segunda-feira, 29 de junho de 2015

Saiba o que abre e o que fecha no feriado municipal de São Pedro

Em São Luís o dia 29 de junho, dia de São Pedro é feriado municipal. Com a data, o funcionamento de estabelecimentos comerciais e órgãos públicos tem funcionamento alterado.
 
Os maiores hospitais públicos da cidade, bem como Corpo de Bombeiros funcionam em regime de plantão. Os demais órgãos das administrações municipal, estadual, federal e o poder judiciário não terão expediente.
 
As lojas da rua Grande, no Centro da capital não abrirão, já shoppings terão praça de alimentação e cinema funcionando a partir do meio dia, as demais lojas permanecerão fechadas.
Agências bancárias e Correios também não abrirão nesta segunda-feira.
 
São Marçal
 
Já na terça-feira (30), o comércio e bancos voltarão a funcionar normalmente. Entre órgão públicos, apenas a prefeitura de São Luís decretou ponto facultativo.

domingo, 28 de junho de 2015

Vereadora Rose Sales cobra do Governo Municipal a conclusão das obras na feira do Anil.


Atraso nas obras têm causado transtornos aos feirantes e frequentadores do local.


Em reunião de trabalho, a Vereadora Rose Sales juntamente com uma comitiva de feirantes do Anil cobraram do Secretário de Governo Municipal, Sr. LulaFilho, que o município conclua as obras de reestruturação e adequação dafeira do bairro Anil, as obras já estão paradas há quase 01 ano e meio. Areforma da feira foi uma conquista de luta da Vereadora junto ao Executivo Municipal, para atender aos anseios dos feirantes e moradores do Anil, dos bairros vizinhos e pra cidade em geral, porém, as obras que foram iniciadas em 12 de fevereiro de 2014, com previsão de serem concluídas em 90(noventa) dias até agora estão por terminar, paradas.

De acordo com o vice-presidente da feira, a suspensão das obras estáprejudicando o comércio na região: “eles começaram a obra e não concluíram ou seja, o comércio teve uma queda, porque as pessoas evitam frequentar o local, com medo que alguma coisa aconteça, ficam receosas, e a gente não tem outro local para vender as mercadorias, e já está passando do prazo para concluir a reforma, e a prefeitura sequer fez a transferência dos feirantes, só queremos trabalhar com mais dignidade, mas sem estruturaadequada fica difícil”, frisou Jefferson Carlos.

Durante reunião o Secretário de Governo do município, mediante as reiteradas reivindicações de Rose Sales e dos feirantes, se comprometeu que, em uma semana, irá se reunir com os representantes da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos – SEMOSP e a Secretaria Municipal de Agricultura , Pesca e Abastecimento.
Situação da feira do Anil

Reunião com a comissão dos feirantes com a Vereadora Rose Sales

Vereadora Rose Sales cobrando da gestão Municipal a Conclusão da Feira

Feira do Anil

Situação da feira

sábado, 27 de junho de 2015

DELMAR: UMA VIDA DEDICADA AO AMOR E AO CARINHO DE QUEM ESTEVE À SUA VOLTA

 Ao chegar à Terra, para cumprir a sua missão, o nosso eterno Diretor nos trouxe  muito carinho e amor, além de um exemplo de humildade a ser seguido. Hoje a sua missão entre nós terminou, mas deixou um forte brilho aqui na terra. 
Descanse em paz. Tenho certeza de que o nosso Pai Maior o está recebendo de braços abertos.
Essa é a homenagem que o Blog do Davi Max faz ao meu grande amigo Delmar.

terça-feira, 23 de junho de 2015

Sindicato dos Rodoviários diz que não entrará em greve

Está circulando uma falsa notícia nas redes sociais, blogs e WhatsApp de que haverá greve geral dos rodoviários em São Luís.
O boato está gerando grande confusão na população, que acredita que amanhã os ônibus não irão circular na capital maranhense.
Mas o Sindicato dos Rodoviários informou que os coletivos vão circular normalmente. Segundo o presidente do sindicato Isaías Castelo Branco a greve a ser deflagrada nas primeiras horas desta quarta-feira (24) é da Empresa Transpremium Ltda por descumprimento das cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho.
Confira documento abaixo:


Com informações : Jornalista e Blogueiro Luis Pablo

Vereadora Rose Sales inicia a Semana com várias solicitações na Câmara de Vereadores de São Luís.


A Vereadora Rose Sales em Sessão da Câmara, na manhã desta segunda-feira (22), aprovou o seu Requerimento 336/2015 para que seja realizado no dia 20/08/15, às 9h, no Plenário da Câmara de Vereadores de São Luís, um Painel sobre o “Diagnóstico da situação e das condições de enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes pelo sistema de garantia de direitos em São Luís”, . A pesquisa está sobre a responsabilidade da Dra. Selam Marques, vinculada ao Departamento de Serviço Social da UFMA. A finalidade do painel é conceder amplos esclarecimentos sofre o referido assunto, assim como, ampliar a participação da sociedade, das entidades governamentais e não governamentais e dessa maneira, buscar parcerias para prevenir, educar e combater a violência contra crianças e adolescentes em São Luís. “O enfrentamento e o combate à violência sexual de crianças e adolescentes é uma problemática que devemos trabalhar de forma integrada com foco, bem como ampliarmos esse assunto para que sejam formalizadas políticas públicas para que esses índices alarmantes sejam devidamente trabalhados”, citou a vereadora.
Na tribuna, a parlamentar usou a palavra para parabenizar a passagem pela comemoração do “Dia Nacional do Vigilante” e o Dia Mundial do “Skatista”, ambos comemorados nos dias 20 e 21 de junho respectivamente, ela explanou ainda sobre a importância que a prática de skate seja inserida nas modalidades dos Jogos Escolares Maranhenses e nas escolas municipais de São Luís. Destacou que a juventude deve ser estimulada a práticas esportivas e sociais atrativas, tendo asseguradas oportunidades como escolas de qualidade, centros de formação profissionalizante e ensino superior.
A parlamentar ainda, reafirmou sua defesa pela profissão de vigilante, e lamentou que uma classe tão importante seja ainda, tão desrespeitada, desvalorizada e afrontada diariamente. Repudiou o atraso no pagamento de salários desses profissionais por parte da Prefeitura, reforçando as suas permanentes solicitações ao Prefeito de São Luís que sancione o Projeto de Lei 034/2014 (Anti-calote) de autoria da Vereadora ou que o Presidente da Câmara, Vereador Astro, promulgue tal Projeto, considerando a importância de garantir no repasse mensal do município às empresas terceirizadas, o bloqueio em favor dos trabalhadores de todos os seus encargos trabalhistas (férias, décimo terceiro, FGTS,etc).
Durante pronunciamento Rose Sales solicitou ao Governo do Estado, através da indicação 118/2015 que seja encaminhado, em regime emergencial e que faça gestão junto ao Diretor Presidente da CAEMA-MA, a fim de que seja regularizado, o mais rápido possível, o abastecimento de água no bairro Cruzeiro do Anil. 
Durante a Sessão a Vereadora fez Moção de parabenização e aplausos para conservação da Praça das Árvores, na pessoa do Sr. Danilo Menezes, coordenador do comitê, criado pelos moradores do Cohatrac IV, em razão do compromisso com a sustentabilidade e o meio ambiente, atuando na conservação física da praça e pelo cuidado como um todo com as questões concernentes à comunidade.

sábado, 20 de junho de 2015

Teto do banheiro Da Escola Cintra pode desabar a qualquer momento

A situação do anexo do Cintra – Vovó Anália e de se desesperar o problema lá tá e serio, o titular do blog havia publicado no mês passado fotos que comprovam o descaso que a escola vive, e hoje mais uma vez o titular do blog teve acesso a um vídeo onde há grandes rachaduras no soton do anexo por cima do banheiro, isso pode  causar um desastre na escola , correndo o risco de desabar a qualquer momento ,vale lembrar que a escola e administrada pela diretora Terezinha Bogea e pelo Diretor financeiro que de finanças não sabe de nada o Sr. Valmir abreu.




Peço que os órgãos competentes tome alguma atitude sobre essa grande irresponsabilidade da atual gestão com os alunos e professores da instituição.

Vereadora Rose Sales não se curva aos traidores do povo !!!


Em entrevista a Vereadora Rose Sales fala quem São os traidores do povo .

Acompanhe a entrevista clicando no link abaixo 




quinta-feira, 18 de junho de 2015

EMPRESAS FATURAM MILHÕES NO GOVERNO EDIVALDO HOLANDA JUNIOR

O Blog Atual 7 levantou o caso e o blog do Felipe Mota  trousse mais informações relevantes sobre o caso das Empresas Clasi Segurança e Clasi Comércio que em apenas dois anos e meio, pelo menos R$ 36.777.968,71 (trinta e seis milhões, setecentos e setenta e sete mil, novecentos e sessenta e oito reais e setenta e um centavos) já foram pagos às empresas.



A CLASI COMÉRCIO E SERVIÇOS LTDA – ME é uma espécie de faz de tudo para a prefeitura de São Luís. Segundo declaração de prestação de serviços à Receita Federal são trinta e sete atividades, que vão desde estacionamento de veículos à serviços de entrega rápida.  De acordo com o Diário Oficial do Município, a empresa presta serviços de limpeza, montagem e desmontagens de mobílias para a Prefeitura de São Luís.






Já para a segunda Clasi, a que faz Segurança Privada, também no período de dois anos e meio, o total de R$ 10.776.946,74 (dez milhões, setecentos e setenta e seis mil, novecentos e quarenta e seis reais e setenta e quatro centavos) já foram pagos por Edivaldo Holanda Júnior. Segundo os extratos dos contratos, tudo por prestação de serviços de vigilância ostensiva armada.





CURIOSO: Um mesmo contrato firmado entre a CLASI SEGURANÇA / SMTT por um período de 12 meses, com vigência de 21/08/2013 a 21/08/2014. Foi aditivado por três meses de (21/06/2014 a 21/08/2014), pelo mesmo valor global de R$ 334.301,66 (Trezentos e trinta e quatro mil, trezentos e um reais e sessenta e seis centavos).




PROCESSO: Pedro Ricardo Aquino da Silva era bancário no Banco BRADESCO e moveu ação contra o mesmo, agora é empresário, sócio proprietário em uma das CLASI.

O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), desde que assumiu a cadeira do Executivo municipal,  tem ajudado Pedro Ricardo Aquino da Silva, firmando contratos em pelo menos duas empresas pertencentes ao parente, em sociedade com  Paulo Cesar Baltazar Viana, dono de outra empresa. Se não for ilegal, é, no mínimo imoral.

Vereadora Rose Sales realiza audiência pública para tratar de melhorias à classe de mototaxistas, motoboys, motofretistas e taxistas na capital.

A Parlamentar apresentou encaminhamentos em favor da classe que serão apreciados em encontro futuro.



Mesmo após sofrer uma tentativa de “boicote” por parte de alguns Vereadores da Casa. A Vereadora Rose Sales, autora do Requerimento que originou a Audiência Pública, com sua firmeza manteve a audiência e a presidiu para tratar de assuntos pertinentes a categoria de mototaxistas, motofretistas e taxistas de São Luís. Depois de uma frenética intervenção de anulação da audiência pública por causa da omissão do Secretário Municipal de Trânsito e Transportes da capital (SMTT), Sr. Canindé Barros, bem como a falta de representante da Secretaria, os Vereadores Josué Pinheiro, Ivaldo Rodrigues e Pereirinha depois de longo tempo de espera pelos convidados, abriram a Sessão e leram a justificativa de ausência do Secretário da SMTT, declararam a audiência pública encerrada de forma ditatorial, determinaram que os equipamentos de som fossem desligados, que o cerimonial e a taquigrafia se retirassem e lotaram o Plenário e a galeria de seguranças. E simplesmente, junto com a Vereadora Luciana Mendes, desrespeitando e desconsiderando todos os presentes, se retiraram.

A parlamentar tomou a palavra e explanou a importância de elencar, naquele momento, toda problemática sofrida pelas classes, bem como citar medidas de melhoria de direitos para o exercício da profissão desses trabalhadores e repudiou a atitude subserviente com que se comportou o Parlamento diante da orientação do executivo municipal. “Nós temos aqui, várias classes representativas, agora se o Executivo Municipal e a SMTT não têm respeito com vocês trabalhadores, nem tão pouco com a população da capital, nós Vereadores temos o dever moral e a responsabilidade de discutir, enquanto Casa, uma obrigação legitimada pelo povo de São Luís. Nós vamos realizar a Audiência Pública sim, manter um alto nível das discussões, porque essa Câmara é soberana e temos que ter respeito por todas as classes e autoridades aqui representadas”, destacou a vereadora.

À frente, os trabalhos foram iniciados com a composição da mesa pelo Representante do Governador Flávio Dino, Diretor da Empresa Maranhense de Transportes Urbanos, Dr. Artur Cabral Marques, Superintendente substituto da Policia Rodoviária Federal, Dr. Paulo Sergio Guedes; Diretor Operacional do Detran - MA, Dr. Washington Torreão; Representante do Comando Geral do Corpo de Bombeiros do Maranhão, Tenente Cel. Walcones, Presidente da Comissão de Trânsito, Transporte e Mobilidade Urbana da OAB, Dr. Marylicia Medeiros, Projeto S.O.S Trânsito da Loja Maçônica do Maranhão, Dr. Lourival da Cunha Souza e presidentes dos sindicatos das classes de mototaxistas, motoboys, motofretistas, taxistas e transporte alternativo. 

De acordo com o presidente da FESSIMOTO, o principal objetivo da audiência é a busca de melhorias suficientes para que a classe sobreviva com dignidade e de forma democrática. “O poder público municipal nos condena a padecer, deixando-nos a mercê da própria sorte, sendo omisso, fazendo vistas grossas, mediante as classes trabalhadoras como a nossa, que desempenham suas funções com dignidade, que cumprem seus deveres como cidadãos e que pagam os impostos. O que nós queremos é sairmos da clandestinidade quando por legislação federal e municipal somos reconhecidos, e ainda, garantir a segurança devida aos usuários, pois temos apenas 1.000 (um mil) permissionários e mais de 13.000 (treze mil) trabalhadores na irregularidade por causa da SMTT”.  Relatou David Guarapiranga.

Por sua vez, o presidente do Sindicato dos Taxistas, Sr. Raimundo Renato Medeiros afirmou que a SMTT não tem tido respeito e nem compromisso político com a categoria, pois não tem garantido a transparência e a justiça social necessárias em favor dos defensores que há anos aguardam a liberação das permissões. Afirmando, que se manterá na luta em favor de todos.”

Momento importante foi à presença em Plenário dos Vereadores Sebastião Albuquerque, Marquinhos, Nato, Chaguinhas e Fábio Câmara, que usaram a palavra para elogiar a coragem da Vereadora e para afirmarem o compromisso com a classe.

“É intolerável que esses trabalhadores estejam desempenhando suas funções de maneira submissa, sem nenhum beneficio por parte do poder executivo. Isso demonstra que ele (Holanda Júnior), não tem nenhum compromisso com a classe, mais uma vez, parabenizo solenemente a Vereadora Rose Sales pelo compromisso de não apenas buscar discutir melhorias, mas como apresentar uma vasta lista de encaminhamentos, para que, esses trabalhadores tenham seus direitos assegurados por lei”, frisou o Vereador Fábio Câmara.

Os encaminhamentos em favor dos mototaxistas, motoboys, motofretistas e taxistas foram elaborados pela Vereadora Rose Sales como resultado da escuta às lideranças sindicais e trabalhadores e ainda da importante contribuição das autoridades que constituíram a Audiência Pública. Ficando estabelecido Grupo de Trabalho pelos Direitos dos Mototáxis, Táxis e Transporte Alternativo da Região Metropolitana de São /Luís, que terá sua primeira reunião no dia 06/07/15, às 15h, na Empresa Maranhense de Transportes Urbanos.



          Nas considerações finais, a Vereadora afirmou que a luta não cessará com a audiência. “Fui eleita para defender o povo São Luís, sem amarras e nem atrelamentos escusos, não me rendo e nem me calarei em fazer a sua defesa, doa a quem doer. Continuarei com a graça de Deus e com o apoio popular, cumprindo o meu dever. Muito obrigada à resposta altiva dos trabalhadores e aos sindicatos aqui representados, aos Vereadores que permaneceram, às lideranças sociais e comunitárias, aos servidores da Casa que mesmo sendo constrangidos a não colaborarem expressaram solidariedade e apoio, e às autoridades que participaram ativamente na construção das diretrizes que tomamos em favor das categorias”, finalizou.

quarta-feira, 17 de junho de 2015

RODOVIÁRIOS AMEAÇAM PARAR ATIVIDADES A PARTIR DAS 18H

Com informações : jornalista FElipe Mota

Em busca de soluções para os casos de violência dentro dos coletivos de São Luís, o Sindicato dos trabalhadores em transporte rodoviários do Maranhão, já admitem parar as atividades a partir das 18h, a começar desta sexta feira dia 19 de junho, o STTREMA enviou documento à Secretaria de Segurança Pública cobrando medidas urgentes que garantam segurança para motoristas, cobradores e passageiros.
O Sindicato afirma que a operação catraca tornou-se ineficiente devido ao grande aumento de assaltos e mortes dentro dos coletivos. De acordo com o STTREMA o período das 20h até as 23h59 é o horário que acontece o maior número de assaltos, segundo o sindicato. “É a sensação de impunidade, a polícia prende, mas no dia seguinte eles já estão soltos” comentou Isaias Castelo Banco presidente do Sindicato.
MORTES DE INOCENTES
Rondinely 4    Rondinely 1
4 de maio – O estudante Rondinely Ferreira da Costa de 18 anos, foi baleado durante um assalto dentro de um ônibus no bairro da Cohab, em plena segunda feira por volta do meio dia. O jovem foi baleado na cabeça após ter o celular roubado. A informação foi confirmada pela Polícia Civil.
O crime aconteceu nas proximidades da Maternidade Marly Sarney, dentro de um coletivo que faz linha para o bairro Turu. Profissionais do hospital realizaram os primeiros socorros.
O rapaz foi encaminhado para o Hospital Municipal Clementino Moura (Socorrão 2), no bairro Cidade. Segundo a polícia, um adolescente foi apreendido suspeito de ter cometido o crime, mas foi liberado por falta de provas. Nunca foi solucionado o caso.
Alesandrina 1  ALESANDRINA
Alessandrina Alves Rodrigues foi mais uma vítima de assalto a ônibus , em São Luís. A jovem era estudante do curso técnico em Enfermagem, e voltava para casa, após sair do seu estágio no Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão I).
De acordo com informações, um adolescente de 16 anos, identificado como Carlos Luciano Araújo, entrou em um ônibus da linha Cohatrac/São Francisco e, munido com uma faca, anunciou o assalto à cobradora quando o veículo passava sobre a ponte José Sarney, no bairro São Francisco.
Ao observar a ação do assaltante, um passageiro que estava no fundo do veículo sacou uma arma e disparou duas vezes contra o rapaz que morreu no local. O menor estava trajando uma calça de uma escola pública e havia entrado pela porta da frente após pagar a passagem. Um dos tiros acabou atingindo também Alessandrina Alves Rodrigues.
A jovem foi socorrida e encaminhada ao hospital Socorrão I, mas não resistiu e veio a falecer. O autor dos disparos fugiu do local e ainda não foi identificado pela polícia.
MANIFESTAÇÃO
Manifestação-pacífica Rondinely 2
A população de São Luís saiu às ruas ontem 16, para protestar contra o aumento da violência e número de mortes na Capital, e parece que esta é apenas uma das muitas manifestações que ainda virão.  Só este ano, já foram assaltados 233 ônibus em São Luís.

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Cliente encontra lesma em sanduíche do Subway

Deu no Blog do Luis Pablo
E os casos de falta de higiene e cuidados nas lanchonetes da capital continuam aparecendo.
Desta vez, um cliente denunciou na noite de ontem (11), através das redes sociais, a lanchonete Subway localizada no Marcus Center, após ter encontrado uma lesma em um dos sanduíches vendido pela franquia.
É inaceitável que esse tipo de situação aconteça com tanta frequência. Fica o alerta para o Procon e a Vigilância Sanitária!

Governador Flávio Dino lança programa ‘Água para Todos’ nesta segunda-feira



O Governo do Estado, através da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), lançou nesta segunda-feira (15), às 8h30, o programa ‘Água para Todos’, que tem como missão uma das prioridades da gestão: levar água tratada a todos os lares maranhenses. A solenidade de lançamento será realizada pelo governador Flávio Dino e pelo diretor-presidente da Caema, Davi Telles, na sede da Companhia.
 Ações efetivas vêm sendo realizadas pela Caema a fim de romper com o problema histórico que afeta milhões de maranhenses. “Desde o começo do nosso governo temos feito o máximo para mudar esse quadro. Nestes meses já realizamos reparos e intervenções emergenciais em várias cidades maranhenses. E vamos ampliar cada vez mais a nossa capacidade de dar respostas concretas aos graves problemas de fornecimento de água em diferentes lugares”, destacou o governador Flávio Dino.
 Através do programa serão implantados Sistemas Plenos de Abastecimento de Água nos 30 municípios beneficiados com ações do ‘Mais IDH’. O primeiro sistema será inaugurado no município de Primeira Cruz, no próximo dia 20.
 Emergencialmente, para reforçar o abastecimento de água na região central, o governo está investindo R$ 1,5 mi em obras de perfurações de seis poços. O primeiro deles, com vazão de 40 mil litros de água por hora, já foi inaugurado no Bairro de Fátima. Nos próximos dias, será inaugurado o poço da Praça Catulo, na Vila Passos. Outros quatro poços estão sendo perfurados na Praça da Misericórdia, no Centro; Parque do Bom Menino, Outeiro da Cruz e Monte Castelo. Todos entrarão em operação até o mês de julho.
 O programa ainda prevê a conclusão da reforma parcial do sistema Italuís. Porém, para por fim ao histórico rodízio de água na capital, mais do que uma simples reforma, a administração estadual investirá R$ 100 mi no reforço de vazão do Sistema Italuís. A instalação da elevatória na altura do km22 da BR-135 vai reforçar o bombeamento de água do sistema, aumentando em 75% o fornecimento de água na Ilha. O que representa mais do que meros paliativos, resolvendo, em definitivo, o problema de intermitência.
 Está também em desenvolvimento o programa de combate a perdas, visto que a média de desperdício de água tratada é de aproximadamente 60%. Uma das ações será a implantação de 130 mil hidrômetros em São Luís e troca de rede de distribuição.
 O presidente da Caema, Davi Telles, destaca que esse arcabouço de ações revela a prioridade do programa ‘Água para Todos’ na gestão do governador Flávio Dino. “Nestes meses de gestão consolidamos investimentos que nos permitem dizer que o Maranhão já experimenta hoje o maior ciclo de investimento público em abastecimento de água desde o Italuís, do início da década de 80. Esses investimentos vão desde a fundamental obra do reforço de vazão para acabar com o rodízio histórico de água na capital, passando pelos mais de R$ 70 milhões nos sistemas de abastecimento pleno das sedes das cidades do ‘Mais IDH’ e chega até os R$ 20 milhões para execução imediata em Imperatriz na recuperação do sistema de captação, tratamento e distribuição”, aponta o gestor da Caema.

quinta-feira, 11 de junho de 2015

A luta da Vereadora Rose Sales pela licitação do Transporte Público da capital

Parlamentar luta para que o processo de licitação transcorra de forma transparente e com                                                                          participação popular.


O Projeto de Lei Complementar nº 76/2014 (PLC) apresentado pelo prefeito Edvaldo Júnior que propõe a “licitação do transporte público de São Luís”, e que foi levado à Câmara de Vereadores da cidade no final do ano passado, foi apresentado com várias irregularidades, que foram previamente reclamadas pelos vereadores Rose Sales (PP) e Fábio Câmara (PMDB).

O assunto foi amplamente discutido em Fevereiro/2015 em 8 horas de audiência pública, na câmara de vereadores, proposta por Rose Sales. Porém, com muita estranheza a Câmara e o povo foram surpreendidos com o envio de uma nova matéria no apagar das luzes, enxertada de novos ditames dentro da matéria anterior, mantendo o mesmo protocolo e a mesma numeração de 2014, porém, com assinatura do prefeito datada de maio/2015, transparecendo como se pouco ou nada tivesse sido alterado no PLC. A parlamentar notou que os vários itens do documento mais uma vez continham falhas/abusos que, se aprovados, poderiam provocar grandes problemas sociais, retirando direitos que prejudicariam a sociedade ludovicense. Entre eles podemos citar:

1 – Apresentação do Plano de Mobilidade Urbana como decreto; conforme o Plano Nacional de Mobilidade Urbana é necessário que hajam audiências públicas com participação social ampla.
2- Concessões de até 35 anos para empresas rodoviárias; a vereadora propõe que esse tempo seja de até 20 anos.

3 – Subcontratações de empresas, sendo terceirizados os serviços pelas empresas ganhadoras do certame; a vereadora sugere que as empresas vencedoras apresentem qualidade estrutural suficiente para prestar serviços eficientes e dignos à população.

4 – Regulamentação do transporte público de São Luís via decreto; dessa forma esvazia-se o papel da Câmara e a garantia de participação popular.

5 – Não honra o compromisso de garantir a participação do transporte complementar (vans e micro-ônibus ) no processo de licitação; a vereadora propõe que 30% da frota tenha transporte complementar.

6 – Não esclarecimento dos critérios, da periodicidade e nem assegura a discussão pública sobre o aumento de tarifas.

Ainda de acordo com o documento apresentado pelo prefeito Holanda Júnior, se o projeto de lei complementar fosse aprovado pela Casa, haveria revogação (anulação) de várias leis que beneficiam os usuários do transporte coletivo na capital, por outro lado, o Prefeito criaria o monopólio de linhas entre bairros, ao derrubar a lei anti monopólio n. 3430/96, no seu Artigo 50, com o seguinte teor:


"Parágrafo Único - nenhuma empresa ou conglomerado de empresas do setor de transporte coletivo poderá operar mais de 20% (vinte por cento) do sistema".

Em nenhum momento do documento apresentado pelo prefeito é citado a Lei Estadual 8.200/2004 regulamentada pelo Decreto 21.342/2005, que:
“Regulamenta o sistema de meia-passagem nos transportes coletivos, entre os Municípios de São Luís, São José de Ribamar, Raposa, Alcântara e Paço do Lumiar, nas linhas compreendidas como semiurbanas, conforme previsto na Lei Estadual nº 8.200, de 09 de dezembro de 2004”.

A vereadora Rose Sales estudou minuciosamente todas as leis que Edvaldo Junior estaria revogando, caso documento fosse aprovado. "O prefeito deliberou os meios de comunicação de que foi um equívoco anunciada revogação da meia passagem estudantil (lei n.4.305-2014), porém afirma que não se trata disso: foi má fé! Pois, no artigo 24 da PLC 076/14, ele derruba várias leis que são direitos historicamente conquistados, como”:

1º Lei Municipal 3.430 dispõe sobre o serviço público de transporte coletivo urbano do município de São Luís, nos termos do artigo 208 da lei orgânica municipal, e da outras providências;

2º Lei Municipal 3.613/97 trata da assistência domiciliar aos portadores de AIDS;

3º lei municipal 3.676/98 cria o sistema de bilhetagem automática no serviço de transporte coletivo urbano do município de São Luís e da outras providências;

4º Lei Municipal 3.733/98 dispõe sobre a Gratuidade do transporte coletivo urbano às pessoas portadoras do HIV e da AIDS que se encontrem em tratamento médico e que estejam desempregadas ou que façam, na forma da lei, declaração de pobreza, e da outras providências;

5º Lei Municipal 3.954 determina que 10% (dez por cento) da rota de ônibus que faz o transporte coletivo, no município de São Luís, deverão possuir elevador mecânico, para o uso de deficientes físicos, e da outras providências;

6º Lei Municipal 4.029/02 estabelece prioridade ao idoso, no atendimento dos serviços públicos, diretamente ou através das concessionárias desses serviços, de instituições comerciais e financeiras que tenham atuação no âmbito do município de São Luís, criando um selo de prioridade ao idoso no serviço público a ser colocado nos processos que lhe interessem diretamente e da outras providências;

7ºLei Municipal 4.328 dispõe sobre a regulamentação dos ARTS. 214- 215 da lei orgânica do município de São Luís, que assegura a gratuidade no sistema de transporte coletivo urbano às pessoas maiores de 65 (sessenta e cinco) anos, aos deficientes físicos, mentais e sensoriais e da outras providências;

8º DECRETO nº 33144/2007 fica aprovada, em texto único, a consolidação das leis tributárias do município de São Luís, que compreende as disposições do Código Tributário Municipal (lei nº 3758, de 30 de dezembro de 1998) e das leis de nº 3.946, 28 de dezembro de 2000; 4.019, de 27 de dezembro de 2001; 4.136, de 30 de dezembro de 2002; 4.266, de 03 de dezembro de 2003; 4.430, de 30 de dezembro de 2004; 4.434, de 30 de dezembro de 2004; 4.746, de 28 de dezembro de 2006; e as disposições da lei complementar federal nº116, de 31 de julho de 2003.

Depois que Rose Sales contestou duramente a aprovação da matéria no afogadilho (03/06/15), ao lado do vereador Fábio Câmara, o Executivo pediu de volta o Projeto para correção, graças à competência e insistência posta pelos vereadores.


A parlamentar, de maneira competente, elaborou várias emendas, aguardando o retorno da apreciação da matéria. Quando forem retomadas a discussão sobre a licitação do transporte público na capital, a parlamentar entrará com uma representação no Ministério Público Estadual, nas promotorias do consumidor e de probidade administrativa para que esse PLC assegure de fato uma licitação dos transportes de forma democrática, transparente com eficácia de resultados em favor da população.

A luta por um melhor transporte público na cidade já é uma realidade vivida pela própria vereadora Rose Sales: “Eu não sou contra a licitação do transporte público, muito pelo contrário, eu já busco isso há muito tempo, mas quero garanti que a prefeitura faça com transparência, consistência técnica e participação popular.” frisou a parlamentar.

quarta-feira, 10 de junho de 2015

A picaretagem no jornalismo maranhense

Apesar da recente publicação questionando a postura da OAB, acerca da cobrança para aquisição do crachá de acesso ao fórum de São Luís, num ponto específico, ou seja, na defesa da prerrogativa do advogado, em não dividir espaço no mercado de trabalho com aqueles desabilitados, não posso deixar de externar a admiração que nutro pela entidade, orgulho, que, infelizmente, não tenho enquanto jornalista.
Como profissional da imprensa, por conta de um preceito constitucional, sou obrigada a conviver, rotineiramente, com forasteiros despreparados, e sem a devida cognição acadêmica, o que, no mínimo, implica ignorância aos princípios e fundamentos que consubstanciam a Comunicação Social, enquanto ciência responsável pelo estudo dos meios de comunicação de massa.
Hoje, eu e os meus verdadeiros colegas, infelizmente, dividimos espaço com picaretas, que ainda se intitulam “profissionais”, sem nem ao menos saber o real significado da expressão utilizada. Refiro-me aquela meia dúzia de canalhas que além da falta do conhecimento acadêmico, não possuem o padrão ético-moral indispensável aos formadores de opinião.
Criaturas desonestas que desvirtuam a essência do jornalismo, utilizando o ofício, apenas, para se beneficiar, abrindo empresas e transformando-se em prestadores de serviço junto à administração pública. Trapaceiros desprezíveis que se intitulam os “arautos da moralidade”, no entanto, na prática, são piores que os “batedores de carteira”, aqueles que abordam o cidadão e utilizam a clássica frase, “mãos ao alto”.
Impostores que não são o que aparentam quando estão diante de um microfone ou de uma câmera de televisão, pois, na essência, são propineiros, que usam o poder da mídia, assim como aqueles que criticam, para abarrotar o bolso com o dinheiro saqueado do erário público.
Seres hipócritas que falam em dignidade, honestidade e decência, mas que ao vislumbrar a aquisição de um carro do ano, uma casa bem localizada, e uma vida de alto padrão, esquecem que essas conquistas devem advir da combinação competência x trabalho, e não do mau-caratismo.
Indivíduos baixos, sem escrúpulos, senso crítico e nem vergonha na cara, que muitas vezes batem no peito se achando “os caras”, dizendo que fazem e acontecem, porém ao virar a esquina ou passar por um corredor de um órgão público, são taxados como bandidos, pilantras e escroques, e o que é pior, ainda vislumbram com naturalidade tais adjetivações.
Embusteiros que enquanto estão sendo pagos, alguns a peso de ouro, se fazem de cegos, surdos e mudos, entretanto, tão logo deixam de receber o faz me ri, ainda se acham moralmente capazes de tecer criticas ao outrora patrão.
É, lamentavelmente, precisamos reconhecer a dificuldade da nossa entidade classista em nos proteger da convivência com esse tipo de “profissional mela mão”, nos obrigando a projetar nosso olhar, às vezes, para o chão, visto que, quando somos atacados, temos o dever de nos defender.  Fora isso o melhor é seguir o conselho da colega Katia Persovisan, não devendo olhar muito para baixo, haja vista que existem certas pedras que nos impedem de olhar o brilho do sol.
Mas antes de finalizar, muito embora esteja tecendo duas críticas aos intrusos, aqueles que não tiveram competência para ladrilhar o caminho correto, não poderia deixar de referendar e, ainda, externar, o meu respeito às exceções, digo, a alguns dos ícones de nossa profissão, que mesmo sem a formação acadêmica, muitas contribuições deixaram ao jornalismo brasileiro e maranhense. Isso foi possível, acredito, pela profunda convivência com textos de qualidade, associado ao balizamento de suas práticas profissionais em consistentes princípios éticos, alicerçado, acima de tudo, por valores como dignidade, caráter e respeito mútuo ao próximo.

Autor: Itamargarethe Corrêa Lima (Jornalista, advogada e pós-graduanda em Direito Tributário)

terça-feira, 9 de junho de 2015

Eleita nova presidente da UNE, estudante Carina Vitral promete radicalizar

Pela primeira vez na história da entidade terá uma sucessão entre mulheres; Estudante de economia da PUC-SP estará à frente da UNE pelos próximos dois anos
Terminou no domingo 07/06, em Goiânia, o 54º Congresso da União Nacional dos Estudantes, que elegeu a paulista Carina Vitral, estudante de Economia da PUC-SP, nova presidenta da entidade. A plenária final do encontro contou com a participação de 4.071 delegados, representando mais de 98 por cento das universidades do país, consolidando esse como um dos maiores Congresso já realizado pela UNE. A plenária final do Congresso definiu também os rumos e posicionamento da UNE na atual conjuntura do país.

Natural de Santos (SP), 26 anos de idade, Carina Vitral foi presidenta da União Estadual dos Estudantes de São Paulo (UEE-SP) nos últimos dois anos e esteve à frente da juventude na conquista do passe livre estudantil nos transportes do estado.
Defende maior empenho da UNE na regulamentação do ensino superior privado, ampliação da assistência estudantil, mudanças na política econômica do país, taxação das grandes fortunas e a reforma política democrática com o fim do financiamento privado de campanhas.
CONGRESSO
O Congresso da UNE foi realizado entre os dias 3 e 7 de junho e reuniu mais de 10 mil estudantes de todo o país em Goiânia. Foram realizados mais de 50 debates na UFG, na PUC-GO e na Praça Universitária, atos públicos, atividades culturais e uma passeata pelas ruas da capital goiana contra os cortes na educação.
Como nova presidenta da UNE, ela acredita que o Brasil vive um momento delicado do ponto de vista político e econômico: “Temos que defender a democracia, combater a atual política de cortes, principalmente da área da educação, precisamos estabelecer a taxação das grandes fortunas, criar um projeto de desenvolvimento, fortalecer a indústria nacional, reduzir os juros”, defende.
ELEIÇÃO
Carina foi eleita pela chapa “O movimento estudantil unificado contra o retrocesso em defesa da democracia e por mais direitos”, que obteve 2.367 dos votos de um total de 4.071, o que representa 58,14 por cento.
Também participaram da eleição a chapa “Eu acredito que você vai gritar junto”, que obteve 34 votos; a chapa “Campo popular que vai botar a UNE pra lutar”, que obteve 724 dos votos; a chapa “Contra os cortes. Coragem para lutar”, que obteve 242 votos; e a chapa “Oposição de Esquerda”, que obteve 704 votos.
Carina Vitral sucede a pernambucana Vic Barros na condução da entidade. Essa é a primeira vez que a UNE tem duas presidentas consecutivas, mostrando a atual força e a participação cada vez maior do movimento de mulheres dentro da entidade e nas universidades.
Além disso, é a primeira vez que os cargos da presidência e também da vice-presidência serão ocupados por mulheres. Ao lado de Carina estará a estudante Moara Correa Saboia, 25 anos, estudante de Engenharia Civil da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).
Com informações: Jornalista e Blogueiro Domingos Costa

Senador Magno Malta diz que Parada do Orgulho Gay ‘passou dos limites’ em SP


Contundente pronunciamento do senador Magno Malta pedindo ao Ministério Público
para apurar os crimes cometidos com verba pública na polêmica e escandalosa Parada Gay em São Paulo.
O senador Magno Malta (PR-ES) disse, em discurso ontem segunda-feira (8), que a Marcha do Orgulho Gay, realizada no domingo, em São Paulo, “passou dos limites e semeou a intolerância e o desrespeito à liberdade religiosa”, ferindo princípios constitucionais e o Código Penal.
Magno Malta relatou que participaram da marcha homens nus usando cruzes como tapa-sexo, enquanto um travesti preso a uma cruz, com coroa de espinhos e ensanguentado, fazia numa referência a Jesus. O senador disse que houve também escárnio a imagens de Nossa Senhora.
Diante disso, Magno Malta decidiu pedir ao Ministério Público Federal que entre na Justiça, com uma queixa-crime ou peça a abertura de inquérito contra os organizadores do evento que contou, inclusive, com patrocínio da Caixa Econômica Federal e da Petrobras.
– Esse país é cristão. E agora, aqui, eu falo em nome de milhões de cristãos brasileiros, cristãos católicos, espíritas, evangélicos do país inteiro, cobrando uma posição em nome deles . Há uma revolta generalizada com essa atitude nefasta, inescrupulosa e reprovável.Vocês passaram do limite. Não é assim que se faz – disse o senador.
Magno Malta disse que, nos últimos dias, participou da “Marcha para Jesus” em São Paulo, Rio de Janeiro e Manaus, movimento pacífico e ordeiro em defesa da família tradicional, do Brasil e do fim da corrupção.
– Se, nesses eventos, a bandeira do movimento gay tivesse sido queimada ou se tivesse havido patrocínio da Caixa ou da Petrobras, certamente seria um escândalo – disse o senador.
Com informações : Jornalista Domingos Costa

quarta-feira, 3 de junho de 2015

Lojas poderão abrir no feriado de Corpus Christi



A Câmara de Dirigentes Lojistas informou que o comércio de São Luís poderá funcionar no feriado de Corpus Christi, na próxima quinta-feira (04). O funcionamento é permitido pela Convenção Coletiva de Trabalho, assinada entre empregadores e empregados do comércio.

 Com isso as lojas da Rua Grande, ou pelo menos algumas delas, devem ficar abertas no feriado das 8h às 14h. Já para as lojas instaladas em shoppings centers, o horário permitido de funcionamento é das 14h às 20h.

 O trabalho nessa data é extraordinário, e a empresa que utilizar a mão de obra de seu empregado deverá pagar uma gratificação no valor de R$ 30 ao final do expediente.

Com informações: Idifusora