o comando partidário aos atuais membros, neste caso, o ex-prefeito Gilberto Arôso.
Os atropelos da atual direção estadual do partido não param por aí, no município de Vargem Grande, o ex-prefeito Miguel, que é membro da legenda, foi ludibriado a assinar um documento em apoio à chapa do senador sem ao menos saber para que servia, sendo que o ex-prefeito, pensava que era refente a eleição do PMDB e não outorga de apoio a candidato a ou b.
RECURSOS AO PMDB ESTADUAL E NACIONAL
A chapa “Renovar para Crescer”, protocolou pedido junto aos diretórios estadual e nacional, para que os prazos e requisitos previstos no Estatuto do partido sejam cumpridos. Segundo a chapa de oposição, fraudes e ações fantasmas, teriam como objetivo a redução do prazo para o processo eleitoral, que pelo estatuto do partido deveriam durar 45 dias, mas foi reduzido para 10, ou seja, sem tempo hábil para que outras chapas pudessem se inscrever e fazer campanha em busca de alianças.
JUSTIÇA E POLÍCIA
Caso não cumpram o estabelecido no Estatuto do Partido, o advogado Marcos Lobo, acionará o atual comando partidário na justiça e em seguida na Delegacia de Defraudações, para se confirmar a veracidade da reunião, a convocação dos membros que assinaram a ata de reunião e publicação de convocação no Diário Oficial do Estado, previsto no Artigo 26 do estatuto da legenda.
 CANDIDATURA VIROU PICOLÉ
A desistência de Zé Alberto, atual prefeito do município de Bacabal, em apoiar a chapa da Deputada Andréa Murad teria sido porque o senador João Alberto teria retirou a candidatura do deputado estadual Roberto Costa, e ao que tudo indica, a candidatura do deputado derreteu, ele ainda chegou a transferir seu domicílio eleitoral para o município. O desmando de 30 anos é tão grande, que mesmo com a mudança de título para o interior do Maranhão, o deputado estadual eleito com a força do povo e do DETRAN, ainda continua dando as cartas na legenda municipal de São Luís, querendo forçar a barra colocando em seu lugar, o ex-diretor geral do DETRAN, André Campos, mas, esta será uma outra postagem.



quinta-feira, 22 de outubro de 2015

SOBRINHO DO SECRETÁRIO DE SEGURANÇA DO MARANHÃO É ESPANCADO E ESFAQUEADO NA PORTA DA ESCOLA

O estudante Bruno Vinícios Portela, de 15 anos, foi brutalmente espancado e golpeado com um material perfuro-cortante, na tarde da ultima terça-feira, 20. Segundo declarou o pai do adolescente, eles são parentes do Secretário de Segurança Pública do Estado do Maranhão, Jeferson Portela.

Ele ainda fez um apelo ao vivo no Programa Ponto Final na Mirante AM 600, para o secretário ajudá-lo na transferência do filho para o Hospital Carlos Macieira.

O estudante foi atacado por outros 5 adolescentes quando saia da Unidade de Educação Básica Professor Sá Vale no bairro do Anil, ao lado da escola CINTRA.

O adolescente se encontra em estado gravíssimo no Socorrão II, as informações sobre este caso foram repassadas pelo pai do adolescente, Adalto Oliveira Portela ao repórter Marcial Lima, da TV Mirante.

 Se as autoridades policiais não tomarem rédea da situação, São Luís se tornará a Capital mais violenta do país.

Em tempo: A estudante Milena, de 17 anos, será enterrada hoje.


Com informações: Jornalista Filipe Mota

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

EM 4 DIAS, 8 COLETIVOS FORAM ASSALTADOS, RODOVIÁRIOS AMEAÇAM PARAR

Nos últimos quatro dias, 8 coletivos foram assaltados somente em São Luís, os passageiros já não aguentam mais tantos assaltos dentro dos veículos e andam apavorados. Ontem à noite foram mais quatro, no Angelim, Vinhais, São Francisco e são Raimundo.

Em 2015, quatro passageiros já foram mortos dentro dos veículos da capital maranhense, o Sindicato dos Rodoviários voltará a se reunir amanhã 22, às 15h, para decidir se fazem uma paralisação de advertência na sexta-feira 23, a partir das 18h. Motoristas e cobradores trabalham sobre pressão e medo todos os dias por falta de segurança.


Com informações: Jornalista Felipe Mota

terça-feira, 20 de outubro de 2015

EDIVALDO JUNIOR CONTRATA EMPRESA QUE USA ESCRAVOS PARA ASFALTAR SÃO LUÍS

Cinquenta e oito trabalhadores foram resgatados em condições análogas à escravidão, na Vila Canaã, em Paço do Lumiar.  A operação realizada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), Polícia Federal (PF) e Superintendência Regional do Trabalho (SRT) foi iniciada no dia 8 de outubro e encerrada na última sexta-feira (16) com o pagamento de R$ 374 mil reais em verbas trabalhistas aos trabalhadores.
Segundo o MPT, eles são funcionários da Central Engenharia, empresa responsável pelo asfaltamento em São Luís (MA). Durante a operação foi constatada situação degradante no alojamento, no transporte e na usina de asfalto da empresa.
De acordo com a procuradora do MPT-MA responsável pelo caso, Virgínia de Azevedo Neves, a Central Engenharia será processada, assim como o município de São Luís. O órgão vai ajuizar, nos próximos dias, uma ação civil pública, cobrando a punição dos responsáveis e o pagamento de indenização por dano moral coletivo.


Condições degradantes

Durante a operação, os fiscais constataram que os trabalhadores dormiam em redes com menos de um metro de distância umas das outras, o que fere a legislação trabalhista. Sem espaço nos quartos, alguns operários utilizavam caminhões e galpões abertos como dormitório, expostos à poeira, ao frio e outras intempéries.
 Os quartos não tinham janelas, apenas elementos vazados, o que comprometia a ventilação e o conforto térmico. No banheiro, além da completa falta de higiene, existiam apenas dois vasos sanitários e um chuveiro. Na área da lavanderia, foram improvisados outros três chuveiros para banhos coletivos, sem qualquer privacidade.
A água para consumo no alojamento e nas frentes de trabalho não era potável. Foi constatado o uso de copos coletivos pelos trabalhadores. Num dos dormitórios, a equipe de fiscalização encontrou um fogão com botijão de gás.
Além do alojamento, as equipes estiveram nas duas usinas de asfalto da Central Engenharia na Vila Canaã e na Vila Maranhão (Itaqui-Bacanga).
Interdição

Em agosto deste ano, as duas usinas de asfalto já tinham sido interditadas, por falta de segurança. A interdição das duas usinas foi mantida pelos auditores e outros quatro autos de interdição foram lavrados, paralisando todas as frentes de trabalho da empresa em São Luís, e proibindo o uso da máquina de bloquetes, da furadeira de bancada, do conjunto moto esmeril e do bebedouro do alojamento.
Segundo a equipe de auditores fiscais do trabalho, os operários estavam sendo transportados na carroceria de caçambas, junto com o asfalto ou pinche, o que motivou a interdição de todas as frentes de trabalho da Central Engenharia.
Com o resgate, os trabalhadores terão direito a três meses de seguro-desemprego, 13º salário e férias proporcionais, além do saldo de salário. Cerca de 120 homens atuavam na informalidade, pois não tinha a carteira profissional assinada pela empresa.


Um operador de máquinas sofreu um grave acidente de trabalho no mês passado. Ele quebrou o braço e feriu a mão, após manipular o compressor de ar. Há ainda relatos de trabalhadores que sofreram choques elétricos no acionamento das máquinas da usina.


Com informações: blog do Felipe Mota

CINTRA A FÁBRICA DO SABER

CINTRA PROMOVE AULÃO DE REVISÃO PARA O ENEM
Na manhã desta Segunda (19) teve o inicio cedo para mais de 600 estudantes do ensino médio que vão encarar as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2015, no próximo fim de semana, em todo o Brasil. Os alunos estarão participando ao logo de toda essa semana de uma revisão geral para o desafio.





COMEMORAÇÃO DO DIA DOS PROFESSORES

A festa dos professores, foi realizada na ultima quinta-feira(15),  em um clima de muita alegria e confraternização que contou  dois momentos significantes : O primeiro com uma peça teatral " Revestrés pai d`egua" adaptação e direção:Professor Domingos Tourinho, e o segundo com um coquetel, onde foram sorteados presentes aos professores com a apresentação do cantor " Two Baby".
Essa data deve ser comemorada sempre, pois os educadores merecem toda nossa gratidão, respeito e consideração.















 SEMANA DA CRIANÇA

OFICINA DE TEATRO E DANÇA DO CINTRA APRESENTA " O MÁGICO DE OZ"
Em comemoração à Semana da Criança a oficina de teatro e dança do CINTRA promoveu a apresentação da peça teatral "O MÁGICO DE OZ" onde alunos e ex-alunos do ensino médio fizeram uma apresentação espetacular para os alunos do ensino fundamental I.












CIRCO DA LEITURA
A Biblioteca da Fundação Nice Lobão-CINTRA desenvolveu na semana da criança o projeto " Circo da Leitura", onde os alunos do Ensino Fundamental I puderam ouvir histórias e recriá-las através de narrativas e pinturas, tiveram acesso a jogos, e claro tiveram a oportunidade de ler vários livros de literatura infantil.





 OFICINAS PROFISSIONALIZANTES
Um dos objetivos da escola é preparar o aluno para a vida e para o trabalho. Diante dessa realidade, os participantes das oficinas são os alunos do Fundamental II, Médio, comunidade e as mães de alunos que aproveitam o período que seus filhos estão na escola para se profissionalizarem.
*Pintura em Tecido
*Manicure e Pedicure
*Encadernação
*Artes Plásticas







segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Vereador Manoel Rêgo destina emenda para a construção do hospital do Idoso

Ver. Manoel Rêgo

O Nobre Vereador Manoel Rêgo (PTdoB), solicitou no plenário da Câmara Municipal de São Luís, em cumprimento a lei de responsabilidade realizada pela  Secretária Municipal de Saúde, com a Secretaria de Saúde do Município Dr. Helena Dualibe e o Secretário de Governo Municipal Sr. Lula filho, foi autorizado pelo Vereador Manoel Rêgo toda  emenda parlamentar impositiva, do ano 2013 a 2016 no valor de 4,192,000.00( quatro milhões e centro e noventa e dois mil reais ) para a construção de um hospital do idoso no bairro Coroadinho Sacavém ao lado do Habibs na Av. dos Africanos. Projeto de sua autoria aprovado por todos os vereadores presentes.


Em sua fala o parlamentar afirma" Agora cabe ao Prefeito Edivaldo Holanda Junior  executar a obra”. Disse Manoel Rêgo.

De acordo com a Constituição, a emenda parlamentar é o instrumento que o Poder Legislativo possui para participar da elaboração do orçamento anual. por meio das emendas os parlamentares procuram aperfeiçoar a proposta encaminhada pelo Poder Executivo, visando uma melhor alocação dos recursos públicos. É a oportunidade que eles têm de acrescentarem novas programações orçamentárias com o objetivo de atender as demandas das comunidades que representam. Além das emendas individuais existem as coletivas, como as de Bancada, produzidas em conjunto pelos parlamentares de estados e regiões em comum.

Cada Vereador  de São Luís  tem direito a R$ 1.048.000 (milhões e quarenta e oito mil) por ano para atender pedidos de emendas. É natural que ele vá atender de acordo seu principal reduto, por exemplo. Às vezes o vereador  tem 10 bairro  na sua região e, com certeza, a disponibilidade de verba para a maior vai ser superior.  

Liderança do MOQUIBOM entrega documento de parceria ao Prefeito Zé Martins


Durante Encontro das Quebradeiras de Coco realizado na Comunidade Quilombola de Santa Tereza, zona rural do município de Bequimão, na região da baixada maranhense, o prefeito Zé Martins (PMDB), foi recebido por lideranças Quilombolas. O morador da comunidade Conceição e que toda população bequimõense o conhece como “Pinininho” e que se tornou uma grande liderança do Movimento dos Quilombolas da Baixada Maranhense (MOQUIBOM), entregou nas mãos do prefeito Zé Martins, o contrato do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial- SENAC.

 A parceria entre o SENAC e o MOQUIBOM, vai beneficiar 350 pessoas com curso de informática e manutenção de computadores através da carreta do SENAC. O pedido foi feito pela Comunidade Quilombola da Conceição onde metade das vagas será destinada as Comunidades Quilombolas do município de Bequimão.

Durante a qualificação, os bequimõenses vão poder aprender uma profissão, que vai garante a cada aluno a oportunidade de ingressar no mercado de trabalho. Além disso, os beneficiados vão poder além de entrar no mercado de trabalho, ingressar no ramo do empreendedorismo, e futuramente gerar emprego em Bequimão.

Para o prefeito Zé Martins, o momento é de buscar novas qualificações e MOQUIBOM, mais uma vez, mostra a contribuição que está dando ao município de Bequimão. “É uma grande oportunidade de termos novos bequimõenses qualificados para o mercado de trabalho. Temos que aproveitar a oportunidade, principalmente tendo que se prepara sem sair daqui. O SENAC é referência em qualificar novos profissionais e isso não aparece todo dia”, declarou o prefeito.




Foto: Rodrigo Martins

Fonte: SEMATUR-BEQ

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Entenda como funciona a distribuição do mensalinho da Prefeitura de São Luís

Com informações do blog Atual7

Preço pago pelo silêncio de parte da imprensa da capital consome quase meio milhão de reais por mês dos cofres do Executivo municipal



Quase meio milhão de reais. Este é o valor do dinheiro público que escorre por mês dos cofres da Prefeitura de São Luís para garantir o silêncio total de parte da imprensa da capital, por meio de pixulecos, às denúncias contra a gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT). O valor - e parte de como funciona o esquema que abastece donos de veículos de comunicação, agências de publicidade, jornalistas, blogueiros e radialistas - foi denunciado nessa quinta-feira 15 por um dos profissionais da internet cooptados pelo Palácio de La Ravardière, mas obscuramente deletado minutos depois.

                                                                                            FACEBOOK                                   O REPARTIDOR      O dono da Enter Propaganda, Evilson Almeida, que
  recebe o dinheiro da Prefeitura de São Luís
 e repassa para o dono da Central de Notícias

Alheio a uma nota emitida no final da noite de ontem pelo secretário de Comunicação Batista Matos, acusado de substituir o ex-titular da pasta, Robson Paz, na cabeça de toda a movimentação financeira, oAtual7 apurou e finalmente torna público um boato que sempre correu, mas até então nunca havia sido confirmado: como funciona a relação promíscua entre a administração Edivaldo Júnior e grande parte da imprensa ludovicense.

O mensalinho

Funcionando como uma espécie de teia, semelhante ao que ocorre no tráfico de drogas, onde existe o traficante, o atravessador e o viciado, o repasse dos mensalinhos é operado por meio da agência Enter Propaganda e Marketing, pertencente ao publicitário Evilson Almeida, que garfou parte da verba publicitária da prefeitura; e pelo radialista Humberto Fernandes, da Central de Notícias.
Para o dinheiro chegar às mãos dos profissionais com aparência legal, a prefeitura faz o repasse para a conta da Enter, que por sua vez o repassa para o dono da Central de Notícias, que faz o papel de atravessador. Com o dinheiro já em mãos, seguindo com critérios de remuneração para cada pessoa, Fernandes então distribui o pixuleco entre os nomes contidos na lista santa.
Os valores - quer para jornalistas, blogueiros ou radialistas - variam entre 300 reais a até 18 mil reais por mês, por profissional da imprensa participante. Os de valor mais baixo, recebem em mãos, e o restante via transferência bancária.
Fora o repasse financeiro, a Humberto Fernandes cabe ainda fazer o repasse das peças publicitárias de campanhas da Prefeitura de São Luís aos contatos da mídia anilhada na internet, única forma encontrada - mas que só serve para os chamados baixo clero da imprensa - para bancar o silêncio dos integrantes do esquema de forma aparentemente legal, como já revelado acima.
Além da proibição à qualquer denúncia ou crítica contra a administração Edivaldo Júnior, na rádio e internet, é acertado ainda a censura aos ouvintes e leitores que atentem contra a imagem do prefeito da capital. Já de modo geral, o determinado é que, para receber o dinheiro, os profissionais devem manipular e tentar persuadir a opinião pública com notícias favoráveis e defesa severa do pedetista, bem como silenciar e não abrir espaço para a oposição.
Embora exista a reclamação geral de atrasos que duram de três a até nove meses - motivo que levou à insatisfação e consequente denúncia de um jornalista e blogueiro -, a Prefeitura de São Luís repassa mensalmente o valor que cabe à Enter Propaganda, fato que levanta a suspeita de que o dinheiro do próprio esquema possa estar sendo desviado para outros fins, como ocorreu em 2014.
Vale lembrar, claro, que pelo menos na internet, nem todos que veiculam os banners do Executivo municipal possuem participação na máfia.
                                                                      FACEBOOK                              O DISTRIBUIDOR     Ao lado do prefeito Edivaldo, Humberto Fernandes, da
  Central da Notícias, que recebe o dinheiro
 da Enter e distribui o cala boca - e dedos










terça-feira, 13 de outubro de 2015

Em reunião com o Ministério Público, Rose Sales exige respeito com as escolas comunitárias


A Vereadora Rose Sales, acompanhada por lideranças comunitárias e por membros do Fórum das Escolas Comunitárias e da diretoria da FUMBESMA – Federação das Uniões de Moradores de Bairros e Entidades Similares do Maranhão estiveram no dia 8/10/15 no MPE – Ministério Público Estadual, com os Promotores de Educação – Dra. Luciane Belo e Dr. Paulo Avelar, reiterando várias reivindicações, a fim de que seja garantida a celebração de convênios entre a Prefeitura de São Luís e as 145 (cento e quarenta e cinco) entidades habilitadas pelo Censo para assegurarem educação infantil às crianças de nossa cidade, através da Secretaria Municipal de Educação – SEMED.
A Prefeitura de São Luís recebeu do Governo Federal, mensalmente em 2015, recursos do FUNDEB, PNAE e PNAC, para efeito de pagamento dos professores, para a manutenção das escolas, para a merenda escolar nas modalidades do Ensino Fundamental, Creche e Pré-Escola; entretanto, até agora não efetuou o repasse, implicando num atraso de 10 (dez) meses.
Indignada com falta de gestão, a senhora Terezinha de Jesus, da Creche Escola Comunitária “Madalena Silveira”, localizada no bairro Santa Clara, diz que “Há uma falta de vontade política de resolver essa situação, pois o dinheiro chega em janeiro e todas as instituições prestaram conta e as que ainda não prestaram conta é porque não tinham recebido o recurso de 2015. Não se pode prestar conta daquilo que não foi recebido. As escolas comunitárias existem porque o poder público não construiu escolas, daí a razão das comunidade se organizarem institucionalmente para suprirem essa necessidade; então queremos o que é de direito, exigimos respeito do prefeito e que ele repasse o que é de direito das escolas”, afirmou.
Já sobre a regularização do repasse mensal dos recursos federais – FUNDEB, PNAE e PNAC, às escolas comunitárias, e que a Prefeitura tem atrasado, vulnerabilizando e prejudicando significativamente as crianças e os trabalhadores das escolas comunitárias – Rose Sales, tem sido firme na luta pelos direitos da educação comunitária, mostrando mais uma vez o seu compromisso com a política de Educação:
“As crianças de São Luís que pertencem à camada popular são atendidas em seu direito à educação infantil, prioritariamente, nos estabelecimentos comunitários, pois só temos 3 (três) creches públicas em São Luís, e por falta de proatividade, de seriedade e de compromisso político da gestão municipal, as crianças e os trabalhadores das escolas comunitárias estão em situação precária. É inadmissível reter recursos federais destinados ao pagamento de trabalhadores, da merenda dessas crianças e do Programa Brasil Carinhoso, que o Prefeito nunca repassou o dinheiro dos exercícios de 2013, 2014 e de 2015. Inclusive, só depois dos nossos reclames junto com o movimento comunitário é que a SEMED requisitou em 2014 abertura de conta bancária às entidades para efetuar repasse do Brasil Carinhoso e o Banco provavelmente já as encerrou, por não ter tido movimentação. Uma vergonha, um ato desumano para com as crianças e os trabalhadores dessas instituições, mas é importante destacar a atuação dos Promotores que estão de parabéns por exercerem o seu trabalho com rigor e transparências”, afirmou Sales.
No mesmo ato, como resultado dessa última mediação com o Ministério Público Estadual junto à Controladoria Geral do Município, foi realizada pela Vereadora, a Presidência da FUMBESMA e membros do Fórum das Escolas Comunitárias, reunião (9/10/15), solicitando ao Controlador – Dr. Délcio Rodrigues – e sua equipe técnica para unificar as orientações, a fim de que todos os auditores homologuem os processos com data retroativa; que deliberem favoravelmente pela assinatura de cláusula resolutiva no MPE para determinar à SEMED: que estabeleça assinatura de convênios com todas as entidades que tenham um histórico regular; que providencie o pagamento global imediato a todas as entidades, dos repasses de recursos do FUNDEB, PNAE, PNAC e do Programa BRASIL CARINHOSO, já transferidos pelo Governo Federal.
A Sra. Aldeci Ribeiro, presidente da FUMBESMA, exige da Prefeitura de São Luís: “Que resolva essa situação, que o Secretário pague as escolas comunitárias, que já entra para os dez meses de atraso, para que as entidades não fiquem prejudicadas para 2016. Pois, já se apresenta uma nova história, e em janeiro já começa novo ano letivo, e as instituições precisam resolver como vão encaminhar suas atividades para 2016. Que seja cumprido, que termine essa burocracia que impera dentro da SEMED, pois joga essa responsabilidade nas instituições, quando elas estão fazendo nada mais, nada menos que o trabalho voltado para educação infantil e até para a educação básica que é da Prefeitura.”
Na audiência, ficou redefinida nova reunião de trabalho para o dia 14 de outubro, às 15h, no Ministério Público Estadual.

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Sobrinho de dono do Isec, Honorato é cotado para ser vice de Edivaldo


Instituto garfou R$ 33,2 milhões da Prefeitura de São Luís. Suspeita-se que dinheiro será usado como bolsa eleição para beneficiar Edivaldo

 


Depois de abocanhar 33,2 milhões de reais para, suspeita-se, usar como bolsa eleição em prol da reeleição do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) em 2016, o Instituto Superior de Educação Continuada (Isec) traça planos para avançar sobre os cofres públicos da capital com um representante dentro do próprio Palácio de La Ravardière.

Trata-se do vereador Honorato Fernandes (PT), sobrinho do dono do Isec, Luiz Celso Cutrim Batista. Com a saída do PSB da administração e com o PSDB também fora da gestão do prefeito, as chances do PT estar no palanque de Edivaldo cresceu. Como em um único mês mais de 2,3 milhões já foram liberados para o instituto, o nome de Honorato foi rapidamente indicado pelo partido para compor como vice na chapa do pedetista.

Para que a chapa seja fechada, porém, ainda resta uma negociação com o PCdoB, partido do governador Flávio Dino, que tem a prerrogativa de indicar o vice de Edivaldo Júnior. Para reverter a prioridade comunista, o vereador petista conta com a confiança do próprio prefeito de São Luís, de quem já foi líder de governo na Câmara Municipal, função que deixou sob crise no ano passado, mas já resolvida agora diante do valor fechado pela prefeitura com o Isec.

Do blog Atual 7


quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Adriano revela manobra do governo para atropelar as votações na AL…

O deputado Adriano Sarney (PV) criticou hoje, em discurso na Assembleia Legislativa, o grande número de projetos de lei encaminhados pelo governo e aprovados m regime de urgência na Casa.
– A Assembleia não pode ser utilizada como anexo do Governo. O Legislativo não pode servir de “cartório” das leis do Executivo – declarou Adriano.
Um dos projetos aprovados a toque de caixa resultou em aumento do ICMS, no início da semana, a pedido do governador Flávio Dino (PCdoB), e que repercutiu negativamente em todos o setores da sociedade.
Para o parlamentar, é ilegal a votação de projetos com pareceres das comissões técnicas dados em plenário.
– O regimento da Casa não prevê a suspensão de uma sessão plenária em curso para convocar a comissão técnica para análise e aprovação, seguida de retomada da sessão para imediata votação – ponderou Adriano.
O deputado afirmou que essa manobra, que geralmente ocorre em caso de projetos de lei enviados pelo Executivo, mas que também tem sido praxe de deputados governistas, enfraquece o Parlamento.
Adriano Sarney pediu que os colegas condenem essa “artimanha”.

Em audiência pública Rose Sales enquadra a Prefeitura Municipal de São Luis

A Vereadora Rose Sales ( PV ), ao subir à Tribuna da Câmara Municipal de São Luís, durante a Audiência Pública realizada nessa segunda-feira (05), cobrou da gestão municipal, mais transparência e respeito para com a população dessa cidade, e ressaltou que está havendo inversão de prioridades, diante dos dados estatísticos “frios”, mostrados pelos secretários municipais:
“... essa gestão não tem correspondido aos anseios da população. A prefeitura de São Luís destinou mais de 23 milhões para a comunicação e não prioriza a educação, a saúde e tantas outras políticas publicas. Queremos asfalto sim, mas asfalto de qualidade, queremos saneamento, queremos politica de educação real”, afirmou Sales.
A nobre parlamentar, umas das principais defensoras de uma educação com qualidade, continuou a sua fala, destacando o teor do demonstrativo de receita corrente líquida, em seu anexo 3, referente ao período de janeiro a agosto de 2015, onde consta que no mês de agosto, o repasse do FUNDEB à Prefeitura de nossa capital foi na ordem de R$ 30.821.713,00 (trinta milhões, oitocentos e vinte um mil, setecentos e treze reais). É preciso mais transparência. Daí a pergunta feita pela vereadora: por que esse dinheiro não foi aplicado de forma integral?
Durante sua fala Rose Sales, questionou porque o governo municipal insiste em não responder aos seus questionamentos sobre ter pago mais de R$ 202.000.000,00 (duzentos e dois milhões de reais) para a empresa que ganhou o contrato da PPP - Parceria Público Privada dos Resíduos Sólidos, por serviços que a população não dispõe - coleta seletiva, estruturação de galpões de reciclagem, instalação de ecopontos, pátio de compostagem, e vários outros serviços, permanecendo a cidade suja e abandonada.
Com dados reais em mãos sobre várias irregularidades que vêm sendo cometidas pela gestão municipal, a parlamentar “calou a boca” dos gestores municipais presentes diante das cobranças realizadas em Plenário, e ao fim da audiência, a combativa vereadora obteve mais uma vez o reconhecimento por sua atuação e foi aplaudida, inclusive, pelo secretariado do Prefeito.
Acompanhe abaixo o discurso da Parlamentar no Plenário da Câmara Municipal de São Luis.
                                    https://www.youtube.com/watch?v=SCHc3E6AEA0&feature=youtu.be