WB-Combate-Mosquito-960x90px

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Eduardo Braide destaca importância da comunidade Luso-Brasileira em visita ao Consulado de Portugal no Maranhão




O deputado Eduardo Braide visitou, nesta quarta-feira (26), a sede do Consulado de Portugal em São Luís. O parlamentar é autor da Lei 10.575/2017, que instituiu no Maranhão o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, a ser comemorado no dia 10 de junho.

"Fiz questão de vir pessoalmente ao Consulado para mostrar a importância desse instrumento, que espero, sirva para se dar mais atenção às comunidades portuguesas no Estado", destacou Eduardo Braide.

Para Abraão Freitas Valinhas Júnior, cônsul honorário de Portugal no Maranhão, ressaltou a importância da lei para a comunidade portuguesa. "É sempre preciso receber esses incentivos que reforçam a identidade cultural portuguesa. Ficamos gratos pela atenção do deputado Eduardo Braide às ações que realizamos no consulado", frisou o cônsul.

Também presente ao encontro, o presidente do Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Maranhão, Júlio Moreira Gomes Filho, manifestou os próximos passos do trabalho da comunidade. "Vamos trabalhar para ver instalada a Casa de Portugal no Maranhão", completou, ao entregar para o deputado Eduardo Braide, o diploma de sócio honorário do Conselho.

Em sua justificativa apresentada à Assembleia Legislativa do Maranhão, o deputado Eduardo Braide ressaltou a presença dos portugueses no Maranhão ao longo desses 500 anos, “materializada na arquitetura da capital São Luís e em outras cidades do Estado, onde os lusitanos constituíram famílias, integraram-se à comunidade e desenvolveram-se economicamente, notadamente na atividade comercial”, disse.

Eduardo Braide referiu-se, também, ao Prêmio Camões, criado em 1989, por Brasil e Portugal, “para homenagear autores cuja obra contribuiu para projetar a literatura da língua portuguesa no mundo.” Assinalou que esse prêmio, que é anual, já foi concedido 28 vezes, dos quais 12 o foram para brasileiros e, dentre estes, um maranhense, o poeta Ferreira Gullar, em 2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário