sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Vila Esperança abraça Chaguinhas em caminhada rumo à vitória



A caravana Chaguinhas 11789 esteve no bairro da Vila Esperança na tarde da última quinta–feira (29), onde reuniu vários populares que se engancharam na grande caminhada da vitória.

Ao longo de todo o percurso, Chaguinhas recebeu palavras de carinho e apoio a sua candidatura, onde o povo sempre teve voz e vez, segundo o morador Ricardo Amaral. O candidato cidadão sempre representou muito bem os ludovicenses na Câmara Municipal e que Chaguinhas merece permanecer nessa luta.

“Chaguinhas sempre me representou muito bem na Câmara. Acompanho ele desde seu primeiro mandato. Homem forte, humilde e que sempre esteve verdadeiramente na defesa do povo. Participo dessa caminhada com bastante alegria, crendo na nossa vitória no dia 2 de outubro, quando eu irei votar de coração em Chaguinhas 11789”, finaliza.

Sentindo-se agradecido pelo carinho e apoio de diversos cidadãos ludovicenses, Chaguinhas agradeceu a todos pela manifestação de apoio ao longo de toda campanha. Em tempo, Chaguinhas também pontuou que fez uma campanha limpa, e que no dia 2 de outubro as urnas irão confirmar a vitória do candidato cidadão.

“Agradeço a todos pelo carinho e apoio que recebi ao longo de toda a nossa caminhada. Por onde passei, senti a energia do povo e o desejo de que o nosso trabalho desenvolvido nas comunidades e a minha luta em defesa de todos daremos continuidade. Agradeço de coração à Ilha do Amor e no dia 2 de outubro sairemos vitoriosos”, afirmou.


Ministro da Defesa garante a Eliziane medidas imediatas para garantir segurança em São Luís



O ministro da Defesa, Raul Jungmann, em conversa por telefone, garantiu à candidata à prefeitura de São Luís, Eliziane Gama (PPS), que a pasta está tomando providências imediatas para garantir a segurança da população da capital maranhense que sofre as consequências de uma onda de violência nestas últimas semanas.

Entre a noite desta quinta-feira (29) até a tarde desta sexta (30), pelo menos 5 ônibus coletivos foram queimados em ruas da cidade e da região metropolitana. Um escola foi incendiada no início da noite. Agências bancárias também foram alvo de bandidos.

Gama solicitou, nesta sexta-feira, ao ministro o apoio do Exercito para garantir segurança ao povo ludovicense.

“São Luís está sitiada. Há uma situação de instabilidade social há poucos horas do início da votação o que exige pronta resposta do Estado. Pedimos providências ao Ministro da Defesa para que avaliasse nossa solicitação de enviar o Exército para acompanhar o pleito e garantir a segurança necessária para a população local”, destacou Eliziane Gama.

Segundo Eliziane, o ministro da Defesa garantiu estar tomando providências imediatas para garantir a normalidade nas ruas, nestas horas que antecedem a votação em primeiro turno.

“O ministro nos disse ainda que já manteve contato com o comando do Exército em São Luís, no sentido de garantir ação das tropas na cidade”, finalizou.

Wellington é recebido com festa na Zona Rural


O candidato da coligação “Por Amor a São Luís”, Wellington 11 (PP), realizou mais uma grande carreata, na manhã dessa sexta-feira (30). Acompanhado de vereadores e de seu vice, Roberto Rocha Júnior (PSB), Wellington  visitou bairros da Zona Rural, dentre eles a Vila Itamar, Vila Nova República, Maracanã, Vila Industrial, Vila Esperança e Tibiri. Durante o percurso, Wellington foi recebido com festa pelos moradores e pode observar de perto a situação de abandono em que o prefeito deixou a Zona Rural, com ruas quase ou totalmente intrafegáveis por conta de buracos, além de outros problemas. 

“A Zona Rural precisa ser vista como parte de São Luís. Não podemos excluir a população e permitir que esse abandono continue. Por isso, eu reforço meu compromisso em trabalhar para resolver os problemas da nossa cidade. Receber esse carinho, incentivo e ver que as pessoas acreditam nesse novo jeito de fazer política é o que nos motiva a prosseguir e querer trabalhar mais ainda por uma São Luís melhor.”, declarou Wellington.

São Luís pegando fogo e Márcio Jerry só preocupado em eleger seus candidatos no interior…



O secretário de Articulação Política do governo Flávio Dino (PCdoB),  jornalista Márcio Jerry, parece viver em um mundo próprio, uma ilha da fantasia comunista.

Ontem, por exemplo, ele passou o dia inteiro tentando gerar mais um factoide contra Wellington do Curso (PP), adversário dos eu candidato em São Luís, Edivaldo Júnior (PDT). E, perdido nos ataques, nem percebeu que as facções criminosas mandaram recados a tarde inteira ameaçando queimar ônibus.

E à noite, enquanto Jerry ajudava a preparar Holandinha para o debate da TV Mirante, o caos tomou conta de São Luís, com incêndio de ônibus em vários bairros.

E Jerry sequer comentou o assunto no Twitter.

Hoje, ao invés de dar uma resposta pública do governo para o caos, ele preferiu continuar fazendo campanha para os candidatos do PCdoB.

Já está em Mirador, em campanha para o candidato do seu partido. E a única referência à polícia, é um comentário a um post do “blog dos leões”, que diz que a PM irá garantir eleições limpas.

E o povo de São Luís que se vire com as facções.
Este é o governo da mudança…

Blog Marco Aurélio D'Eça



quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Zé Martins e Sismubeq pensam educação em Bequimão como futuro



Convidado pelo Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Bequimão (Sismubeq), o prefeito Zé Martins (PMDB) fez uma prestação de contas do trabalho realizado em seu primeiro mandato, destacando as ações que melhoraram a saúde, educação, infraestrutura, assistência social e revitalização do esporte e cultura do município. Na reunião que aconteceu na última quinta-feira (29), o prefeito, que é candidato à reeleição pela coligação “Pra fazer muito mais”, também apresentou suas novas propostas para os próximos quatro anos.
Na Carta Aberta aos Servidores e Servidoras, lida no início da reunião, Zé Martins enumerou os benefícios conquistados pelo funcionalismo público em sua administração, como o pagamento de adicional noturno na totalidade de 20%; adicional por insalubridade aos servidores da Saúde, ETA e aos agentes de limpeza; quinquênio aos servidores efetivos sócios do Sismubeq; abono aos professores, sem o desconto Previdenciário; garantia de 1/3 da jornada de trabalho aos professores; garantia de mais de 100 promoções aos professores graduados e especialistas; acordo judicial de desconto mensal de 2% do Fundo de Participação do Município para pagamento de ações judiciais; e licenças para tratamento de saúde e licença prêmio travadas pela gestão anterior.
O prefeito destacou suas propostas para avançar na valorização dos servidores públicos. Ele pretende investir em mais cursos de capacitação continuada; implantar o programa que garanta um notebook com acesso à internet a cada professor da rede municipal; a Reformulação do Plano de Cargos e Salários e do Estatuto do Servidor. A equipe do Sismubeq também apresentou uma plataforma, com reivindicações para a nova gestão. O prefeito Zé Martins assinou o termo de compromisso, assim como fez na campanha passada.
“Assim que eu cheguei aqui, eu falei logo com a professora Vande Lourdes [presidente do Sismubeq], porque eu sabia que eu tinha assinado um documento em 2013. Eu falei: professora, nós avançamos? Ela disse assim: avançamos. Então, eu não tenho medo de assinar essa, porque eu sei que nós vamos avançar também”, enfatizou o prefeito.
Entre as reivindicações do sindicato está a continuidade da polarização da educação, realizada pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), em trabalho conjunto com o Sismubeq, pais de aluno e profissionais da educação. Quando o candidato César Cantanhede (PSDB) participou de um evento semelhante, no dia 20 de setembro, ele titubeou em assinar o termo de referência, insistindo na ideia de retomar as escolas com turmas multisseriadas.
“Uma das propostas de adversários nossos me chamou atenção desde que eu li. Eu entendo que, quando nós acabamos com as turmas multisseriadas, foi uma das questões que fez com que o IDEB aumentasse. Eu estou sendo criticado por isso. Eles criticam e querem retornar é porque não têm compromisso com a qualidade da educação de Bequimão, porque se eles tivessem não me criticavam. Eles sabem que é errado”, dispara Zé Martins, ao finalizar sua participação na reunião.

Chaguinhas realiza caminhada e é aclamado nos Bairros Vila Brasil, São Bernardo e Jardim São Cristovão II


O candidato à reeleição Chaguinhas 11789 realizou na tarde e noite da última quarta-feira (28), a caminhada rumo à vitória nos Bairros Vila Brasil, Jardim São Cristovão II e São Bernado. Com vários serviços prestados naquela região, Chaguinhas foi aclamado por populares que renovaram mais uma vez o voto de confiança nele.

“Ele sempre foi e sempre será o meu candidato. Conheço o trabalho dele aqui na minha comunidade. Participo ativamente a 10 anos de seus projetos sociais. Chaguinhas não é um candidato que presta serviço à população somente em época de eleição. Mas um candidato cidadão que sempre sentiu a dor do povo, que sempre esteve ao lado do povo, que sempre se preocupou com todos, especialmente a mim, que tenho 66 anos de idade. Carrego a bandeira do 11789 no coração. E eu confirmo e digo sim à reeleição do meu candidato cidadão”, disse dona Marta Cristina.

Com o carinho do povo e com um brilhante trabalho social desenvolvido há mais de 10 anos nas comunidades, a população, a cada dia, nas caminhadas, comprova e afirma que esse trabalho não pode parar, pois com Chaguinhas de novo, o povo será vitorioso.




Candidato Wellington denuncia monitoramento e pede proteção a PF e à Assembleia Legislativa

O deputado estadual Wellington do Curso (PP), candidato a prefeito de São Luís pela coligação “Por amor a São Luís”, protocolou há pouco na presidência da Assembleia Legislativa, um pedido para que a Casa solicite da Polícia Federal investigação sobre suposto monitoramento contra ele.

O parlamentar informa em ofício encaminhado ao presidente da Casa, deputado Humberto Coutinho (PSB), que estava sendo perseguido e fotografado por homens em uma Toyota Hilux preta (veja acima) e solicita apoio dos federais para identificar quem o monitora.






terça-feira, 27 de setembro de 2016

Eliziane diz que cancelamento de debate na difusora é manobra para proteger prefeito



A candidata à prefeitura pela coligação São Luís de Verdade, Eliziane Gama, lamentou o cancelamento do debate entre os candidatos que disputam o Palácio La Ravardiére,  que seria realizado na noite desta terça-feira (27) na TV Difusora. Para Eliziane, a suspensão do debate foi feita para proteger o atual prefeito da capital maranhense.

Eliziane diz que o cancelamento prejudica a população que teria ali naquele espaço a oportunidade de conhecer todos os que disputam a eleição para a prefeitura de São Luís.

Advogados da coligação São Luís de Verdade entraram no Judiciário maranhense com ação para tentar reverter o cancelamento do debate.

“Retiraram o seu direito de conhecer quem são os candidatos que se se propõem a governar a nossa cidade. Este cancelamento está muito estranho. O atual gestor disse que iria para este debate. Ele não foi a nenhum outro. Hoje a TV Difusora está sob o comando do presidente do PDT, partido que é do prefeito. Para mim, está muito claro: foi uma manobra política para proteger o atual gestor de São Luís”, destacou.

Para a candidata do PPS, haverá outros espaços para discutir e apresentar propostas para a cidade. E que a batalha no campo das ideias e da verdade continua.

“É lamentável o cancelamento deste debate na difusora, mas não é desanimador. Teremos o debate na Mirante onde o eleitor terá a oportunidade de conhecer ainda mais a verdade sobre os candidatos em São Luís”, disse.

O debate na Mirante será realizado na próxima quinta-feira (29), às 22 horas.


Pesquisas mostram resultados divergentes em Bacabeira

Duas pesquisas divulgadas hoje mostram resultados divergentes. Enquanto a Instituto Data M mostra o prefeito de Bacabeira, Alan Linhares (PCdoB),  na frente na disputa, o levantamento divulgado  pelo Instituto Nacional Opinião Pública (INOP) mostra a candidata Fernanda Gonçalo (PMN) na liderança.


Na pesquisa DataM, registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob o número MA – 03240/2016 e contratada pela Associação Comercial de Bacabeira, Alan Linhares aparece com 52,5% das intenções de voto contra 39,3% de Fernanda Gonçalo (PMN). Um grupo de 3,6% preferiu não responder ou não sabe em quem votar. 4,6% responderam que não votariam em nenhum deles.


Já no levantamento do INOP, contratado pela Class Mídia – Comunicação & Marketing Ltda, registrada no TSE sob registro MA-03908/2016, Fernanda Gonçalo possui 48,68%% contra 40,87% do atual prefeito Alan Linhares (PCdoB). 10,45% dos entrevistados disseram que votam em nenhum dos dois e não souberam responder.

No quesito rejeição, Alan Linhares é o mais rejeitado com 41,80%, enquanto Fernanda Gonçalo possui apenas 31,48%. Não sabem ou não responderam representa 26,72%.

O INOP ouviu 756 eleitores em três bairros e onze povoados de Bacabeira. A pesquisa foi registrada no TSE sob registro MA-03908/2016 e tem margem de erro de 5% com intervalo de confiança de 95%.


.


Eleições 2016: Celular e máquina fotográfica são proibidos na cabine de votação


A cabina de votação é o local reservado da seção eleitoral em que o eleitor pode expressar, com total sigilo e inviolabilidade, seu voto na urna eletrônica. Assim, quando se dirigir à cabina de votação, o eleitor deve tomar cuidado para respeitar as proibições contidas na legislação eleitoral para que tudo corra dentro da normalidade no instante do voto.

Com o objetivo de assegurar o sigilo da votação, não é permitido ao eleitor, na cabina, o uso de celular (inclusive para tirar “selfie” do momento do voto). Também são proibidos máquinas fotográficas, filmadoras, equipamentos de radiocomunicação ou qualquer instrumento que possa comprometer esse sigilo. Cabe à mesa receptora reter esses objetos enquanto o eleitor estiver votando.

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Admar Gonzaga ressalta que “quando o eleitor se dirige ao local de votação, é necessário ter em mente que está ali para o exercício de um direito de alta relevância na sua condição de cidadão”. “É um momento solene, em que ele exerce o seu direito de se expressar democraticamente para escolher, dentre os candidatos que concorrem, aqueles que entenda serem os mais aptos para exercer os cargos em disputa: cargos que determinam o exercício, pelo prazo de quatro anos, do mandato de prefeito e vereador, por exemplo, que cuidam das competências executivas e legislativas, respectivamente, no plano municipal”, acrescenta.

Sobre o sigilo do voto, o ministro salienta que “tão importante é esse direito que o cidadão deve exercê-lo com absoluta liberdade, ou seja, é dever da Justiça Eleitoral zelar para que o eleitor vote sem qualquer assédio, intervenção ou constrangimento”. “Mais que isso, a garantia do sigilo do voto se projeta como benefício para a sociedade, haja vista que a percepção de liberdade, para se manter íntegra, não pode ser abalada por episódios que se convertam em desconfiança contra o processo democrático. Com efeito, atuar contra a liberdade do voto, em qualquer hipótese, tem repercussão contra os interesses da sociedade e do país como nação. Isso porque o direito ao voto livre e consciente é um direito de igual valor para todos os cidadãos que estejam no pleno gozo de seus direitos políticos”, afirma o ministro.

Admar Gonzaga alerta que atentar contra a liberdade do voto é crime, conforme previsto no artigo 312 do Código Eleitoral (Lei nº 4.737/1965).

 “Portanto, caso o eleitor se apresente ao local de votação portando algum tipo de equipamento (máquina fotográfica, filmadora, celular, tablet etc.) capaz de registrar o próprio voto, deverá ser advertido a não utilizá-lo pelos mesários a serviço da Justiça Eleitoral”, observa.

“No caso de desobediência ou que a utilização desse tipo de equipamento seja apenas percebida após o exercício do voto, o fato deverá ser registrado em ata, pelo presidente da Mesa Receptora, para fins de apuração da hipótese de crime ou outra espécie de ilícito, dentre os quais a corrupção eleitoral, que, além de igualmente constituir crime, pode determinar a cassação do mandato do eleito, caso se apure a participação direta ou indireta do eleito no ilícito”, destaca o ministro.

Lembrete

No momento de votar, o eleitor pode levar para a cabina uma “cola”, um lembrete, ou seja, um papel com os números de seus candidatos para que possa marcar na urna eletrônica.

Manifestação silenciosa

No dia da votação, é permitida apenas a manifestação individual e silenciosa da preferência do eleitor por partido político, coligação ou candidato, revelada exclusivamente pelo uso de bandeiras, broches, dísticos e adesivos

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Debandada

Domingos Dutra perde mais um aliado

O candidato a prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra (PCdoB), acaba de perder o apoio de mais um candidato a vereador de seu grupo.

Pastor Junior declarou agora há pouco apoio a Gilberto Aroso. Junior é o sexto candidato a vereador a desembarcar do grupo de Domingos Dutra somente este mês.

Coroadinho recebe carreata, caminhada, comício e declara Wellington próximo prefeito de São Luís




O Bairro do Coroadinho, um dos mais populosos de São Luís, deu uma demonstração de seu desejo de mudança e que não aprova e não aceita mais a gestão do prefeito Edivaldo Júnior (PDT). Cerca de 5 mil pessoas tomaram as ruas do Coroadinho e caminharam com o candidato da coligação “Por Amor a São Luís”, Wellington 11 (PP).
O que deveria ser mais uma caminhada de campanha, transformou-se numa grande festa cívica pela democracia. Ao chegar na praça na Rua da Felicidade, onde seria o encerramento da caminhada, um grande comício foi realizado.
Durante a caminhada, o povo recebia Wellington com festa. Os moradores saiam de suas casas para abraça-lo e declarar seu apoio numa clara demonstração de que o Coradinho vota na renovação e na atitude para mudar de verdade.

“ Nós fomos enganados por esse prefeito que está aí. Nossa comunidade não aceita mais ser colocada de lado. Não aceitamos mais sermos enganados. Fomos esquecidos e não é um pouco de asfalto que que vai fazer a gente votar errado novamente. Eu sou 11, sou Wellington”, disse Dona Raimudinha, moradora há mais de 30 anos.
As crianças eram pura alegria com a presença do próximo prefeito. E se podia notar a esperança no sorriso dos jovens. Como da jovem, Eduarda de 17 anos e que vota pela primeira vez esse ano. “ Confio que Wellington vai fazer muito pela nossa cidade, principalmente pela nossa educação. Ele já ajudou muitas pessoas a passar em concurso no seu cursinho, e a juventude precisa da educação para vencer na vida”.
Comício
O candidato a vereador , Nato Júnior, abriu o comício convocando todos para que no dia 02 de outubro votem em Wellington e assim pomham fim a uma administração que abandonou o Coroadinho. “ Aqui ninguém quer continuar com esse prefeito que está aí. Em nosso bairro falta uma creche, falta água, falta saúde de qualidade. Esse prefeito nos esqueceu e agora acha que pode ter nosso voto em troca de um pouco de asfalto, que é a obrigação dele. Por isso vamos votar no 11, vamos votar em um prefeito de atitude e coragem para resolver. Nosso prefeito é Wellington”, afirmou Nato Jr
Em seguida foi a vez de Wellington pegar o microfone. Ele foi direto ao ponto e disse que no dia 2 de outubro o Coroadinho tem o poder de decidir quem será o próximo prefeito de São Luís, não para administrar apenas no ano de eleição ou em seis meses, mas para administrar pelos próximos quatro anos. “São Luís tem um prefeito que durante três anos se escondeu, sumiu e desapareceu de maneira covarde, e a gora reaparece na televisão mostrando uma São Luís que não é a mesma que você e eu moramos. Andando pelas ruas do Coroadinho eu pude ver a tristeza no olhar das mães e das pessoas de não ter uma creche, de não ter uma escola de qualidade”.
Wellington finalizou seu discurso convocando o povo para lutar nesses próximos oito dias e impedir que a população sofra por mais quatro anos. “ Os próximos dias serão dias de luta, dias combativos, e eu convoco a todos para invadir as feiras, os bairros, todos os lugres. Esse prefeito que está aí, anda dizendo que já ganhou. Ele zomba do povo, porque acha que pode comprar o seu voto com asfalto, mas ele vai saber ao abrir das urnas que o povo tem memória”.
Carreta

Ainda na manhã deste sábado, acompanhado do seu candidato a vice-prefeito, vereador Roberto Rocha Júnior (PSB); lideranças políticas e comunitárias; e candidatos ao cargo de vereador, Wellington realizou no Polo Coroadinho, uma mega carreata com mais de 500 veículos que percorreu, além do Coroadinho, ruas do Bom Jesus, Alto da Esperança, Vila dos Nobres, dentre outros.
Por onde passou, o candidato progressista recebeu das pessoas o voto de confiança e a certeza de que, a partir de janeiro, São Luís tomará um novo rumo, pautado no desenvolvimento econômico e social; e com um olhar atento para as verdadeiras necessidades da população.
“Queremos um prefeito atuante, que esteja em contato permanente com a população com o objetivo de verificar os problemas e buscar soluções para resolvê-los. Já chega de um prefeito de gabinete, que tem medo de dialogar com o cidadão. Tenho certeza que no dia 02 de outubro, o polo Coroadinho irá confirmar Wellington 11 para prefeito de São Luís”, disse um dos candidatos a vereador da coligação.

domingo, 25 de setembro de 2016

Politicagem: Funcionário da prefeitura afirma: “Só terminamos a obra se Edivaldo ganhar”




Eleição sem lei o TRE  parece que nada ver, absurdos que acontecem a todo momento, o vídeo abaixo mostrar que funcionários da prefeitura deixam bem claro que só continuarão a obra que o prefeito tem obrigação de fazer se o atual gestor se eleger. Com informações do Blogueiro Filipe Mota
Cada dia que passa o titular desse blog fica mais pasmo com tanta burlação eleitoral, é fato que enoja e dá até ânsia de vômito, o atual prefeito quebra todas as regras eleitorais, usa obras como trampolim eleitoral e  até telejornais através de “pseudos jornalistas imparciais “para atacar o seus opositores, mas mesmo assim o TRE nada faz, veja o vídeo amigos  leitores e tire suas conclusões:
Tocador de vídeoFazer download do arquivo

Zé Martins e Magal arrastam multidão pelas ruas do Quindíua e Bequimão



No último domingo (18), o candidato a prefeito de Bequimão, Zé Martins (PMDB), acompanhado de seu vice, Magal (PT), arrastou mais uma vez uma multidão para as ruas de Bequimão. A caminhada, seguida por centenas de motos e carros, iniciou na Avenida Antônio Dino, no Ferro de Engomar.
O movimento começou cedo, na comunidade do Quindíua. Visitando as famílias, o prefeito destacou o trabalho já realizado no povoado, como a construção da Unidade Básica de Saúde do Quindíua, a recuperação da estrada vicinal, melhoria no sistema de abastecimento de água e uma quadra poliesportiva que está em construção.
Importantes lideranças locais aderiram à reeleição de Zé Martins. Ribamar de Pedão (candidato a vereador), Mário Gusmão, Pirró e Lôbo acompanharam o prefeito nas visitas de casa em casa, feitas desde o sábado (17).
 “A minha rua era um caminho de porco. Só andava gado, boi e atolava. Eu botava pintoba, atravessava. Ele fez essa rua, fez um posto, ele já fez um poço ali. A rua daqui pro Jacaretíua a gente passava era debaixo de lama. Tenho um posto de saúde na porta de casa. Melhorou de tudo a tudo”, reconheceu dona Perciliana Boas.
No Quindíua, houve ainda um bandeiraço pelas principais ruas e, no final da tarde, aconteceu uma grande reunião. Pelos projetos concretizados em Quindíua, a aceitação de Zé Martins cresceu consideravelmente em relação às outras eleições. O certo mesmo é que Quindíua se vestiu de vermelho no último domingo.

Luís Fernando disputa eleição em São José de Ribamar na condição de réu

Réu por improbidade, Luis Fernando Silva debocha do judiciário maranhense.
Certidões criminais que Luís Fernando (PSDB) teve que entregar à Justiça Eleitoral, mostram pelo menos duas ações em que ele é réu, acusado por desvio de dinheiro público.
Na Ação Penal 300-70.2016.8.10.0058 que corre na 2ª Vara Criminal de São José de Ribamar, Luís Fernando é réu por fraude em licitação, conforme o artigo 90 da Lei 8666/93. Se condenado, o candidato do PSDB na cidade balneária pode pegar de dois a quatro anos, e multa.
Em outra Ação Popular a de número 3001/2016 também no Termo Judiciário de São José de Ribamar, Luís Fernando é réu por improbidade administrativa.  As principais investigações contra o tucano se debruçam sobre improbidade, crimes de responsabilidade e contra a Lei de Licitações. Vários casos são referentes ao período em que estava à frente da prefeitura ribamarense – a mesma que ambiciona retomar este ano.


O assunto já foi abordado na imprensa anteriormente, mas de forma superficial, como se o candidato ainda estivesse sendo investigado. Na realidade a coisa está mais adiantada. Luís Fernando já foi investigado, denunciado à Justiça, com a denúncia acatada, e ele responde processo como réu, aguardando julgamento.
Aos poucos vamos descobrindo que o candidato a prefeito de São José de Ribamar pelo PSDB não é exatamente a pessoa que ele tenta se passar na campanha eleitoral. Mas para a velha imprensa, só vale manchete se o ficha suja for adversário do tucano.

A “nossa querida” justiça, sempre muito preocupada em investigar políticos corruptos, parece que não ficou preocupada em julgar a ficha suja do candidato do PSDB, por conta disso, mesmo na condição de réu em processos criminais, ação de improbidade administrativa ou ação civil pública, sem condenação definitiva, Luís Fernando pode registrar sua candidatura e se candidatar nas eleições deste ano.

Em caminhada, Chaguinhas é recebido com festa nas principais ruas do Jardim São Cristóvão



A caminhada rumo à vitória percorreu as principais ruas do bairro do Jardim São Cristóvão, onde a população recebeu com bastante carinho a caravana do 11789. Muito emocionada, dona Joana Amélia fala da importância de Chaguinhas permanecer no parlamento municipal , pois foi através dele que os idosos tiveram a atenção devida,  com projetos concretos para a comunidade.

“ Estou muito emocionada, porque conheço o Vereador Chaguinhas. Sei de sua luta em favor da população, em favor daqueles que mais precisam, em favor dos idosos. Participo há anos de um projeto que ele trouxe para o nosso bairro, fazendo com que as minhas tardes que antes eram tristes agora são felizes. Eu sou eternamente agradecida a ele, e sei que o trabalho dele não pode parar. O nosso povo merece ter Chaguinhas novamente na Câmara Municipal nos representando. Eu e minha família somos todos 11789", disse dona Joana, que não se conteve de tamanha felicidade. 



Ao longo de todo percurso, Chaguinhas pôde sentir a energia positiva do povo que acenava ao candidato cidadão, dando a ele todo apoio necessário para que a vitória seja concretizada no dia 2 de outubro.



sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Assim como em São Luis, Flávio Dino Vai levar uma ‘taca’ em Bequimão


O Governador Flávio Dino, nessas eleições, aposta em vários candidatos com uma ficha extensa de maus tratos com o povo.

Em São Luis, Dino e padrinho número 1 de Edivaldo, o prefeito  “marginal” – que está à margem da lei ─, tem usado e abusado das ações do Governo do Estado para se promover.

Acontece que EdeH e Flávio ficarão na sofrência a partir de 2017, quando o seu mandato  fracassado chega ao fim. Em Bequimão, a coisa não é diferente. Dino optou por apoiar o inexpressível Cesar Cantanhede. Mas já sabendo que o seu candidato irá levar uma taca do prefeito e candidato à reeleição Zé Martins, que está fazendo um trabalho brilhante no município maranhense. E, diga-se de passagem, que mesmo sendo perseguido pelos comunistas, Zé mostrou força, independência e atitude com trabalhos que beneficiam todo o povo.



quarta-feira, 21 de setembro de 2016

DOCUMENTO MOSTRA QUE PINÓQUIO ESCONDEU BENS DA JUSTIÇA ELEITORAL



Documento obtido pelo Blog ATUAL7 revela que o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), escondeu pelo menos dois imóveis de sua propriedade na declaração de bens apresentada à Justiça Eleitoral.

Na que pode ser acessada pelo sistema Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais, o DivulgaCandContas, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o pedetista informa que ficou mais pobre depois que virou prefeito, e que possui agora apenas um apartamento e um pequeno depósito bancário.

Contudo, de acordo com o documento obtido pela reportagem, Edivaldo é proprietário de dois apartamentos no bairro Renascença II, um no Edifício Mont Black e outro no Edifício Cordoba; e uma sala comercial no Edifício Comercial Lisboa, localizado no bairro do São Francisco.




O documento aponta ainda que, além de ter ocultado os bens, Edivaldo Holanda Júnior ainda se aproveitou de uma artimanha conquistada pela ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), nas eleições de 2006, e não agiu com transparência quanto ao valor do único imóvel informado por ele à Justiça Eleitoral.

Enquanto o sistema DivulgaCandContas 2016 informa que o Edifício Cordoba, onde o prefeito atualmente reside, custa R$ 190 mil, na Secretaria Municipal de Fazenda (Semfaz), o valor do mesmo imóvel é superior, de R$ 297.666,06.

Os outros dois imóveis, os ocultados da Justiça, custam R$ 119.185,55 e R$ 36.165,07. Todos estão com status de “ativo”.

A declaração de bens é uma exigência do Código Eleitoral de 1965, que determina que o registro de candidatura só pode acontecer com a apresentação de uma declaração de bens, incluindo “a origem e as mutações patrimoniais”. A declaração é ainda uma exigência da Lei Eleitoral, que expressa textualmente a necessidade da “declaração de bens, assinada pelo candidato” para que a candidatura seja considerada válida.


Essa transparência serve para que a sociedade exerça o controle sobre quais bens o candidato possui. No caso, dos candidatos que não escondem a verdade da Justiça Eleitoral e do eleitorado, como espertamente fez Edivaldo Holanda Júnior.

Mantida condenação de ex-prefeito de Pedro do Rosário

O desembargador Raimundo Barros foi o relator do processo (FOTO: Ribamar Pinheiro)

A 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) manteve a decisão da 1ª Vara da Comarca de Pinheiro, que condenou o ex-prefeito do município de Pedro do Rosário, Adailton Martins, a pagar R$ 824.536,95 a título de ressarcimento de danos causados ao erário, e multa no valor equivalente a 20 vezes a remuneração que recebia no cargo, em 2008.

O ex-prefeito teve as contas daquele ano desaprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE/MA), por realização de despesas com aluguel de veículos, aquisição de medicamentos, produtos hospitalares, materiais de expediente, gêneros alimentícios e outros, sem licitação.

A condenação de primeira instância, mantida pelo órgão colegiado do TJMA, ainda suspendeu os direitos políticos de Adailton Martins por oito anos, assim como o proibiu de contratar com o Poder Público pelo prazo de cinco anos.

O ex-prefeito apelou ao Tribunal de Justiça, alegando inexistência de dano ao erário e de dolo nas condutas praticadas. Entendeu que não houve configuração de ato de improbidade administrativa.

O desembargador Raimundo Barros (relator) destacou que as condutas descritas no artigo 10 da Lei de Improbidade Administrativa já trazem, em seu bojo, o elemento objetivo – lesão ao erário – o que rechaça a tese de não ocorrência de prejuízos aos cofres públicos.

O relator observou que, no caso, o agente público incorreu na conduta ímproba, ao deixar de fazer licitação para as despesas realizadas, o que impediu que fossem oferecidas propostas de preço e qualidade, por exemplo, mais favoráveis à administração pública.

Barros confirmou o entendimento do juízo de base, segundo o qual o apelante agiu com dolo, na medida em que, livre e conscientemente, agiu em desconformidade com a Constituição da República e com a Lei nº 8.666/93, desrespeitando o princípio da licitação.

Os desembargadores Ricardo Duailibe e Kleber Carvalho (convocado para compor quórum) também negaram provimento ao recurso do ex-prefeito, mesmo entendimento do parecer da Procuradoria Geral de Justiça.

Feirantes do São Francisco abraçam candidatura de Wellington 11


Comerciantes que trabalham na Feira do São Francisco, uma das mais tradicionais de São Luís, declararam, na última terça-feira (20), apoio ao deputado estadual e candidato a prefeito da coligação “Por Amor a São Luís”, Wellington 11 (PP).

Acompanhado de lideranças comunitárias e candidatos ao cargo de vereador, Wellington visitou o espaço público, oportunidade na qual recebeu, além de manifestações de carinho e de voto, reivindicações.

Os feirantes afirmaram que o espaço foi totalmente esquecido pela gestão do atual prefeito, Edivaldo Holanda Júnior. De acordo com eles, além de investimentos para a melhoria da infraestrutura, faltam condições adequadas de higiene.

Ao longo da campanha, Wellington tem visitado as Feiras e Mercados Públicos de São Luís. No São Francisco, a exemplo do que ocorreu em outras visitas, ele conversou com os comerciantes e almoçou com os mesmos no próprio espaço público.

O candidato progressista, durante o bate-papo, ratificou o compromisso de, a partir de janeiro, já na condição de prefeito da capital, executar um amplo plano de recuperação e revitalização das Feiras e Mercados da cidade.

“O retrato dos mercados de nossa cidade é o mesmo. Marcado pelo abandono e descaso por parte da prefeitura. Mudaremos essa realidade, dotando esses espaços de condições adequadas de trabalho e fazendo com que eles, de fato, sejam geradores de mais emprego e renda”, disse Wellington.

Os feirantes aprovaram a iniciativa do candidato progressista, afirmando que o mesmo, por já ter sido feirante, conhece bem a realidade de trabalho destes profissionais e tem soluções concretas para transformá-la para melhor.

“O deputado Wellington foi feirante. Conhece a situação das feiras e as condições que nós, comerciantes, desenvolvemos nossas atividades. Ele tem competência e atitude para resolver. Tenho certeza que, como prefeito, será o gestor que irá transformar a realidade dos mercados públicos de São Luís”, avaliou Alberto Lima, vendedor de frutas.

Para Iraneide Vieira, vendedora de frango, Wellington 11, diferentemente de Edivaldo Jr., não se esconde do povo e, tão pouco, dos problemas da cidade.


“O que o Wellington está propondo pode ser cumprido. Recursos existem. Infelizmente, não são aplicados corretamente pelo atual prefeito. Nós, feirantes do São Francisco, estamos com Wellington e no dia 02 de outubro votaremos no 11”.

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Ex-membro da UJS dispara contra a juventude ostentação do Governador: “Dizer que se importa com seus militantes e deixa eles passando fome por enquanto e ostenta com seu grupinho, é demais”.


O Ex-membro da UJS – União da Juventude Socialista, mais conhecida como “A Juventude do Governo da MuDANÇA”, Breno Costa usou as suas redes sociais para dizer algumas verdades sobre o que acontece dentro da sede da UJS e repudiou a falta de responsabilidade por parte de toda a diretoria da Juventude ao qual pertencia. Em seu desabafo, destacou vários pontos importantes.

“Apanhar na cara de machistas do PDT e se vender para eles por conta de dinheiro.”

“Dizer que não levantaria bandeira do 12 e posta foto quase beijando o prefeito.”

“Falar que Wellington é golpista, hááá. Mas Edivaldo Holanda estava na Avenida Litorânea com um monte de ricos gritando: Fora Dilma.”

“Dizer que se importa com seus militantes e deixa eles passando fome por enquanto e ostenta com seu grupinho.”

“Falar de entidade que não faz congresso, e no congresso da sua entidade se coloca como presidenta interinamente, quando é recusada com sua turma por todo Estado aos gritos: não me representa.”


Os leões rugem, os ratos enlouquecem, Mãe Dináh dá ordem a seus herdeiros, mas não tem jeito: o povo quer mesmo o W 11, quem tem atitude para resolver os problemas de São Luis


Faltando menos de 15 dias para as eleições municipais em todo o território brasileiro, aqui em São Luís a corrida eleitoral está bem polarizada entre os pré-candidatos com potências muito fortes. Um deles é o fenômeno Wellington 11.  O seu carisma, a sua atitude e um mandato brilhante no parlamento estadual fizeram do candidato o mais aceito e querido das comunidades da Grande Ilha.

De família humilde e com uma historia de superação, o Fenômeno W 11 tem sido alvo de ataques todos os dias por parte da imprensa organizada. Ligada aos leões e aos ratos, não aceita e jamais irá aceitar que um homem íntegro e que sempre esteve ao lado do povo se torne prefeito da Ilha do Amor.

Mesmo sendo apedrejado e fuzilado pelos leões e pelos ratos, W 11 continua crescendo a todo vapor, subindo ainda mais no conceito do cidadão como a melhor opção de voto.

Ao sentir que  mesmo rugindo não está afetando a candidatura do anseio popular, os Leões ordenaram os herdeiros da Mãe Diná para criar “factóides” contra W 11, forjando até pesquisas eleitorais, que recebem da Prefeitura valores elevados para agirem de má fé contra o povo. “É meu povo, os leões rugem, os ratos enlouquecem, Mãe Dináh alerta seus herdeiros, mas não tem jeito: o povo quer mesmo o W 11, que tem atitude para resolver os problemas de São Luis”.


segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Candidatos a vereador abandonam grupo de Domingos Dutra


Em vez de se preocupar com seu grupo, que esvazia a cada dia, o candidato a prefeito de Paço do Lumiar Domingos Dutra (PCdoB), tenta intimidar jornalistas com ações na justiça para evitar que a população tome conhecimento da debandada de candidatos e da humilhação sofrida por eles na sede do PCdoB, no Maiobão.

Somente esta semana, três candidatos com forte influência na política de Paço do Lumiar deixaram o grupo para declarar apoio a seu principal adversário na disputa pela prefeitura do município, Gilberto Aroso.

Segundo o candidato a vereador Roberval Costa (PCdoB), Domingos Dutra colocou à disposição de sua esposa, a candidata a vereadora Núbia Dutra(SD), toda a estrutura destinada pelo partido aos candidatos, fato que gerou revolta e motivou a saída de vários do grupo.

Ainda segundo Roberval, a coordenadora geral da campanha, Núbia Dutra é arrogante no trato com os filiados e candidatos, chegando a humilhar as pessoas. Ele disse que chegou a presenciar algumas cenas na sede do PCdoB, no Maiobão que o deixou triste e revoltado.

Roberval Costa confirma o que já havíamos divulgado onde o amigo Blogueiro Carlos Cesar está sendo alvo de Ação de Pedido de Resposta na Justiça Eleitoral do Paço do Lumiar por parte do casal Núbia e Dutra.

A reunião que eles tentam negar, aconteceu na sede do PCdoB, no Maiobão e tinha como um dos itens da pauta a ameaça de debandada de candidatos.

Ele também disse conhecer uma das pessoas responsáveis pela criação de uma página na internet criada para ajudar na divulgação da campanha e que foi alvo da ira de Núbia, que chegou a ameaçar denunciar ao Ministério Público e à Polícia Federal o autor da confecção da página.

“Núbia ficou irritada e disse que iria denunciar ao Ministério Público e a Polícia Federal o responsável por sua criação. Ela também exigiu a retirada imediata do ar”, relatou.

A ordem para distribuir um jornal com propaganda de Domingos Dutra com santinhos de Núbia Dutra como encarte sem que os candidatos tivessem conhecimento de sua existência também é confirmada por Roberval.

“Nós estávamos distribuindo os jornais sem saber que o material da candidata Núbia estava como encarte. Achei uma falta de respeito por parte de Dutra”, revelou.  

Roberval também confirmou que Domingos Dutra foi alertado de tudo o que estava acontecendo, mas não tomou nenhuma providência para resolver o problema e ainda validou todas as ações da esposa.