WebBanner_IPTUsite2

sábado, 28 de julho de 2018

Aí gosta de ser traído! Flávio Dino relembra traição do ex, mas volta a apoiar quem já lhe traiu


Nunca vi uma pessoa pra gostar tanto de ser traído, como o quase ex-governador Flavio Dino (PCdoB). Em dez palavras ditas em sua convenção, oito foram se referindo ao seu ex-aliado, senador Roberto Rocha, pré-candidato a governador pelo PSDB.
Acontece que, ao criticar o tucano, o comunista esquece do que a sua agora candidata a senadora, Eliziane Gama, fez numa recente articulação transloucada. A irmã - como é conhecida no meio político - descumpriu um acordo e voltou atrás ao retirar uma emenda da Secretaria de Saúde para direcionar aos municípios de aliados, quebrando um acordo que havia sido firmado com o ex-coordenador da bancada, Rubens Júnior, após orientação do chefe do Palácio dos Leões.

É, meu povo, já vi muitas histórias de traições, mas pela primeira vez vejo alguém tem uma atração por traidores. Flávio reclama do Roberto, mas fecha os olhos para alguém em seu palanque que já teve atitude semelhante ao do ex que ele tanto critica. Se é paixão eu não sei, mas que ele ama uma traição, isso, eu tenho certeza!
Quem tanto reclama de traição, também já traiu, que o diga Zé Reinaldo e Waldir Maranhão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário