WB-Combate-Mosquito-960x90px

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Laudo das praias está vencido e site que deveria atualizar condições de banho está fora do ar

Último laudo de balneabilidade das praias foi divulgado em 20 de outubro,
antes da contestação dos professores da UFMA

Desde o dia 20 de outubro, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Sema) não divulga o laudo de balneabilidade das praias de São Luís. Conforme decisão da Justiça Federal, tomada com base em ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público Federal, a publicação do relatório com informações sobre as condições de banho da orla marítima da região metropolitana deve ser ampla e periódica (veja aqui). Com o laudo vencido, entrar no mar voltou a ser um risco para quem mora na Ilha ou está de visita. Com Informações do Jornalista Daniel Matos

Um detalhe reforça a suspeita em relação à suposta despoluição das praias: o site da Sema está fora do ar. A propósito, na manhã desta terça-feira (01/11), a página virtual da pasta de meio ambiente era a única dentre as hospedadas no site do Governo do Estado (www.ma.gov.br) que estava offline, conforme indica a mensagem exibida na barra de endereço a quem tentou acessá-la.


Propagandeada pelo Governo do Estado como feito fenomenal, mas colocada em xeque por especialistas, inclusive professores da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) com vasta experiência e estudos aprofundados sobre o assunto, para quem a limpeza é impossível em intervalo de tempo tão curto.

Antes da contestação pública dos laudos pelos docentes da UFMA, o Governo do Estado vinha divulgando a despoluição das praias semanalmente, conforme mandou a Justiça Federal, e com estardalhaço,  na mídia palaciana. Foi assim no dia 13 de outubro, uma quinta-feira, quando saiu o primeiro relatório indicando que toda a orla estava em condições para banho, e no dia 20. O relatório seguinte deveria ter sido publicado no último dia 27, o que não ocorreu.
A população aguarda o novo laudo, confirmando ou não que o mar de São Luís continua próprio para mergulho. Enquanto houver a pendência, toda a orla volta a estar sob suspeita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário