WebBanner_IPTUsite2

segunda-feira, 19 de novembro de 2018

Pesquisa suspeita de "maquiar" rejeição de Thiago Diaz é 100% tendenciosa e 1% vagabunda


O detalhamento das rejeições entre os eleitores aos principais candidatos que disputam à Presidência da OAB-MA , medidas pela pesquisa tracking do Instituto Prever- voltou a ser motivo de piadas nas redes sociais. Na sexta-feira, 17, o mesmo instituto já havia sido motivo de chacota após divulgar uma sondagem apontando vitória de Thiago Diaz no pleito da entidade com mais de 40%, omitindo os dados sobre rejeição.

Com a repercussão negativa, o Prever resolveu revelar os números dos demais cenários, mas novamente os dados foram questionados nas redes sociais. Um ponto estranho na pesquisa divulgada está intrigando os analistas. De acordo com o levantamento, a advogada Sâmara Braúna, que encabeça a Chapa 3, aparece com 6,5% de rejeição, número bem inferior aos seus concorrentes. Thiago Diaz e Carlos Brissac possuem o mesmo percentual de avaliação negativa, ambos têm 16,1%. Curiosamente o advogado Mozart Baldez aparece com 19,4% de rejeição. A pesquisa revelou ainda que 35,5% da classe não rejeita nenhum candidato.

O que chama a atenção é a soma dos números que totaliza 100,1%. Em função desse "ponto estranho", a credibilidade da amostragem vem sendo colocado em xeque. Nas redes sociais, advogados que se opõem a gestão de Thiago Diaz acusam o instituto de “maquiar” números para favorecer o atual mandatário da Seccional maranhense da OAB. Muitos dos internautas usaram a música ‘Aquele 1%’, da dupla sertaneja Marcos e Belutti, para criticar o levantamento que foi classificado como uma pesquisa "100% tendenciosa e 1% vagabunda".

MAIS CRÍTICAS NA INTERNET
Não é a primeira vez que pesquisa suspeita e tendenciosa tenta favorecer Thiago Diaz na disputa pela OAB. No mês passado, uma amostragem do Ibrapex - Instituto Brasileiro de Ensino e Pesquisa de Extensão Ltda., que apontava o candidato da Chapa 4 com 43% de intenção de votos também foi bastante criticada na internet. O principal motivo das críticas é que a empresa que realizou o levantamento estava com as atividades encerradas desde abril deste ano.

REVELAÇÃO DOS NÚMEROS

Segundo os analistas, a divulgação dos dados sobre o índice de rejeição acabou revelando detalhes sobre o índice de intenção de votos. Ou seja, se Baldez, numericamente, é o que tem a maior rejeição, isso significa que ele é o mais conhecido e mais cotado, isso porque, os menos rejeitados, tecnicamente, são menos conhecidos do eleitorado. Para explicar esse índice, o blog vai entrevistar um especialista nos próximos dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário