domingo, 31 de julho de 2016

População aclama Dr. Julinho como candidato a prefeito de Ribamar





Centenas de pessoas estiveram presentes na grande convenção onde confirmaram o Dr. Julinho (PMDB) como candidato a prefeito do Município de Ribamar e o vice Edson Junior,  O espaço ficou pequeno para tanta alegria de comunitários que acreditam na nova esperança que surge e nos dias melhores que virão.

Com um discurso firme e alegre pela receptividade, Dr. Julinho falou das grandes obras que fez quando foi prefeito do município e destacou que foi o primeiro prefeito do Brasil a criar o programa  preparatório para o vestibular, dando aos jovens oportunidades na formação educacional.



Preparado para enfrentar mais um processo eleitoral, o peemedebista está disposto a fazer uma campanha limpa e com propostas reais para os ribamarenses. Segundo ele, o povo terá voz e vez em um possível governo.  Dando continuidade, o Dr. Julinho foi bem enfático em dizer que a partir de 2017, o município terá um prefeito de verdade,  trabalhando  para a população e tendo um compromisso real para com a mesma.



A coligação que conta com o apoio dos partidos PMDB, PT, PTN e PT do B escolheu os candidatos a vereadores e aclamou o Dr. Julinho como o candidato a prefeitura de Ribamar.


Entre falhas, pesquisa Data M não vale 1,99 de credibilidade



Entre suspeitas está o fato de Edivaldo já ser identificado em levantamento como “prefeito” e garantido a estar no segundo turno. Instituto já teve profissional flagrado preenchendo formulário de pesquisa sozinho

Pesquisa de intenção de votos para a Prefeitura de São Luís feita pelo Instituto Data M, para as eleições de outubro próximo, pode ter sido fraudada para favorecer o atual prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), que disputa a reeleição. O levantamento foi divulgado pelo Jornal Pequeno, na edição deste domingo 31. Contudo, aliados do pedetista já vinham comemorando os números desde o início da semana passada, antes mesmo da pesquisa sequer ter sido iniciada.

A possibilidade de fraude foi constatada pelo Jornalista Yuri Almeida, titular do blog  ATUAL7 após minuciosa análise no registro e questionário da pesquisa. De acordo com o sistema da Justiça Eleitoral, o levantamento foi registrado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Maranhão sob o número MA-07213/2016, entrevistou 1.200 eleitores entre os dias 20 e 25 julho. A margem de erro é de 2,5 pontos percentuais para mais ou para menos, e o intervalo de confiança estimado é de 95%.

No que se refere ao registro, a falha foi encontrada na medição quanto ao sexo dos entrevistados. O estatístico do Instituto Data M – que nas eleições de 2014 teve um profissional flagrado preenchendo um formulário de pesquisa de intenção de votos sozinho – estranhamente descreve a existência de uma população de 46% de homens e 53,5% de mulheres, totalizando 95,5%. Além da conta errada, o estatístico não explica o critério utilizado para excluir 0,5% do eleitorado da capital

Já no que se refere ao questionário, por sua vez, foram encontradas diversas falhas graves. Entre as principais, destacam-se: o questionário apresenta o pedetista como “Edivaldo Júnior” em uma pergunta e "Edivaldo Holanda” em outra; há pelo menos duas perguntas, sobre a avaliação da administração municipal, em que o eleitor já se depara com o nome “prefeito Edivaldo”; o grau de instrução previsto no plano amostral do registro não condiz com o apresentado no questionário; e, provavelmente a mais grave de todas: Edivaldo Holanda Júnior é o único pré-candidato que está sempre presente no segundo turno, o que induz o eleitor a pensar que o pedetista já estaria garantido na disputa final.

Ainda entre as falhas encontradas pelo ATUAL7, está a não inclusão do uso de discos, para a escolha de forma isenta pelos entrevistados, nas perguntas de intenção de voto. A gravidade ocorre por a falta dos discos permitir que o pesquisador possa, por exemplo, influenciar as respostas dos eleitores entrevistados.

Uma outra falha gravíssima que chama a atenção é o fato de ter sido declarado no registro o pagamento de apenas R$ 10 mil pelo levantamento. A gravidade ocorre pelo fato de que, de acordo com notas fiscais, os contratantes desembolsaram esse mesmo valor, cada. Ou seja: O valor do registro da pesquisa deveria ser de R$ 20 mil, e não apenas a metade disso.

O ATUAL7 procurou o proprietário do Instituto Data M, o jornalista José Machado, o Machadinho, por meio de um aplicativo instantâneo de mensagens para celular, mas ele não retornou o contato até a publicação desta matéria.

Denúncia de fraude em licitação abala fama de "bom gestor" de Luís Fernando

Ex-prefeito e mais seis pessoas viram réus em denúncia oferecida pelo MP à Justiça


Uma denúncia do Ministério Público Estadual, apresentada à Justiça do Maranhão contra sete pessoas acusadas de fraudar uma licitação para pavimentação, drenagem e urbanização de vias urbanas de São José de Ribamar, pode desmentir a fama de “bom gestor” que o ex-prefeito Luís Fernando Silva (PSDB) cultiva desde que foi eleito por duas vezes, em 2004 e 2008, para administrar o município.




A obra, no valor total de R$ 5.777.823,63 (cinco milhões, setecentos e setenta e sete mil, oitocentos e vinte e três reais e sessenta e três centavos), teria sido objeto de convênio nº 025/10, firmado entre a Secretaria de Estado de Infraestrutura – SINFRA e a Prefeitura de São José de Ribamar.


Na acusação, o Ministério Público alega que ficou comprovado que o procedimento licitatório foi realizado de forma fraudulenta a fim de beneficiar a única "concorrente real" do certame: a empresa Ires Engenharia, Comércio e Representação Ltda. Além de  Luís Fernando Silva, figuram como réus: João Luciano Luna Coelho, Antonio José Garrido da Costa, Freud Norton Moreira dos Santos, Geraldo Pinto de Araujo Júnior, Gissele Chaves Baluz e Darclay Burlamaqui.



     DOCUMENTO A ÍNTEGRA DO RECURSO PDF

O Ministério Público entende que os anexos que instruem a denúncia provam que os réus "praticaram atos de improbidade administrativa, favorecendo a incorporação de recursos públicos pela empresa Ires Engenharia, Comércio e Representação Ltda., através dos atos praticados pelo seu proprietário João Luciano Luna Coêlho, pelos réus Luís Fernando Moura da Silva, Antônio José Garrido da Costa, Freud Norton Moreira dos Santos, Geraldo Pinto de Araújo Junior, Gissele Chaves Baluz e Darclay Burlamaqui, causando um grave dano ao patrimônio público estadual e Municipal, além de malferirem os princípios da administração pública relativos à impessoalidade, legalidade, competitividade e moralidade administrativas".

“Com efeito, ao determinarem e participarem de licitação fraudulenta, os réus Luís Fernando Moura da Silva, Antônio José Garrido da Costa, Freud Norton Moreira dos Santos, Geraldo Pinto de Araújo Junior, Gissele Chaves Baluz e Darclay Burlamaqui concorreram diretamente para que a empresa Ires Engenharia, Comércio e Representação Ltda e seu proprietário João Luciano Luna Côelho incorporassem ao patrimônio particular os recursos do erário estadual e Municipal, importando em correspondente prejuízo totalizado em R$ 5.777.823,63 (cinco milhões, setecentos e setenta e sete mil, oitocentos e vinte e três reais e sessenta e três centavos). Luís Fernando Moura da Silva, Freud Norton Moreira dos Santos, Geraldo Pinto de Araújo Junior, Gissele Chaves Baluz (os três últimos como membros da CCL), Darclay Burlamaqui e João Luciano Luna Coêlho, este último como proprietário da empresa Ires Engenharia, Comércio e Representação Ltda., frustraram a licitude de processo licitatório, eivando-se da mácula da simulação", informa trecho da representação.  

                JUÍZA REJEITA DENÚNCIA, MAS MP RECORRE

A juíza Teresa Cristina de Carvalho Pereira Mendes, titular da 1ª Vara Criminal, que respondendo pela 2ª Vara Criminal, rejeitou a denúncia do Ministério Público e decidiu não abrir uma ação penal contra o “bom gestor” Luís Fernando e outros seis réus que figuram no processo por fraude de licitação.

Ela destacou que o dolo não se presume e afirmou que era necessário apontar a atitude do agente, em sua individualidade, e não com referência a comportamento hipotético ou presumido, uma vez que o resultado de que depende a existência do crime, como é essencial e preceitua a lei, só é imputável a quem lhe deu causa.

“Desse modo, o parecer prévio tão somente aponta irregularidades que estão sujeitas ao crivo do contraditório e da ampla defesa e não antecipam qualquer juízo de valor definitivo que somente será alcançado pelo trabalho que vier a ser posteriormente desenvolvido por todos os órgãos competentes para o seu exame, aí incluídos o Tribunal de Contas e o próprio Ministério Público, tanto para a esfera da responsabilidade administrativa, quanto penal”, disse a magistrada em seu despacho.

O MP não se manifestou oficialmente, mas já recorreu da decisão. A denúncia contra Luís Fernando contem quase mil e quinhentas folhas.


sábado, 30 de julho de 2016

“ALGO MAIS” COMPLETA 16 ANOS DE SUCESSO


O Programa “Algo Mais”, comandado pela Jornalista Paulinha Lobão, completou neste sábado 16 anos de muito sucesso.

O programa que vai ao ar todos os sábados tem um grande diferencial e é um sucesso em todo estado. Isso sem falar no Grande Chibé, que se tornou um dos ícones mais queridos no Estado.   A comemoração dessa data tão importante contou com a presença de várias pessoas, que foram prestigiar esse momento.

Paulinha lobão ao lado do titular do Blog

Paulinha Lobão ao lado da colunista social Janayna Ricoly

Paulinha Lobão ao lado do colunista social Willian Santos 


sexta-feira, 29 de julho de 2016

Projeto Cinturão Verde realiza mais uma Feira da Agricultura Familiar em Bequimão


Foi realizada, na manhã da última quinta-feira (28), a Feira da Agricultura Familiar, na Praça 02 de novembro, em Bequimão. A Feira é uma parceria da Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Agricultura, em parceria com o Sebrae e Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR).

A feira é uma estratégia do projeto Cinturão Verde, que tem como objetivo inserir no mercado local os produtos da Agricultura Familiar produzidos por pequenos agricultores familiares que trabalham nas comunidades rurais do município. O projeto foi criado pelo prefeito Zé Martins.

Para o engenheiro agrônomo, Ricardo Machado, que acompanha o projeto, o emprego de técnicas adequadas faz toda a diferença no plantio e na colheita. “As hortaliças são produzidas de forma agroecológica e sem agrotóxicos. É um projeto que envolve diretamente 15 produtores (de 15 comunidades). O processo de plantio é o mais simples possível, tudo para facilitar a produção. São adubações orgânicas, irrigação e assistência técnica contínua. Os benefícios são: a qualidade e o preço baixo, por estarem comprando direto do produtor. Toda a equipe técnica da Secretaria Municipal de Agricultura está engajada nesse projeto”, destacou.

PRODUTOS ORGÂNICOS

Segundo a nutricionista Cláudia Martins, que compõe a equipe do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), os alimentos orgânicos garantem mais qualidade de alimentação. "É maravilhoso ver que isso está acontecendo em nosso município. Os produtos orgânicos são cultivados sem uso de produtos químicos que prejudicam a saúde e o meio ambiente. Escolhendo esse tipo de produto para a alimentação, é a certeza de estar adquirindo uma melhor qualidade de vida", afirmou.

A nutricionista também deu uma dica sobre cuidado com a higienização dos alimentos. "É importante destacar que, mesmo sendo cultivados sem agrotóxicos, devem ser higienizados corretamente, pois podem conter microorganismos que podem causar doenças", alertou Cláudia.

A proposta do projeto é ofertar às pessoas um produto de qualidade com preços acessíveis, gerando emprego e renda para as comunidades atendidas e, consequentemente, melhorar a qualidade de vida da população bequimãoense.
Na próxima quinta feira, dia 4 de agosto, uma nova Feira da Agricultura Familiar será realizada com mais produtos dos pequenos agricultores familiares do município de Bequimão.

Sidinei Lima é confirmado como candidato a vice de Rose Sales

Sidinei Lima ao lado de Rose Sales
Quem pensou que a pré-candidata do PMB, Rose Sales, não seria candidata a prefeita de São Luis, pensou errado.

No próximo domingo, o partido realizará a convenção partidária, quando confirmará os nomes de Rose Sales, candidata a prefeita, e o do Professor Sidinei Lima, como candidato a vice-prefeito. 

Sidinei Lima é formado em Filosofia e professor universitário da Faculdade Facam.

 Situação complicada
A vereadora teve o tempo do seu PMB – de algo em torno de 15 segundos – cassado pela Justiça Eleitoral. 
Portanto,terá que se contentar com os 10 segundos disponibilizados pela Justiça Eleitoral.

file:///C:/Users/Dj%20Beto/Downloads/processoluis.pdf

Justiça determina perda de mandato do prefeito de Bacuri


O juiz Thadeu de Melo Alves, titular da Comarca de Bacuri,  determinou a perda imediata do mandato do prefeito José Baldoíno Nery. O chefe do executivo bacuriense foi condenado em ação proposta pelo Ministério Público Estadual (MPMA) por irregularidade na licitação do transporte escolar da cidade.
Na ação, o MP acusa o prefeito de ter contratado os serviços da empresa Conservis, no valor de R$ 1.092.000,00, para a locação de veículos, com irregularidades que teriam frustrado o caráter competitivo da licitação, enquadrando os envolvidos no delito de fraude, previsto na Lei de Licitações.
O problema só foi descoberto depois que oito estudantes morreram quando eram transportados num “pau-de-arara”.
Além de Baldoíno, a ação tinha como réus Célia Vitória Nery (ex-Secretária Municipal de Educação), Gersen James Correa (Presidente da Comissão de Licitação), Flávia Regina Assunção (Secretária da Comissão), Maria José Nascimento (membro da comissão), Vagno Setubal (pregoeiro), Raimundo Nonato Amorim (integrante da equipe de apoio), Arcy Fonseca Gomes (Assessor Jurídico de Bacuri), Andrew Fabrício Santos (Sócio da Conservis), e Conservis Construções, Comércio e Serviços LTDA.
Destes, apenas Flávia Regina, Maria José, Raimundo Amorim e Arcy Fonseca foram absolvidos.
Na denúncia, o MP sustentou que após o acidente foram encontradas diversas irregularidades no Pregão Presencial n° 008/2013, dentre as quais: ausência do termo de referência; não publicação de resumo do edital e resultado da licitação; não realização de consulta de preços correntes no mercado e inexistência de concorrência licitatória; subcontratação integral de serviços de transporte escolar; e contratação de empresa para prestação de serviço de transporte escolar sem processo licitatório ou devido processo de dispensa de licitação. Diante das irregularidades citadas o Ministério Público ajuizou a ação de improbidade administrativa, pedindo, ao final, pela condenação dos réus.
A vencedora da licitação, Conservis Ltda., subcontratou integralmente os serviços de transportes escolar, porque, embora vencedora do certame, não possuia capacidade técnica, material, econômico-financeira e humana para a execução dos serviços.
Além disso, a empresa pertence a um sobrinho do vice-prefeito, à época aliado dos réus. Os réus foram condenados, também ao pagamento de multa de valor igual ao do contrato fraudado e tornados inelegíveis por oito anos.
“Condeno ainda os réus, pessoas físicas, à perda de suas respectivas funções públicas, caso ainda a detenham; Considerando a gravidade das consequências geradas pelo ato ímprobo, bem com sua extensão, determino a suspensão dos direitos políticos pelo período máximo, qual seja, de 08 (oito) anos para todos os réus, com exceção da pessoa jurídica, por ser esta penalidade incompatível com sua natureza. Multa civil, a ser paga solidariamente por todos os condenados, incluindo a pessoa jurídica, no valor correspondente a 01 (uma) vez o valor do dano, qual seja, R$ 1.092.700,00 (um milhão, noventa e dois mil e setecentos reais), devidamente corrigida monetariamente, pelo INPC, e juros moratórios de 1,0% ao mês, contados da época dos fatos (abril de 2014) até a data do efetivo pagamento.
“Essa ação foi inciada em outubro de 2014 e, agora, concluída em 2016. O Poder Judiciário deu resposta à sociedade, julgando, em menos de dois anos, um processo dessa complexidade”, finalizou o juiz Thadeu de Melo Alves, que chegou em Bacuri em agosto de 2015.

MARTELO BATIDO : Zé Joaquim é confirmado como candidato a vice de Eliziane Gama


Membros do diretório municipal do PSDB fecham os últimos detalhes na manhã desta sexta-feira (28) para anunciar nome do vereador José Joaquim, como pré-candidato a vice-prefeito na chapa de Eliziane Gama (PPS), na disputa pela Prefeitura de São Luís.


A informação obtida com exclusividade pelo BLOG DA DALVANA MENDES sobre uma possível indicação do nome do tucano já tinha sido abordado pelo blog em primeira mão.
O tucano foi lembrado para ser o companheiro de chapa da popular socialista, após a resistência do nome da ex-deputada Gardênia Castelo. A ideia de Gardeninha como vice partiu do próprio pai, mas a proposta não agradou e acabou tendo resistência da pré- candidata a prefeita. Para resolver o impasse, foi então que o PSDB resolveu  cogitar o nome do decano José Joaquim, que acabou caindo nas graças da cúpula.

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Histórico mostra que vice-prefeito sempre teve papel inexpressivo em Bacabeira



Eles são escolhidos juntos pelo eleitor e passam a campanha eleitoral pedindo votos lado a lado. Na hora de governar, porém, a figura do vice é deixada de escanteio e quem comanda é o chefe do Executivo, nas esferas federal, estadual e municipal. Em Bacabeira, por exemplo, o histórico politico da cidade, mostra que todos os vice-prefeitos foram preteridos da gestão pelos titulares. No entanto, mesmo exercendo um papel inexpressivo na administração municipal, o cargo de vice ainda é desejado por vários líderes políticos bacabeirenses.
Ducarmo foi vice de Venancinho, de 2005 a
2008 e, nunca mais disputou nenhum cargo

Definidos os principais pré-candidatos a prefeito, as atenções agora se voltam para a escolha dos postulantes ao cargo de vice que irão compor a chapa. Entre uma eleição e outra, a disputa entre partidos é sempre a mesma, em que cada qual quer ter a preferência na indicação do nome de quem será o companheiro dos favoritos à sucessão do cargo mais alto do Executivo municipal. Um interesse que não encontra respaldo na história recente do município, uma vez que, nos últimos nove mandatos, o vice eleito acabou desempenhando um papel ‘decorativo’ no dia a dia das administrações. Dizem até que vice só é importante durante a pré-campanha, no período de definição do nome. Outro ditado popular é que o bom vice é aquele que durante a campanha não atrapalha e durante o mandato não aparece.
O fato é que ninguém leva em consideração que, em Bacabeira, paira uma espécie de “maldição” em torno da figura do vice-prefeito, na medida em que os quatro últimos políticos que ocuparam tal função perderam importância ou desapareceram do cenário político local.
O atual vice-prefeito bacabeirense, José Arrumadinho (PSDB), é um exemplo. Ele acompanha o mandato do prefeito Alan Linhares (PCdoB) de longe. Sem ocupar sala ou despachar no centro administrativo, Arrumadinho, como é popularmente conhecido na cidade, não participa das decisões tomadas no gabinete e, especificamente, neste mandato, nem ao menos aparece nas reuniões do secretariado ou em eventos oficiais. Em três anos e seis meses de mandato, Arrumadinho não chegou a assumir nem por um dia a cadeira de prefeito.
Delson, vice de Venancinho de 2009 a 2012, sequer conseguiu se eleger para vereador
Nas poucas vezes em que falou sobre o futuro, o vice de Alan, que soma oito anos consecutivos de mandato eletivo entre vereador e vice-prefeito, tem revelado a familiares que pode abandonar a política de forma ‘precoce’, justamente pela ‘insignificância’ do cargo. Como vereador, Arrumadinho conseguiu obter mais força do que como vice. No período em que passou pela Câmara, chegou a ocupar por algumas vezes o posto de chefe do legislativo.
Mas, como já foi dito, o caso de Arrumadinho é só exemplo. Os demais vices, considerando o período dos cinco últimos mandatos, também viveram experiências parecidas com as do atual vice quando ocuparam o segundo posto em hierarquia do Executivo de Bacabeira e todos, sem exceção, amargam decepções durante o mandato e hoje estão fora da vida política. O blog recorda do caso de Delson Nicolau Serra (PSDB), vice durante o último mandato de José Venâncio Correa Filho, o Venancinho (DEM),  que durante sua passagem pelo cargo, de 2009 a 2012, chegou a ouvir conselhos para ficar longe do centro do poder. Após a eleição suplementar, ele teria sido convidado a ficar quieto em casa.

Arrumadinho conseguiu se destacar mais
como vereador do que ocupando o cargo de vice de Alan

MAIS CAOS PARECIDOS

Martinho Castro Ducarmo Ferreira (PR), que foi vice na primeira gestão de José Venâncio Correa Filho, o Venancinho (DEM), entre 2005 e 2008, apareceu pouco durante a gestão e nunca mais se candidatou depois que a justiça eleitoral cassou seus direitos políticos. Irlahi Linhares (PMDB), que serviu no último mandado do ex-prefeito José Reinaldo Calvet (PV), de 2001 a 2004, até tentou se eleger prefeita na cidade, mas não obteve sucesso. Para conseguir alçar voos maiores, ela teve que transferir o domicilio eleitoral para Rosário, cidade que administra desde 2013.
Osvaldino Jose de Souza, vice no primeiro mandato de José Reinaldo Calvet (PSD), de 1997 a 2000, após deixar o cargo, abandonou a política partidária. Hoje vive em Peri de Baixo e se dedica à família.
Irlahi Linhares, vice de Calvet de 2001 a 2004, só conseguiu
 se eleger prefeita depois que transferiu o domicilio eleitoral
para Rosário, cidade que administra atualmente

DISPUTA PELA INDICAÇÃO

Neste ano, faltando pouco mais de três meses das eleições municipais de outubro, os dois únicos pré-candidatos já articulam para fechar a chapa: o prefeito Alan Linhares (PCdoB) que busca a reeleição e a empresária Fernanda Gonçalo (PMN). Se a escolha do cabeça de chapa já parece decidida, a indicação dos candidatos a vice-prefeito gera muita discussão e brigas entre partidos. No grupo de oposição, há desentendimento em torno da suposta escolha do ex-vereador Ubirajara Torres (PP) para compor chapa com a pré-candidata do PMN, conforme o blog revelou ao longo da semana.
Do lado da situação, o prefeito Alan Linhares também terá dor de cabeça para definir o nome. Linhares não deve repetir a chapa de 2012, pois pretende usar o cargo de vice para costurar com outros partidos, inclusive, da oposição. O comunista flerta com o PR, que já teria indicado a vereadora Dineide Ramos, como opção. Mas no grupo há quem defenda a indicação de outros integrantes da oposição.
Ao que parece, até o dia 05 de agosto, quando serão homologadas as candidaturas, muitos nomes devem passar pela mesa de negociação, mesmo o histórico politico de Bacabeira demonstrando que ser vice-prefeito tem significado o fim da carreira para os últimos cinco ocupantes do cargo.

Risco de hidrelétrica em Minas Gerais romper é grande, diz ministro do Meio Ambiente


Sarney Filho afirma que a barragem da Hidrelétrica Risoleta Neves, na região de Mariana (MG), está a um metro do limite máximo de segurança. 'Se as chuvas vierem, há um risco real de rompimento', alerta.

Segundo o ministro, a mineradora iniciou o trabalho de dragagem há dez dias, quando deveria ter começado há dez meses. Ele afirma que foram feitos ofícios e estabelecidas multas à Samarco, e que a Defesa Civil foi acionada.
Sarney Filho afirma que foi sugerido um treinamento de evacuação com moradores de comunidades próximas, vetado pelas prefeituras para que não gerasse pânico entre a população.
‘Acreditamos que o risco, que é grande, existe, mas estamos fazendo tudo que é possível e pressionando a empresa para que faça a barragem. O fundamental é o que plano de contingenciamento seja feito’, afirmou.

‘Amazônia corre risco de um grande incêndio florestal’
O ministro do Meio Ambiente afirma que o governo está preocupado com a situação climática da Amazônia, que pode gerar incêndios de grandes proporções. ‘Talvez de proporções jamais vistas’, disse.
Como prevenção, a primeira atitude, segundo Sarney Filho, será a detecção de focos de queimada, principalmente em unidades de conservação oriundas de problemas de terra, como grilagens e desmatamento ilegal. Esses focos são detectados em tempo real por georreferenciamento em áreas, e estão voltados para regiões onde a seca é mais severa, disse o ministro.
Um dos problemas para o aumento das queimadas citado por Sarney Filho foi o ‘corte enorme’ no orçamento nas brigadas anti-incêndio. Ele afirma que o presidente em exercício Michel Temer já decidiu por recompor os cortes para retomar as brigadas e convênios com municípios. ‘Contatamos o Fundo da Amazônia. Estão dispostos a reforçar a estrutura, alugando e dando combustíveis a helicópteros’.
Obter os recursos por medida provisória como urgência é uma das possibilidades, segundo o ministro do Meio Ambiente, mas o valor ainda não foi definido. Ele relata que participou de uma reunião com o ministro do Planejamento sobre o tema.
Sarney Filho defende uma parceria com estados para fornecimento de dados de licenças para desmatamento, e acentuar o uso do cadastro ambiental rural. Segundo ele, diferente de outras épocas, o desmatamento está acontecendo por um grupo organizado, e não mais por pequenos proprietários. ‘Agem com muito recurso e tecnologias avançadas em busca de lucro com a madeira ilegal e a grilagem de terras’, afirmou, estabelecendo uma meta de que o em dois anos o desmatamento da Amazônia chegue a 3%.

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Governo da “MuDANÇA”: Pacientes com diabetes estão há seis meses sem receber os seus medicamentos.



A Associação de Diabéticos lançou um manifesto contra a atitude vergonhosa do Governo do Estado.  Acontece que há seis meses os pacientes diabéticos não estão recebendo os seus medicamentos da forma correta.  O mais incrível é que o programa funcionava normalmente no governo anterior.  E, lamentavelmente, parou no governo atual, segundo a presidente da associação.  O manifesto também chegou à Promotoria de Saúde, mas até o momento nada foi feito.

A situação é tão séria que as pessoas que não tomarem o medicamento correm risco de morte.. Inclusive, há casos de crianças que precisam dos medicamentos, principalmente da insulina Lantus, de uso continuo.

Importante lembrar que este procedimento (distribuição de medicamentos)  é vital para quem tem diabetes  e o não fornecimento é desastroso, uma vez que sem o controle de suas glicemias, as pessoas poderão ser internadas e poderão vir a óbitos.

Lamentável a postura do Governo da “MuDANÇA” em não garantir o que é de direito  para os que mais precisam do Poder Público. Mais vergonhoso ainda é utilizar um slogan dizendo que “o Maranhão é de todos nós”,  sendo que, na verdade,  não passa de ser  de seus aliados, além de  ignorar aqueles que tinham esperança por dias melhores.

Prefeitura de Bequimão retoma asfaltamento de ruas na cidade


A Prefeitura Municipal de Bequimão, por meio da Secretaria de Infraestrutura, está trabalhando a todo vapor no asfaltamento de ruas em bairros da cidade. A primeira via a ser beneficiada nessa etapa do asfaltamento é a Rua Eupídio Couto (rua que passa em frente à Rodoviária e se estende até a Avenida Antônio Dino).

"Esse asfaltamento é fruto de uma emenda parlamentar destinada para Bequimão ainda na gestão de Juca Martins. Corri atrás e consegui recuperar mais esse investimento para o nosso município", ressaltou o prefeito Zé Martins.
Além dessa rua, outras vias urbanas também receberão pavimentação asfáltica. As ruas Sete de Setembro (que sai da antiga delegacia e vai até o Estádio Vivaldão) e a Rua Manoel Beckman (que passa pela ETA até a Avenida do Capinzal, passando pelo Colégio Pedro Silva), no bairro Cidade Nova.

A Prefeitura realizará, ainda, uma operação tapa buraco, para recuperar algumas ruas que foram prejudicas durante o período chuvoso.  

Programa São Luís de Verdade promove plenárias nas regiões da cidade


O Programa de Participação Popular do PPS – São Luís de Verdade percorrerá até sábado, dia 30 de julho, dez regiões da cidade ouvindo moradores e coletando informações e propostas para incluir no programa de governo do partido para a capital maranhense.
As plenárias do programa contam com a presença da pré-candidata à Prefeitura de São Luís, deputada Eliziane Gama (PPS).“O morador de São Luís precisa voltar a sentir orgulho de sua cidade. O que o PPS quer revitalizar a cidade. Juntos vamos reconstruir São Luís”, destaca Eliziane.
Na noite da última segunda-feira (26), dezenas de moradores do Bairro Santa Cruz participaram e contribuíram com ideias, propostas e sugestões. Eles também apresentaram os problemas da comunidade nas áreas de infraestrutura, saúde, educação e também condições da feira do bairro.
“Todos nós merecemos morar em um bairro digno. Faz muitos anos que o Bairro do Santa Cruz não recebe obras de infraestrutura”,destacou o morador Júnior.
Os moradores também apresentaram pleitos para que PPS inclua no programa de governo, projetos para a juventudes, terceira idade e esporte.
Eliziane respondeu aos questionamentos dos moradores e garantiu que todas as propostas serão incluídas no programa do PPS. Sobre a situação das escolas de São Luís a deputada assegurou que: “Educação em um governo do PPS será prioridade. Pactuamos no nosso programa de governo que teremos escolas dignas para nossas crianças”.
Na terça-feira (26), o PPS realizou plenária com a participação dos moradores da região do Anil. Na ocasião, lideranças de vários segmentos falaram sobre os problemas na região.
O pastor evangélico Claudionor Ferreira fez apelo para a inclusão de projetos voltados para a juventude, principalmente para redução da violência. “Meu maior desejo é ver projetos para os jovens, pois só assim teremos uma juventude diferente. Assim teremos uma sociedade melhor e uma São Luís melhor”,enfatizou.
O partido já realizou plenárias nas regiões da Cidade Operária, Zona Rural, Itaqui-Bacanga, Liberdade, Vila Luizão, Coroado, Bairro Santa Cruz, Bairro do Anil e ainda realizará até sábado ações no São Francisco, Coroadinho e Bairro de Fátima.
A plenária de consulta Popular do PPS tem como objetivo ouvir moradores e lideranças comunitárias. Nesta sexta, o evento foi realizado no Bairro do Coroado e reuniu lideranças comunitárias de toda a região que apresentaram sugestões, ideias e propostas, além de problemas que enfrentam nas áreas de educação, saúde, infraestrutura, entre outros.

Fábio Câmara mantém candidatura e nega ser vice de Eliziane


O vereador Fábio Câmara (PMDB), que tem oscilado entre 2% e 6% desde o início das pesquisas, mantém sua candidatura à sucessão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) em São Luís.
Durante uma reunião realizada ontem pela cúpula do PMDB, Câmara viu sua pré-candidatura à Prefeitura da capital alcançar outro patamar depois que seu antecessor no Diretório Municipal, deputado Roberto Costa, resolveu, fazer um aceno positivo a favor de sua pré-candidatura. Os dois ensaiam uma aliança pelo fortalecimento da legenda na capital maranhense.
Sob as bênçãos do senador João Alberto de Sousa, Costa e Câmara – duas das principais lideranças peemedebistas na capital – estão dispostos a se unir para reforçar o projeto de candidatura própria do partido.
Apesar de lideranças do PMDB estarem abrindo diálogos e articulações com outros candidatos, Roberto Costa que possui a maioria dos votos do diretório, fez um gesto para Fabio Câmara, atual presidente da legenda em São Luís.

terça-feira, 26 de julho de 2016

São Cristovão! Moradores reclamam de ruas esburacadas




O programa mais asfalto, na verdade, é um golpe para os trabalhadores. Isto porque proporciona um asfalto de péssima qualidade nas ruas de São Luis. Todos os dias, no passar da carruagem, a situação se complica. Um exemplo é no bairro São Cristovão, como mostram as imagens:  o asfalto “sonrisal” está cedendo pra todo lado. E o dinheiro público é totalmente desperdiçado.  

MPF vai apurar desaparecimento de corpos no Materno



Quatro dias após o Hospital Materno Infantil admitir que perdeu três fetos em sua unidade, o Ministério Público Federal do Maranhão (MPF-MA) abriu um inquérito civil para investigar falhas na segurança e qualidade dos procedimento internos do hospital.

Por intermédio da Procuradoria Regional dos Direitos Humanos do Cidadão (PRDHC), o MPF-MA requisitou à direção do hospital informações detalhadas e todos os documentos disponíveis sobre o desaparecimento dos corpos.

O caso mais recente aconteceu na semana passada. O pai da criança, Acsuel José Pereira Silva, contou que chegou a pegar a filha, que se chamaria Maria Claria, nos braços antes do corpo sumir.
Na ocasião, a diretora do hospital, Joyce Lages, disse que depois de constatada a morte da menina, o corpo foi encaminhado para a câmara fria onde um funcionário da empresa terceirizada que faz a limpeza do hospital teria se confundido na hora da higienização e colocado corpo da criança junto com o lixo e encaminhado para a cremação. “Um funcionário da higienização entrou, recolheu o que lá estava e colocou para a cremação. Então, basicamente foi isso o que aconteceu”, explicou.
O MPF-MA disse também que está aguardando a investigação da Polícia Federal para apurar se há responsabilidade criminal no desaparecimento dos corpos dos recém-nascidos.
A família de Maria Clara disse que entrará na Justiça contra o hospital. Algumas horas após a ocorrência, a mãe chegou a gravar um depoimento emocionado falando da situação.

“Decisão isolada”, diz dirigente do PRB sobre saída de cena de Bira em Bacabeira


“Uma decisão isolada”. Foi assim que o vice-presidente do PRB de Bacabeira, Francisco Moura, se referiu sobre a desistência da pré-candidatura a prefeito do ex-vereador Ubirajara Torres, o Bira (PP).


Às vésperas da convenção municipal do partido que iria confirmar a candidatura do agora ex-candidato do PP, Moura lamentou a saída de cena do pepista e reagiu contra a medida.

“Até agora não fomos oficializados sobre o assunto. Estávamos caminhando com ele, mas vamos aguardar a oficialização deste anuncio para tomarmos um posicionamento”, declarou o dirigente do PRB. 

MPMA requer afastamento do prefeito por ato de improbidade

Prefeito Magno Amorim
O Ministério Público do Maranhão, por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Itapecuru-Mirim, em Ação Civil Pública (ACP) por atos de improbidade administrativa, requereu o afastamento do cargo do prefeito de Itapecuru-Mirim, Magno Amorim.

Contra o gestor, pesam diversas irregularidades cometidas em nove contratos de doação com encargos, celebrados entre a empresa Vale S.A. e o município, entre fevereiro e setembro de 2014, que tinham a finalidade de executar obras de construção de escolas, postos de saúde, asfaltamento na zona rural, poços artesianos, aquisição de ambulâncias e tratores, além da elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico.
Do total dos convênios, no valor de R$ 4.341.260,40, foram repassados aos cofres municipais R$ 3.158.203,28 pela empresa. O restante deixou de ser repassado pela Vale, após a constatação das irregularidades.


Segundo o promotor de justiça Benedito Coroba, autor da ação, entre os atos de improbidade administrativa cometidos pelo gestor, constam os seguintes: apresentação de documentos falsos; realização de licitação sem dotação orçamentária; certidões negativas vencidas e outras com datas posteriores ou anteriores à realização das licitações que indicam fortes indícios de montagem e simulação de processos licitatórios para benefício de empresas ligadas ao prefeito; pagamento de obras inconclusas, com apresentação de documentos e medições falsas.

De acordo com a Ação Civil, a Vale S.A., após constatar as irregularidades na efetivação dos convênios e tentar, sem sucesso, uma "solução consensual das pendências com o município de Itapecuru-Mirim, suspendeu a continuação dos repasses e encaminhou à documentação à Câmara de Vereadores".

PEDIDOS

Além do afastamento do prefeito Magno Amorim do cargo, o Ministério Público requereu à Justiça a aplicação das seguintes penalidades: decretação da indisponibilidade dos bens do gestor, para o ressarcimento dos prejuízos causados ao erário estimados em R$ 3.158.203,28; suspensão dos direitos políticos por oito anos; pagamento de multa no valor de 100 vezes a remuneração de prefeito; e a proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais, pelo prazo de cinco anos, nos termos da Lei de Improbidade Administrativa.

Davi Max chega com tudo com o quadro “de cara com a fera”


O Jornalista e Blogueiro Davi Max hoje faz parte do grupo de comunicadores do Programa MA NEWS, na TV Maranhense.  O programa, que tem a direção-geral do Grande Edilson Wanderley, do Globo Markert, recebeu mais um quadro que vai dá o que falar.

O quadro “de cara com a fera” tem como objetivo  levar para a população entrevistas muito descontraídas, porém muito polêmicas, com temas relevantes e de grande interesse.  Segundo o Jornalista , o quadro promete esquentar as noites das quartas-feiras

“É uma honra fazer parte do time do MA NEWS e mais gratificante ainda trabalhar ao lado de pessoas especiais, como o grande Edilson Vanderley, Tony Matos, Franklin e o Vinícius.  A essas pessoas que me receberam com tanto carinho e confiaram em mim, quero dizer  que podem ter certeza de que as noites das quartas-feiras nunca mais serão as mesmas.  Vamos chegar com tudo, com força, fé e muito polêmica”,  finaliza.


sexta-feira, 22 de julho de 2016

Preso mentor de assalto frustrado e ataque criminoso em Pirapemas


Foi preso na manhã desta sexta-feira (22) no povoado Maioba, próximo à cidade de São Mateus do Maranhão (MA), o suspeito de ser o mentor do assalto frustrado que resultou em um ataque criminoso brutal na noite de terça-feira (19), no povoado Tiquaras, zona rural de Pirapemas (MA), município localizado a 180 km de São Luís.

O suspeito preso nesta sexta-feira foi identificado como José Xavier da Conceição, e estava próximo à residência do pai, escondido em uma região de mato. À polícia, José Xavier confessou ter arquitetado o plano, mas negou ter participado do assalto. Com a prisão dele, a polícia chegou a outro suspeito, já preso mas ainda não identificado. Ambos foram encaminhados à Delegacia Regional de Itapecuru-Mirim (MA).

Ao todo, já são cinco suspeitos presos e um suspeito foragido. Nessa quinta-feira (21), uma cúmplice, Miguelma Pereira dos Santos, também foi presa suspeita por facilitar a fuga deles.

Vítimas

Na manhã dessa quinta-feira, uma das seis vítimas do ataque morreu. Raimundo da Conceição Frazão, de 55 anos, era proprietário da residência e teve 80% do corpo queimado – segundo a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) de São Luís – após um assalto frustrado, por volta de 19h30, em que criminosos atearam fogo à residência da família e fugiram.

Grande parte das vítimas teve queimaduras de segundo e terceiro graus. Além de Raimundo Frazão, estão internados em São Luís:

- Maria Francinete da Silva Frazão, de 47, esposa de Raimundo – 56% da superfície corporal queimada, estado grave, porém estável, respirando sem suporte de ventilação mecânica;

– Aguinaldo da Silva Conceição, 32, vizinho de Raimundo e Maria Francinete – 60% da superfície corporal queimada, estado grave, porém estável, respirando sem suporte de ventilação pulmonar mecânica;

– Rosilene da Silva Santos, 41, esposa de Aguinaldo e vizinha de Raimundo e Maria Francinete – 75% da superfície corporal queimada, estado grave, respirando por ventilação pulmonar mecânica;

– Rivelino Marques de Araújo, 39, vizinho de Raimundo e Maria Francinete

 – 80 % da superfície corporal queimada, em estado grave, respirando por ventilação pulmonar mecânica;

– Celso Silva da Costa, 35, vizinho de Raimundo e Maria Francinete – 35% da superfície corporal queimada, estado grave, porém estável, respirando sem suporte de ventilação pulmonar mecânica 
Inicialmente eles foram atendidos no Hospital Municipal Gertrudes Melo, transferidos para Hospital Geral de Matões do Norte (MA) e, ainda pela noite, encaminhados para a unidade de tratamento de queimaduras do Hospital de Urgência e Emergência Dr. Clementino Moura (Socorrão II), em São Luís.

O crime

Para incendiar o local, os criminosos usaram combustível encontrado na própria residência. Como o local é de difícil acesso, Raimundo Frazão e Maria Francinete Frazão armazenavam e revendiam para vizinhos.

Os criminosos, ainda segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde dePirapemas, trancaram as vítimas em um depósito e atearam fogo. Um dos galões de combustível chegou a explodir, atingindo um dos suspeitos.


Prisões e buscas

Na manhã dessa quarta-feira (20), dois dos quatro suspeitos pelo crime foram presos pela Polícia Militar do Maranhão (PM-MA). Eles foram identificados como Antônio da Silva Cruz, de 27 anos, morador de Pirapemas; e o segundo foi identificado inicialmente como Adriano Rocha Nunes, de 23, mas a polícia descobriu que o nome era falso, e posteriormente identificado como Marcelino Costa Cantanhede. Uma motocicleta também foi apreendida com a dupla.