WebBanner_IPTUsite2

segunda-feira, 27 de agosto de 2018

Em ato político na zona rural de São Luís, Roseana defende a criação de empregos



O fechamento de empresas e o crescimento do desemprego no Maranhão foram destacados pelas lideranças que receberam a candidata a governadora Roseana Sarney (MDB), na última sexta-feira (24) em Aldeias Altas. “Hoje a população maranhense é vítima da indústria dos impostos, da arrecadação desenfreada, da falta de oportunidades. Quero voltar ao governo para que a nossa população volte a ter esperança”, enfatizou a ex-governadora.

Em seu discurso, Roseana afirmou que não se pode insistir em uma gestão que atinge principalmente os que mais precisam do apoio do Estado. “É difícil andar pelo Maranhão e ouvir que uma família teve que fechar sua empresa após mais de 20, 30 anos de trabalho. Ouvir que três, cinco, dez funcionários foram demitidos. Que o trabalhador não tem mais sua moto ou seu carro para trabalhar. Que as famílias mais carentes não sabem como vão pagar as contas de luz e água. É esse triste cenário que queremos mudar, retomando os programas sociais e criando oportunidades de emprego e renda para os maranhenses”, enfatizou.

Na reunião com lideranças políticas convidadas pelo ex-prefeito Tinoco, Roseana foi ouvida com muita atenção pelas pessoas ali presentes. E muitos relataram a dificuldade que o cidadão de Aldeias Altas enfrenta após o fechamento das agências do Banco do Brasil, do Bradesco e dos Correios, que foram explodidas em assaltos, no início deste ano.

“Nem vou falar da insegurança total que aflige todo o Maranhão. Estou preocupado é com as pessoas da nossa cidade, que são obrigadas a sacar o seu dinheiro e fazer compras em Caxias. O comércio local está fechando. E se isso não bastasse, ainda tem o aumento dos impostos direcionados aos pequenos empresários, que sem ter outra solução demitem seus funcionários”, afirmou o ex-prefeito de Aldeias Altas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário