WebBanner_IPTUsite2

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

Audiência na Câmara vai debater cobertura do Programa Saúde da Família em São Luís


A implantação de 100% das equipes do Programa Saúde da Família (PSF) será debatida durante Audiência Pública na Câmara Municipal de São Luís (CMSL), no próximo dia 29 de setembro. A realização é da Comissão de Saúde, atendendo proposição do vereador Genival Alves (PRTB).
A Audiência Pública, às 10h00, no plenário Simão Estácio da Silveira, vai tratar dos efeitos no atendimento à população na atenção básica, em função da baixa cobertura no número de equipes. Segundo registros do Departamento de Atenção Básica – DAB, a capital maranhense tem uma das menores coberturas do Programa Saúde da Família (PSF), atingindo menos de 20% da população ludovicense.

 De acordo com Genival, a Audiência Pública foi proposta por conta de um grande déficit na correta aplicação da Estratégia Saúde da Família (ESF). O parlamentar explica que São Luís tem capacidade para receber 520 equipes do ESF, porém, possui somente 338 equipes credenciadas pelo Ministério da Saúde, das quais apenas 109 estão efetivamente implantadas.

 “Em resumo, somente 20,9% das equipes possíveis estão implantadas, equipes estas que representam 32,2% das 338 equipes já credenciadas pelo Ministério da Saúde. Os registros apontam que o número é baixo e não cobre nem a metade da população numa cidade que mais de 70% da população depende do Sistema Único de Saúde (SUS)”, destacou o parlamentar em sua justificativa.

Para o evento, foram convidados representantes da Procuradoria Geral de Justiça, o secretário de Saúde do Município, o Conselho de Medicina, o Conselho de Enfermagem, representante do meio acadêmico dos cursos de medicina, enfermagem e cursos afins, o Conselho Municipal de Saúde, representante do Ministério da Saúde e a sociedade em geral.


PSF - O Programa Saúde da Família foi implantado no Brasil pelo Ministério da Saúde na década de 1990 e é mais conhecido hoje como Estratégia de Saúde da Família. Ele é uma reorientação do modelo de assistência, no qual cada equipe é responsável por um número definido de famílias localizadas em uma área geográfica delimitada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário