Banner B

quarta-feira, 11 de julho de 2018

Surto de viroses marca mudança de tempo em São Luis




Depois de seis meses de chuvas fortes e frequentes, julho é marcado pela transição do período chuvoso, chamado popularmente de “inverno” maranhense, para o período de estiagem, que começa em agosto e vai até dezembro, em geral, segundo a meteorologia. Ocorre que, em meio a essa mudança de tempo e temperatura, ora faz calor, ora chove.

E aí é que mora um grande perigo para a saúde da população: calor e umidade, com mudanças repentinas de temperatura, são fatores que favorecem a proliferação de vírus e bactérias. “Nesse período, o ideal é evitar lugares com aglomerações, locais fechados. As crianças estão de férias e isso acaba levando muita gente a buscar lazer e diversão em espaços como shoppings, cinemas, então, é bom se ligar na prevenção”, sugere a pediatra Alinne Barros, do Hapvida Saúde.

As viroses mais comuns nesse período de transição são as responsáveis por gripes e resfriados, que têm um ciclo de duração de, aproximadamente, sete dias. “O ideal é cuidar dos sintomas nesse período, já que o vírus vai deixar o organismo naturalmente com o passar dos dias. O que preocupa muitos pais são os possíveis agravamentos, se a doença não for tratada corretamente”, alerta a especialista.

 Imunidade

Entre os agravamentos mais preocupantes, estão as síndromes respiratórias e as infecções que fragilizam a imunidade, deixando o organismo mais suscetível a infecções bacterianas. “Um exemplo é a virose que causa coriza, náusea, dor de cabeça e febre baixa. Com a imunidade debilitada, a pessoa pode contrair uma infecção bacteriana na garganta e, assim, precisará de antibiótico, mas só quem pode fazer a indicação e prescrever o medicamento é o médico”, lembra Alinne Barros.

 As crianças são as mais vulneráveis às viroses, por isso, a recomendação é reforçar a imunidade dos pequenos. “Boa alimentação, sono tranquilo, reforço de vitamina, atualização da caderneta de vacinação e cuidados básicos com a higiene das crianças já são boas atitudes para prevenir muitas doenças”, indica a médica pediatra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário