quarta-feira, 31 de maio de 2017

Tô em choque!!! Pronunciamento de Moacir faz vereador se sentir em Paris


Gente, estou em choque! Em audiência pública na Câmara de São Luís, o secretário de Educação, Moacir Feitosa, fez o vereador Marcial Lima se sentir em Paris.


Acontece que o secretário usou o tempo que seria para explicar a real situação da educação municipal para contar historinhas, dizendo que as escolas da rede municipal está uma maravilha e que muitas delas perdem para as escolas da rede privada.


terça-feira, 30 de maio de 2017

“Conselho Universitário do Maranhão proposto pelo Governo é uma verdadeira ditadura universitária”, diz Eduardo Braide


O deputado Eduardo Braide usou a tribuna, nesta terça-feira (30), para apresentar duas emendas ao Projeto de Lei n° 126/2017, de autoria do Governo do Estado, que cria o Conselho Universitário do Maranhão - CONUNI. Na forma original, o Projeto não prevê, por exemplo, a participação de universitários na composição do conselho.

“Como um conselho universitário não vai contar com a participação dos estudantes? Para corrigir tamanha incoerência do Governo do Estado, é que apresentei a emenda modificativa que prevê a participação de dois estudantes na composição do conselho, que deverão ser indicados pelas entidades representativas dos mesmos”, destacou o deputado.

Outra emenda apresentada por Eduardo Braide é referente a participação dos professores no Conselho.

“Os professores, segundo o Projeto de Lei, serão indicados pelo governador. Ora, um Conselho já composto pelo governador, secretários e reitores, e além disso, contar com professores indicados pelo governador? Por isso apresentei outra emenda que diz que os dois professores serão indicados também pelas entidades representativas de classe. Não se pode implantar uma ditadura universitária, onde só o governador indica quem vai participar de um conselho”, informou o parlamentar.

Em sua forma original, o Projeto de Lei 126/2017, de autoria do Governo do Estado, que cria o Conselho Universitário, apresenta o governador como presidente do órgão; o secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação na vice-presidência e secretaria executiva; além de garantir a participação dos presidentes da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema); do Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (IMESC); reitores das instituições de ensino superior públicas e privadas qualificadas como universidade ou centros universitários; dois professores mestres ou doutores de livre escolha do governador.

“Prefiro acreditar que o governador assinou o projeto sem ler, a acreditar que ele mandou um projeto que cria um Conselho Universitário sem a participação dos universitários e o direito assegurado às entidades representativas de escolherem os professores que irão compor o órgão. Imagina se o governador não fosse professor universitário e tivesse feito parte de movimentos estudantis ao longo de sua vida. Eu tenho certeza que a Assembleia Legislativa corrigirá e aperfeiçoará esse Projeto de Lei que o governador Flávio Dino mandou para cá”, assinalou.

Ainda em seu discurso, o deputado Eduardo Braide anunciou que será realizada uma Audiência Pública na Assembleia Legislativa, na próxima semana, para debater a criação do Conselho Universitário do Maranhão.

“Apresentei um requerimento para ser realizada uma Audiência Pública, na próxima sexta-feira (9), a partir de 8h, a ser conduzida pela Comissão de Educação desta Casa no Auditório Fernando Falcão. Lá, discutiremos esse Projeto de Lei que cria o Conselho Universitário do Maranhão. Teremos a oportunidade de ouvir os professores universitários, os estudantes universitários e qualquer entidade ou cidadão que queira apresentar suas sugestões sobre o Projeto de Lei. Não podemos é aprovar um projeto que estabelece uma verdadeira ditadura universitária”, finalizou o parlamentar.

Roberto Rocha apresenta projeto ao arcebispo Dom Belisário


O senador Roberto Rocha reuniu-se na manhã da última segunda-feira (29) com o arcebispo Metropolitano de São Luís, Dom José Belisário, para apresentar o projeto que prevê a implantação de Centros de Reintegração Social que ele pretende instalar, em parceria com a Igreja Católica, em alguns municípios maranhenses. O encontro aconteceu no Palácio Episcopal, Centro de São Luís.

Os Centros de Reintegração são baseados no método da APAC (Associação de Proteção e Assistência aos Condenados), cujo objetivo é buscar a humanização dos presos, mantendo a finalidade punitiva, além de evitar a reincidência no crime e oferecer alternativas para o condenado se recuperar.

“Aproveitando o trabalho social exemplar que a Igreja Católica já realiza em nosso estado - por meio da Fazenda da Esperança -, queremos estabelecer essa parceria que será muito benéfica, visto que o exemplo desses Centros em outros estados, já se mostrou muito eficiente para a redução dos índices de reincidência e criminalidade, uma vez que promovem a humanização nas prisões e, consequentemente, a reintegração desses presos à sociedade”, disse o senador. Roberto Rocha ressaltou, ainda, que os Centros serão implantados com recursos do governo federal, por meio do Ministério da Justiça.

O projeto possui edificações para atender os três regimes previstos na lei de Execução Penal: regime fechado, regime semiaberto e regime aberto, tornando a CRS em um complexo penal.

Ele contempla uma estrutura totalmente humanizada e voltada para a ressocialização dos presos, onde serão ofertados serviços de assistência como parlatório, consultório médico, consultório odontológico, atendimento jurídico e psicológico, serviço social, galpão de oficinas, aulas de capacitação, entre outros.

Segundo o senador, Dom Belisário mostrou-se muito receptivo à proposta, comprometendo-se em apresentá-la aos bispos das paróquias das cidades de Bacabal, Coroatá e Balsas.


“Saí muito satisfeito da reunião com o Dom Belisário, que se mostrou não somente muito receptivo com a ideia dos Centros de Reintegração Social, como afirmou que iniciativas como estas, inspiradas a partir de projetos exitosos como as APAC’s, devem ser apoiadas e incentivas enquanto políticas públicas eficazes de recuperação e ressocialização de apenados”, pontuou Roberto Rocha.

Tô em Choque! Estevão Aragão solicita CPI da Coliseu


O vereador Estevão Aragão (PSB) utilizou a tribuna da Câmara Municipal, na sessão de segunda-feira, (29), para tratar de um polêmico projeto de lei, de autoria do Executivo Municipal, determinando o início do processo de liquidação e posterior extinção da Companhia de Limpeza e Serviços Públicos Urbanos – Coliseu.

Segundo o vereador, é bastante temerário aprovar uma lei dessas quando pairam tantas dúvidas com relação ao que vem sendo feito na Coliseu. “Estamos falando de algo que vem se arrastando há muitos anos, um processo eivado de denúncias, arbitrariedades, irregularidades e malfeitos. É uma questão que deve ser debatida com profundidade.” – afirmou.

O parlamentar ainda faz mais alguns questionamentos, a exemplo das documentações que chegaram à Câmara: “Na verdade me suscitou muitas dúvidas. Ainda mais se tratando de uma empresa como a Coliseu, cercada de tanta obscuridade. Como iremos apreciar e aprovar um projeto sem o devido cuidado? ” – questionou.


“Temos aqui uma grande responsabilidade, pois se aprovarmos essa matéria sem que seja analisado cada detalhe, estaremos dando um cheque em branco para que a Prefeitura execute todas essas ações sem qualquer fiscalização. Proponho que se crie uma CPI para checar esses inúmeros desencontros de informações.” – enfatizou o vereador.

Para ou continua? Médicos vão realizar protestos nos Socorrões


                                                     NOTA OFICIAL DA A.M.E.S.S


A A.M.E.S.S ( Associação dos Médicos dos Socorrões I e II), no uso de suas atribuições vem à público informar que irá ser realizada uma MANIFESTAÇÃO EM DEFESA DA SAÚDE PÚBLICA MUNICIPAL, no dia 01/06 às 07:30h no pátio do Hospital Municipal Djalma Marques ( socorrão I), de caráter pacífico, sem prejuízo para o atendimento, ou seja, o hospital funcionará normalmente.
                
Discutiremos assim as seguintes pautas:

1) Melhoria na aquisição de insumos básicos como medicamentos e outros materiais indispensáveis para garantir o atendimento aos pacientes de forma mais digna;

2) Melhoria nas estruturas físicas dos Hospitais de urgência e emergência, com aumento no número de leitos de internação e UTI;

3) Realização de um concurso público contemplado toda a área da saúde, para acabar progressivamente com os “contratos temporários”;

4) Incorporação de todas gratificações no salário de todos os efetivos;

5) Construção de um novo Hospital municipal de urgência e emergência;

6) Inauguração do Hospital da criança;


7) Reativação do serviço de Neurocirurgia no Hospital Clementino Moura ( socorrão II), que está desativado há cerca de um ano.

8) Que o Governo do estado do Maranhão faça a sua parte em inaugurar e manter os hospitais do interior para diminuir a quantidade de ambulâncias advindas de diversas localidades, além da manutenção e estruturação do serviço de Neurocirugia nos municípios de Pinheiro e Santa Inês. 

9) Garantir um fórum de discursão na assembleia legislativa e câmara municipal, sobre os problemas da saúde do estado e município de São Luís.

Desta forma a A.M.E.S.S. acredita que está chamando a atenção mais uma vez da sociedade maranhense sobre a problemática da saúde tanto municipal quanto estadual, e que assim se divida a responsabilidade à cerca desse delicado tema que à todos nós é de vital importância.


São Luís, 29 de maio de 2017

Atenciosamente,
Érico Cantanhede
Presidente da A.M.E.S.S.

Aí mente! Lula Fylho quer tomar lugar de Pinóquio


O deputado Eduardo Braide (PMN) rebateu os secretário municipal Lula Fylho , em discurso na sessão da última segunda-feira (29), na Assembleia Legislativa. Desde a semana passada, uma emenda parlamentar no valor de R$ 400 mil, destinada pelo deputado para reforma do Mercado do Anjo da Guarda, tem sido motivo de debate entre ele e os auxiliares do prefeito Edivaldo Júnior.

“Na sexta-feira passada, o secretário municipal de Governo (Lula Fylho), por meio de uma emissora de rádio, disse que a obra de reforma do Mercado do Anjo da Guarda, já teria projeto aprovado e o valor de R$ 5 milhões assegurados pela empresa Vale. O secretário mentiu. Em contato com representantes da Vale, obtive a informação de que a reforma do mercado ainda não foi iniciada, simplesmente porque a prefeitura não apresentou o projeto no valor a ser viabilizado pela empresa. E o mais grave: diferente do que falou o secretário na entrevista, a Vale confirmou a mim – hoje mesmo – que o valor máximo a ser disponibilizado para a reforma do mercado, é de R$ 3 milhões e não de R$ 5 milhões, como ele [Lula Fylho] anunciou. Ou seja, o secretário mentiu duas vezes”, destacou Braide.


Eduardo Braide finalizou o discurso no Grande Expediente, propondo uma solução definitiva ao convidar o prefeito de São Luís para uma reunião com os comerciantes do Mercado do Anjo da Guarda.


“Nunca pensei que ajudar a Prefeitura de São Luís fosse tão difícil e complicado. Mas quero aqui, publicamente, convidar o prefeito Edivaldo Holanda Júnior para – a qualquer dia e hora – irmos juntos conversar com os comerciantes do Mercado do Anjo da Guarda. São eles que devem decidir o destino da emenda de R$ 400 mil que indiquei para a reforma daquele espaço, que precisa urgentemente de recuperação e condições adequadas de trabalho”, encerrou.

“O povo não pode ser prejudicado”, diz Chaguinhas sobre possível paralisação dos rodoviários


Ao tomar conhecimento sobre a greve dos rodoviários na próxima segunda-feira (05), o vereador Francisco Chaguinhas-PP se mostrou preocupado com o possível aumento das tarifas de ônibus que consequentemente virá nos próximos dias.

Segundo Chaguinhas, deve haver um entendimento entre ambas as partes, para que possa evitar tanto a paralisação quanto o aumento das passagens.

“Eu entendo a reivindicação dos trabalhadores do transporte coletivo. É em busca das garantias de seus direitos. Mas o nosso povo não pode ser prejudicado por esse ato. Deve haver um entendimento entre os funcionários e patrões, no sentido de resolver esse problema. Mas, claro, sem haver o aumento das passagens”, disse o parlamentar.


Após as duas assembleias realizadas na última segunda-feira (29), na sede da entidade, os rodoviários decidiram pela deflagração do movimento grevista. Caso a situação permaneça como está, ou seja, sem nenhum avanço nas negociações, a paralisação do transporte público de São Luís acontecerá na próxima segunda-feira (5).

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Capitão Wagner é o novo comandante da PM de Vargem Grande



O novo comandante da PM de Vargem Grande, Capitão Wagner, se apresentou e já mostrou pra que veio. Um exemplo disso foi as ações realizadas no final de semana que tirou das ruas duas armas de fogo, recuperou duas motos, fez diversas abordagens e com certeza inibiu várias ações criminosas.

Na tarde desta segunda-feira, o titular do Blog Portal Vargem Grande, Ismael Leon, fez uma entrevista exclusiva com o Capitão, que falou sobre as ações realizadas no fim de semana. Segundo o Capitão Wagner esse tipo de ações serão rotineiras e intensificadas para dar mais segurança a população.

Na oportunidade, o Capitão ainda falou da U.T.C (Unidade Tática das Cidades), que será implantada ainda está semana com sede em Vargem Grande, abrangendo também Nina Rodrigues e Presidente Vargas. Para finalizar o mesmo pediu o apoio da População que faça denuncias caso saibam de algo ilícito que esteja acontecendo.

Falou também que conta com apoio da imprensa para divulgar e mostrar a população o resultados dos trabalhos e que essa união entre Polícia, População e Imprensa tem tudo para dar resultados incríveis.

É dose.Tome lapada! Rodoviários decidiram entrar em greve a partir de segunda-feira




Após as duas Assembleias realizadas nesta segunda-feira (29), na sede da entidade, os Rodoviários decidiram pela deflagração do movimento grevista. Caso, a situação permaneça como está, ou seja, sem nenhum avanço nas negociações, a paralisação do transporte público de São Luís acontecerá na próxima segunda-feira (5).

Diante do posicionamento da categoria, que votou igualmente nas duas Assembléias, o Sindicato dos Rodoviários, comunicará oficialmente à justiça, nesta terça-feira (30), sobre a decisão. A partir de então, começará a contar o prazo de 72 horas, que termina na sexta-feira (2). Com isso, os empresários ganharão mais dois dias, no caso o sábado e domingo, para apresentar novas contrapropostas. Se mesmo assim as negociações não avançarem, não resta alternativa, que não seja partir para a greve.

O Sindicato dos Rodoviários exige, entre outros itens, reajuste salarial de 13% e aumento do ticket alimentação dos atuais R$ 490,00 para R$ 650,00, para os trabalhadores que atuam no setor urbano. Até agora, a única contraproposta oferecida pelos patrões, é de reajustar o salário dos trabalhadores em 2,5%. O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão entende que essa oferta dos empresários, é vergonhosa e não cobre nem as perdas inflacionárias, no decorrer do último ano.

“Mantemos firmemente, a nossa postura. Não podemos aceitar essa proposta. Todos os anos, os patrões insistem em nos enrolar, prolongando as discussões, sem que nenhum acordo seja definido. Companheiros é preciso ressaltar, que mesmo que demore, para sacramentar a nova Convenção Coletiva de Trabalho, não sairemos prejudicados. Os empresários terão que pagar o retroativo. Essa é uma garantia nossa e não abriremos mão, assim também, como não vamos concordar com um reajuste desses. Os patrões só lucram e não seremos nós, os prejudicados. Sem acordo, vamos deflagrar sim, a greve do transporte público em São Luís”, enfatiza Isaias Castelo Branco, Presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão.

"Não trabalha e não gosta de quem trabalha", diz Braide sobre Edivaldo


Valei-me, Nossa Senhora das Causas Impossíveis! Não é que o prefeito de São Luís, Edivaldo de Holanda Júnior, não trabalha e não gosta de quem trabalha?

O deputado estadual Eduardo Braide (PMN) destinou à Prefeitura de São Luís uma emenda parlamentar, no valor de R$ 400 mil reais para a reforma do mercado do Anjo da Guarda.  O pedido foi dos próprios moradores que não suportam mais a ineficiência da prefeitura. O brilhante gesto do parlamentar em ajudar à comunidade foi rechaçado e criticado por vários aliados de EdeH, que não aceitam de jeito nenhum a ajuda do parlamentar.

Em vídeo, Eduardo Braide manda Edivaldo fazer o que nunca fez na vida: TRABALHAR.


Veja abaixo o vídeo. 


Invasão de muçulmanos causa polêmica na imprensa maranhense…


Sobre jornalistas tradicionais e blogueiros…
Enquanto leio um desabafo na timeline do facebook sobre as noticias dadas, em primeira mão, em blogues da cidade, que ganharam repercussão nas redes sociais, mas, que, não viraram reportagens em jornais impressos. O tema causou polêmica sobre os critérios de noticiabilidade, que da parte dos blogues sempre tendem para o exagero, ou como sempre são vistos, criticados pelos jornalistas tradicionais, como se fossem verdadeiros “terroristas”.
Antes de entrar superficialmente no assunto, quero registrar mais um ataque do grupo EI (Estado Islâmico) matando vários cristãos (católicos) no Egito. Neste ataque foram assassinados à luz do dia, cerca de 28 pessoas, sendo que, pelos menos 8 crianças.
Na semana passada, na cidade de Manchester (Inglaterra) um ataque terrorista matou 22 pessoas durante um show para adolescentes.
A notícia dos ataques terroristas na Inglaterra e Egito ganharam o mundo rapidamente feito fogo. Foram espalhadas por jornalistas tradicionais de maneiras e formas diferentes, neste caso, com ou sem exageros, independente da linha editorial o fogo e a fumaça estavam juntos sem distinção.
Com tamanho destaque negativo ao islã, qualquer ser humano vestido de “burca” mete medo. Voltando ao tema principal, a presença de muçulmanos que, provavelmente foram expulsos de suas cidades devido a intolerância religiosa, é possível que estejam buscando espaços em terras maranhenses, o que por si só já causa certo temor na população.
Ora, a presença de muçulmanos no Maranhão pode ser explicada pela máxima do jornalismo: “um homem mordeu um cachorro”, ainda assim, pouco se “noticiou” nos meios tradicionais, apenas em blogues.
Acreditem, por falta de “pauta” os críticos dos blogues nada noticiaram, e ainda querem criticar quem teve a iniciativa de noticiar um fato de relevância.
O pouco que foi falado sobre o assunto (exceto em blogues) ganhou destaque por veículos que cumprem um importante papel social, que é de mostrar temas que passam despercebido, ou seja, quando blogueiros não mostram o fogo, mostram que há fumaça, chamando a atenção de outros veículos maiores.
Definitivamente a humanidade está a cada dias mais agressiva, frustada e preconceituosa.
Aos tradicionais que perderam o ardor do fogo, aos que ainda não “migraram” para o digital, são compreensíveis os sinais de fumaça.
Nota:
Acabei de sair de um grupo de jornalistas onde a maioria já migrou para blogues, mas, ainda tem aqueles que resistem e marginalizam blogueiros. (Blog do Ricardo Santos)

Vereador diz que Câmara não é lavanderia para lavar projetos sujos do prefeito


O vereador Francisco Chaguinhas (PP) foi à tribuna, na sessão dessa segunda-feira (29), para criticar o prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior (PDT), por ter encaminhado à Câmara Municipal de São Luís, em caráter de urgência, Mensagem para a apreciação e aprovação de Projeto de Lei que determina o inicio do procedimento de liquidação da Companhia de Limpeza e Serviços Públicos Urbanos – Coliseu.

Segundo o parlamentar, um projeto deste complexo e com vários pontos obscuros não deveria ter sido votado em caráter de urgência, ou seja, no afogadilho. "O prefeito se acostumou a enviar a esta Casa, um monte de mensagens com pontos obscuros. No caso, deste que trata da liquidação da Coliseu, além de ser complexo e cheio de pegadinhas", disse Chaguinhas.

'CÂMARA NÃO É LAVANDERIA'

Na tribuna, o líder do PP na Casa de Leis, afirmou que mensagens dessa natureza transformam a Câmara numa espécie de lavanderia para lavar projetos sujos enviados pelo prefeito. O parlamentar declarou que nunca foi contra aprovar matérias de interesse da população ou dos trabalhadores, mas lembrou que nessa cortina de fumaça era preciso saber o que é certo e errado

"Nesse projeto existe uma grande cortina de fumaça entre o que é certo e errado. Quando chegar aqui o projeto não é discutido. Se não querem discutir e querem aprovar é porque estão querendo que a Câmara sirva de lavanderia para lavar projetos sujos do prefeito", disse.

O Projeto de Lei nº 77/2017, assinado pelo prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, que determina o inicio do procedimento de liquidação da Companhia de Limpeza e Serviços Públicos Urbanos (Coliseu) foi protocolado na Câmara no dia 09 de maio, mas somente na última quarta-feira (24), entrou na pauta da ordem do dia e só não foi aprovado porque o vereador Estevão Aragão (PSB), pediu vista da matéria.

O projeto tem 26 artigos e explicita como deve ser feita liquidação, bem como a posterior extinção da companhia, nos termos do artigo 5º, inciso III, do Decreto-Lei nº 200, de 25 de fevereiro de 1967 e artigo 208 da Lei Federal nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976 e da outras providências.

Qual a importância do vereador Astro de Ogum para a Cultura Popular Maranhense?


Há exatos 60 dias, insistentemente, os convênios firmados com o Poder Público, mas, especificamente, a Prefeitura de São Luís e o Instituto Lógica, entidade sem fins lucrativos, fundado pelo matemático e bacharel em Direito - Itamilson Lima, que também é o atual Diretor Administrativo da Câmara Municipal de São Luís, portanto, um dos principais assessores do presidente daquela Casa, o vereador Astro de Ogum -, vêm sendo alvo de inúmeros ataques.

O valor do convênio, num total de mais de sete milhões de reais usado para a realização das festas juninas e carnavalescas, além da ligação do assessor com o assessorado, são os principais tópicos abordados. No entanto, ou por desconhecimento da atividade precípua que regulamenta o chamado terceiro setor, categoria em que o Instituto Lógico se enquadra ou, ainda, maldade mesmo, a importância do convênio para o fomento das atividades culturais na capital maranhense não foi abordado.

Os representantes da entidade, o próprio presidente Astro de Ogum, o atual diretor da CMSL, bem como o Parque Estadual, órgão que fiscaliza tais entidades, e com a emissão de certidões tem o condão de autorizar ou não a liberação de recursos públicos, mediante convênio, jamais foram procurados.

E o que é pior, nenhum integrante do movimento cultural foi ouvido para se pronunciar o que representou a liberação do montante já afirmado. O retorno para o município, em termo de recursos, com a realização de ambas as festas também passou despercebido. Ou seja, de fato, todas as publicações, nem de longe, atenderam ao regramento que deve pautar o jornalismo, digo, a divulgação de uma informação precisa e imparcial.

Para o movimento cultural, as intervenções do vereador Astro de Ogum, por meio de emenda parlamentar, mecanismo este amparado por lei (Lei de Diretrizes Orçamentárias), têm sido de fundamental importância para manter acesa a chama da cultura popular no Estado. Em um rápido bate papo com dezenas de representantes de diferentes entidades culturais, facilmente podemos detectar o sentimento de gratidão e respeito pelo trabalho realizado pelo vereador em prol da cultura, como segue abaixo.



“A importância do vereador Astro de Ogum para a cultura popular é algo inegável, mesmo para aqueles que não gostam dele. O vereador se envolve e luta por nós. Ele figura como um ponto de apoio para as inquietações e reivindicações de todos que fazem parte da cultura local, seja no Carnaval, São João, Procissão dos Orixás, Festa para Yemanjá, Festa do Divino e em outras ações culturais. Enfim, ele é o elo principal de muitasiniciativas para o segmento artístico. Louvo a sua motivação que sempre o leva a buscar melhorias, e quando a gente acha que tudo está perdido, ele consegue desenrolar sempre os nossos anseios. Astro de Ogum é um homem de fé, luta e, acima de tudo, coragem para enfrentar as dificuldades do dia a dia”, afirmou Clodenir Araújo , o  Zeca da Cultura,  presidente da União Folclórica e Cultura Luso Brasileiro do Maranhão e participante da comissão da Federação Folclórica.

Quem também ressaltou a contribuição e importância do vereador Astro de  Ogum para a cultura popular, foi à comunicadora Helena Leite, que comanda o programa ‘Canta Maranhão’ pelas ondas da Rádio Difusora AM, de segunda a sexta-feira, das 14 às 16h. “Tenho respeito e admiração pelo vereador Astro de Ogum, por tudo que ele representa ao povo da cultura popular. Com ele podemos contar como o único ponto de apoio. Ao longo de décadas, ele é que tem feito intervenções junto aos governos do Estado e Município, o que só tem garantido muitos ganhos às nossas manifestações folclóricas. E foi em boa hora que o governo do estado devolveu o comando do Parque Folclórico da Vila Palmeira à Federação das Entidades Folclóricas e Culturais do Estado do Maranhão” afirmou a comunicadora, que também é uma das incentivadoras do Boi da Pindoba.

Pensamento similar é o que comunga a presidente do Boi da Floresta, Nadir Cruz. “Tenho uma grande admiração pelo vereador Astro de Ogum porque ele tem um olhar diferenciado para a cultura, por isto é reeleito sempre. E nós concordamos com este trabalho que vem desenvolvendo há mais de duas décadas. Ele sempre está a serviço da cultura popular. Eu aprecio a posição, como parlamentar, de defesa da cultura popular. Se pelo menos oitenta por cento dos parlamentares tivesse esta mesma dedicação que ele desenvolve, estaríamos numa posição melhor”, finalizou.

“Sempre digo que seria muito bom para nós da cultura popular, se tivesse colaboradores como o vereador Astro de Ogum. Ele ajuda sempre, e é impossível não reconhecer o trabalho desenvolvido por ele em favor do movimento cultural. Fiquei mais feliz ao saber que ele vai coordenar o Arraial do  Parque Folclórico da Vila Palmeira. O arraial vai voltar a ter um novo visual e será mais um espaço para apresentações e inclusões de nossas manifestações culturais,  declarou, o folclorista Zequinha de Coxinho, presidente do Grupo Fruto da Raça Show.

 “Não tem como não reconhecer que o vereador Astro de Ogum é profundo amante e conhecedor de todas as manifestações culturais da nossa terra, seus atores e suas carências, sendo uma voz firme na defesa e manutenção da cultura popular”. Tony Mota, ex -presidente da União das Escolas de Samba do Maranhão , vice Presidente da Escola de Samba Túnel do Sacavém.

 “Um notável apaixonado, admirador e articulador da nossa rica diversidade cultural. O vereador Astro de Ogum tem demonstrado todo seu amor ao povo da cultura popular e em todos os momentos, seja no carnaval ou nos festejos juninos, com comprometimento e atenção” (Brasa Santana, presidente da Associação Maranhense de Blocos Carnavalescos).

 Portanto, os depoimentos acima conseguem evidenciar a importância do vereador Astro de Ogum para aqueles que realmente fazem cultura popular, fato esse que também não foi mencionado em qualquer publicação feita até então envolvendo o Instituto Lógica, o diretor da Câmara e o próprio presidente.

No fundo, em tese, temos a nítida impressão que as informações divulgadas têm o fito propósito de induzir o leitor a pensar que, de fato, o montante do convênio fora desviado pelo Instituto visando beneficiar ao vereador.

Ao falar sobre o assunto, o presidente Astro de Ogum mostrou bastante tranquilidade. “Ao longo dessas duas décadas aprendi que política tem dessas coisas. Estou bastante tranquilo em relação a tais colocações. Por noite, milhares de pessoas visitaram o Arraial Pertinho de Você bem como o Carnaval na passarela do samba, e submeto-me ao julgamento do povo. Os amantes da cultura popular maranhense, de fato, podem falar da grandiosidade dos nossos eventos. Temos um alto custo que precisamos custear, principalmente com os grupos folclóricos, por isso, essa colocação infundada não tem o menor cabimento”, afirmou o presidente.

Também não foi informado que o terceiro setor, segmento que o Instituto Lógica está inserido, não visa ao lucro, razão pela qual se permite, legalmente, a parceria público/privado, haja visto que  ambos têm o bem comum da coletividade como finalidade primordial.

“O objetivo das parcerias do poder público com o terceiro setor — termo utilizado para definir organizações de iniciativa privada, sem fins lucrativos e que prestam serviços de caráter público — "não é o lucro, mas o ganho social", essa foi à declaração de Itamilson Lima, à equipe do Jornal 'Câmara News', informativo que vai ao ar todas as sextas, das 12h às 13h, pela Rádio Difusora AM (680).


Durante a entrevista, o diretor admitiu que, de fato,  foi um dos fundadores do instituto, mas renunciou ao cargo de presidente mesmo antes de findar seu mandato, na época e, desde então, não possui qualquer ligação com a entidade. Aclareou, ainda, algumas informações equivocadas sobre recursos de emendas apresentadas por vereadores ao Orçamento do Município, por meio do qual o parlamentar utiliza para financiar uma obra ou projeto.

"É importante deixar claro que as matérias parecem maldosas, uma vez que elas denotam um ganho de uma entidade sem fins lucrativos, sem explicar qual é a destinação ou o objetivo desses repasses?", questionou o diretor da Casa Legislativa.

Itamilson, que é mestrando em Estatística e formado em Direito, afirmou também que uma emenda destinada, quando é executada, imperativamente será para cumprir o termo proposto entre entidade e ente público.

"Nenhum poder público vai repassar para uma entidade sem fins lucrativos qualquer que seja o valor, que não seja para cumprir um plano de trabalho. Os valores que são repassados, necessariamente serão para cumprir o termo proposto entre entidade e ente público, seja prefeitura, governo do estado ou união", esclareceu.

O diretor da Câmara assegurou que não há qualquer ilegalidade na destinação de emendas de vereadores para a entidade filantrópica e lamentou como as informações estão sendo divulgadas de forma distorcida.

"Quando o profissional de imprensa é correto, as informações são corretas. Como é que divulgam os valores dos recursos, mas ignoraram os custos? Qualquer entidade que recebe recursos para cumprir o termo proposto com o poder público precisa apresentar sua prestação de contas com os custos detalhando qual foi a destinação ou o objetivo desses repasses, por exemplo. Assim como o poder público, o objetivo do terceiro setor não é o lucro, mas o ganho social", pontuou.

"CUSTO CULTURA"    

Durante a entrevista, Itamilson, que também atua na área cultural apresentou, brevemente, alguns aspectos que mostram os custos do setor cultural. Foram relacionadas algumas despesas como mão de obra e serviços, além de gastos com som e palco, seguranças, ornamentação, alimentação, entre outros. Ele explicou ainda que entre os serviços, o que mais encarece um projeto cultural são as despesas com energia (iluminação e estrutura de som), segurança, mão de obra para confeccionar a ornamentação e cachês das apresentações.

"Quando se falam em aplicação de recursos públicos para projetos na área cultural não se leva em consideração, por exemplo, o custo para se montar a estrutura do espetáculo. Existe toda uma despesa com mão de obra, som e palco, ornamentação e alimentação. Além disso, tem ainda o gasto com seguranças, energia e o pagamento dos cachês das apresentações que é o que mais encarece um projeto cultural", concluiu.

PERGUNTAS E RESPOSTAS

TERCEIRO SETOR?
     
O primeiro setor é o governo, que é responsável pelas questões sociais. O segundo setor é o privado, responsável pelas questões individuais. Com a falência do Estado, o setor privado começou a ajudar nas questões sociais, através das inúmeras instituições que compõem o chamado terceiro setor. Ou seja, o terceiro setor é constituído por organizações sem fins lucrativos e não governamentais, que tem como objetivo gerar serviços de caráter público.

EMENDAS PARLAMENTARES?    
  
Colocando de forma simples e direta, as emendas parlamentares são uma maneira que os legisladores brasileiros têm à sua disposição para direcionar recursos do orçamento público. Em outras palavras, é por meio delas que Vereadores, Deputados Estaduais e Deputados Federais podem influenciar no que o dinheiro público será gasto.

No Brasil, quem elabora o orçamento (ou seja, o documento que define quanto dinheiro o governo pretende arrecadar e gastar durante o ano) é o poder Executivo (Presidente, Governadores e Prefeitos). Por isso, a participação direta dos parlamentares nessas decisões é feita por meio das emendas.


sexta-feira, 26 de maio de 2017

Alcione, Limão com Mel e muito mais no Arraial Pertinho de Você


Uma vasta programação de shows musicais foi montada especialmente para agradar ao público que, pelo terceiro ano consecutivo, prestigiará o Arraial Pertinho de Você, na Cohama, ao lado da Batique Brasil. Bandas e artistas como Limão com Mel, Forró dos Plays, Forrozão Tropykalia, Moleca 100 Vergonha, Willey Gomes e Alcione subirão ao palco, abrilhantando cada noite com muito ritmo e romantismo.
Abrindo a programação de shows, dia 3 de junho, a banda Forró dos Plays colocará todo mundo para dançar ao som e com a vibração do ritmo nordestino que virou febre no Brasil e é sucesso garantido o ano todo e ganha ainda mais popularidade na temporada junina.
Dia 10, será a vez do Forrozão Tropykalia apresentar seu repertório, composto por clássicos como “Planeta de Cores”, “Você Fugiu de Mim” e “Aonde Está Você”, consagradas de norte a sul do país por vozes reconhecidamente afinada e suingue que contagiam e não deixam ninguém parado.
Dia 15 será mais uma noite dedicada aos forrozeiros de plantão. A atração será a Banda Limão com Mel, uma das mais expressivas do gênero, com mais de 25 anos de estrada, tocará seu vasto repertório de sucessos, que marcaram época e até hoje são lembrados e emocionam os adeptos do estilo musical. Letras e melodias apaixonantes e românticas são uma das características que tornam singular a trajetória da Limão com Mel, que em suas inspiradas composições bebe na fonte de artistas e bandas consagrados, como Roberto Carlos, Roupa Nova, Zezé di Camargo & Luciano e do renomado grupo internacional Pink Floyd.
O cantor Willey Gomes (ex-Furacão do Forró) se apresentará dia 17, com a energia e a empolgação típicas de um artista habituado a arrebatar plateias, cujas músicas são dançadas e cantadas por fãs apaixonadas. Dia 17, a Banda Moleca 100 Vergonha fecha a maratona de shows de forró do Arraial Pertinho de Você, e promete manter o pique das atrações que a antecederam no palco.
Alcione
Dia 28, será a vez do romantismo da cantora Alcione, que não se fará de rogada e deverá apresentar, também, alguns clássicos do São João do Maranhão consagradas em sua voz, como a lendária toada “Maranhão, Meu Tesouro, Meu Torrão”,  obra-prima do saudoso Humberto Maracanã.
Dona de uma voz inconfundível, Alcione promete um show memorável, no qual, mais uma vez, encantará os ouvidos do público com seu timbre de voz inigualável. Maior cantora maranhense e uma das mais aplaudidas do Brasil, a Marrom, como ficou conhecida ao longo de sua premiada carreira, a artista faz sucesso também no exterior, onde mantém uma legião de admiradores cativos.
Ímpar, emblemática e dona de um carisma especial, Alcione conquistou milhões de fãs ao longo de sua trajetória de mais de 45 anos de carreira e promete arrebatar a platéia do início ao fim da sua apresentação no Arraial Pertinho de Você, com certeza um dos mais organizados, seguros e bem frequentado da temporada junina deste ano.
Serviço:
O que: Arraial Pertinho de Você
Quando: de 3 a 28 de junho
Entrada: gratuita, exceto em dias de shows
Localização: Cohama, ao lado da Batuque Brasil

Deputado Eduardo Braide anuncia vistoria na Barragem do Bacanga


O deputado Eduardo Braide anunciou, na última quarta-feira (24), a realização de uma vistoria, na próxima semana, na Barragem do Bacanga. A obra passa por uma reforma, que deveria ter sido entregue em dezembro do ano passado.
“Sabemos da importância da barragem, especialmente para a área Itaqui-Bacanga. Eu mesmo estive aqui nesta tribuna em 2015, anunciando a retomada das obras de reforma da barragem, que até hoje não foram concluídas. E após me reunir com moradores da Área Itaqui-Bacanga, apresentei o requerimento para realização da vistoria que será realizada na próxima terça-feira (30), a partir das 15h, pela Comissão de Obras e Serviços Públicos desta Casa. Já convidamos, inclusive, representantes das Secretarias de Estado de Infraestrutura, do Meio Ambiente, além do Crea. Dessa forma, poderemos avaliar juntos, o andamento desta reforma”, afirmou o deputado.
Eduardo Braide relembrou situações que poderiam ter sido evitadas se as obras da Barragem do Bacanga já tivessem sido concluídas. “Devido a não conclusão das obras da barragem, no dia 19 de agosto do ano passado, tivemos uma mortandade de peixes – motivo de protesto na BR-135, noticiado por toda a imprensa - causada pela falta de oxigenação da água, tendo em vista a impossibilidade de trocar a água porque as comportas da barragem não estavam funcionando. No dia 02 de março deste ano eu voltei a esta tribuna para solicitar ao Governo do Estado que agilizasse as obras, uma vez que a regulagem da entrada e saída da água do mar serve, inclusive, para evitar o alagamento dos vários bairros da Área Itaqui-Bacanga”, exemplificou.
Ao fim do pronunciamento, o deputado Eduardo Braide reforçou o convite à vistoria da próxima semana. “Nesta vistoria da terça-feira, senhores deputados, saberemos o que está acontecendo com as obras da barragem; se faltam recursos, se falta algum tipo de gerência administrativa para que essa obra seja entregue o quanto antes à população daquela região. Tenho certeza que a participação de todos será fundamental para que esta Casa possa mais uma vez cumprir com o seu papel que é fiscalizar e acompanhar o andamento de obras importantes para a nossa população, a exemplo da Barragem do Bacanga”, finalizou o parlamentar. 

"Melhor a dignidade do que a vergonha", diz Rose Sales

                                                    NOTA DE ESCLARECIMENTO

Por Rose Sales- É com muita serenidade e com o coração cheio de paz, que, em respeito ao povo maranhense, venho esclarecer o seguinte: - Em 8 (oito) anos de exercício eletivo como vereadora de São Luís, vivi e comprovei, que política se faz com seriedade, dignidade, transparência e autonomia política em defesa do interesse do povo;

- Durante todo esse tempo, graças a Deus, por me fazer respeitar, nunca recebi sequer uma proposta dessa natureza e indecente; mantendo a minha honradez, zelando pela memória do meu pai, Hugo Reis, da minha família, de minha equipe, e, em especial, honrando a credibilidade popular;

- Nunca me coloquei para ser financiada em campanha ou fora dela, por empresários. As minhas campanhas foram custeadas quase que totalmente por mim, através de empréstimos bancários, legais, direto em minha conta, e inclusive, ainda tenho, até hoje, inúmeras parcelas a pagar, e dentre os empréstimos que fiz, coloquei o meu único imóvel, onde resido, no Cruzeiro do Anil como garantia; a outra parte de custeio de minhas campanhas foram doações de amigos, pessoas do povo, devidamente declaradas em minhas prestações de contas;

- Todo esse sacrifício foi justamente para manter a minha conduta, ilibada, e acima de tudo, a minha autonomia, para, com coragem, lutar pelas diversas categorias, comunidades, segmentos e movimentos sociais, enfrentando os governantes, os poderosos, e quem quer que sejam;

- Até então, no meu conhecimento, no que se refere à campanha de 2014 para Deputada Federal, à época filiada no PCdoB, tive doação financeira vinda diretamente do partido político, em razão de ser uma candidatura com uma envergadura diferenciada;

- Lembro-me das palavras do então presidente nacional do PCdoB, Renato Rabelo de que todas as doações de campanha seriam legais, sem fugir da corretude histórica do Partido;

- Conforme a minha prestação de contas, aprovada pelo TRE/MA, em anexo, à disposição da sua consulta, recebi doação de Recursos do PCdoB/MA, da conta do Diretório Regional do Maranhão direto para minha conta eleitoral (cheque, anexo);

- Mediante todo esse lamaçal repugnante sobre o qual o país foi assolado por políticos corruptos, traidores da nação, tenho como brasileira, cidadã e agente político, mantido a minha seriedade e defendido Eleições Diretas, Já!

- Surpreendida e indignada, preservando a minha imagem, pedi ontem, 22/5/2017, esclarecimentos por parte da direção estadual do PCdoB, obtendo como resposta:

"Foram doações legais ao partido conforme as regras da época";

- Em conformidade com as declarações do PCdoB, as doações do Diretório Nacional enviadas ao PCdoB do Maranhão foram declaradas junto à justiça eleitoral, sua origem e valor;

- Exijo que respeitem o meu nome, o meu trabalho, a minha história diferenciada na política maranhense/brasileira, e que não façam do nome dos outros um nada, pois, como diz o velho ditado: pimenta no olho dos outros é refresco;

- As JBS's, as ODEBRECHT's ..., as organizações políticas consideradas criminosas desse país, não podem ficar impunes, e jamais seria eu, Rose Sales, partícipe de qualquer ato de corrupção ou de desvio de conduta;

- Prefiro continuar pagando o alto preço da perseguição e do boicote político;

- Continuo morando no mesmo local, com padrão de vida aquém do que eu tinha, mantendo as mesmas amizades, sendo todos os dias abraçada, querida pelo povo que Deus me delegou para cuidar, superando e vencendo as dificuldades Nele, ao invés de cair na vergonha e no descrédito de minha família, do povo e muito menos, desonrar a Deus!

Atenciosamente, 

Rose Sales

Sempre lutando pelo povo e pelo trabalhador!










Hilton Gonçalo afirma que 95% das casas de Santa Rita vão ter água encanada até 2020


Mostrando-se um prefeito arrojado e comprometido com o desenvolvimento do Maranhão, Hilton Gonçalo (PCdoB), anunciou que até 2020, 95% das residências de Santa Rita vão possuir água encanada. A meta audaciosa demonstra a preocupação da administração municipal para promover o bem estar social e uma melhor qualidade de vida para população.
Para alcançar a meta, o prefeito Hilton Gonçalo deu a ordem para perfuração de poços em todas as comunidades do município de Santa Rita. Até o momento, oito novas redes de abastecimento de águas já foram entregues para a população. Estas foram desenvolvidas nos povoados Carema (dois), Munim, Rampa, Alto de Fátima, Cariongo e nos bairros do Ramal Matinha, Bahia, todas com recursos próprios.
Em parceria com o Comefc – Consórcio dos Municípios dos Corredores Multimodais do Maranhão, outras redes foram abertas nos povoados Palmeiras, São Raimundo da Felicidade e Pedreiras.

De acordo com Hilton Gonçalo, a meta inicial era de instalação de 96 novos sistemas de abastecimento de água até 2020, mas esse número deve superar a barreira dos 100, uma vez que a Prefeitura de Santa Rita vem desenvolvendo o trabalho com agilidade e eficiência.
Além do poços que estão sendo abertos, a Prefeitura de Santa Rita está abrindo com recursos próprios, 8 mil metros de encanamento.
Em alguns povoados e bairros de Santa Rita existe a necessidade de realizar serviços de manutenção, que por conta da ação do tempo ocorreu a danificação natural, porém, as equipes da Prefeitura já estão fazendo o trabalho de monitoramento e estão iniciando os reparos garantindo a readequação do serviço