WebBanner_IPTUsite2

terça-feira, 21 de agosto de 2018

MP alerta lideranças religiosas sobre propaganda eleitoral em Imperatriz, onde Flávio Dino já teve agenda com evangélicos



Os promotores eleitorais Jadilson Cirqueira de Sousa (33ª zona eleitoral) e Joaquim Ribeiro de Souza Junior (65ª zona eleitoral) emitiram Recomendação, em 8 de agosto, aos capelães, dirigentes de entidades ou associações religiosas de Imperatriz para que orientem padres, sacerdotes, clérigos, pastores, ministros religiosos, presbíteros, epíscopos, abades, vigários, reverendos, bispos, pontífices ou qualquer outra pessoa que represente religião a se absterem de praticar atividades que configurem propaganda irregular.

O documento do Ministério Público alerta para o uso irregular de recursos dos templos religiosos em benefício de determinadas candidaturas, especialmente nos locais de culto ou durante as cerimônias religiosas. A Recomendação é direcionada também aos diretórios municipais dos partidos políticos em Imperatriz.

“O desatendimento desta recomendação poderá importar a adoção das medidas judiciais cabíveis, para os fins de corrigir as ilegalidades constatadas e promover as respectivas responsabilidades porventura configuradas”, assinalaram, no documento, os promotores eleitorais.

Flávio Dino esteve em convenção evangélica há dois meses em Imperatriz

Em junho deste ano, o governador Flávio Dino (PCdoB), que concorre à reeleição, esteve em Imperatriz para participar de uma reunião da Convenção dos Ministros da Igrejas Evangélicas Assembleias de Deus no Maranhão (Comadesma), ocasião em que foi alvo de manifestações públicas de de apoio à sua candidatura.

No encontro, o comunista estava acompanhado por vários capelães religiosos por ele nomeados, a maioria pastores da Igreja Assembleia de Deus, denominação evangélica com maior número de adeptos no Maranhão e com a qual mantém agenda regular de contatos, em eventos diversos, nos quais política e religião visivelmente se misturam. (Com informações do Blog do Daniel Matos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário