Banner B

quarta-feira, 27 de junho de 2018

Secretário de Bacabeira é um dos homenageados pelos 30 anos do Curso de Oficiais



O Chefe de Gabinete da Prefeitura de Bacabeira, Lucas de Jesus Lindoso, o Capitão Lucas (PSL), foi um dos homenageados na sessão solene realizada pela Câmara Municipal de São Luís, na tarde desta segunda-feira, para comemorar os 30 anos do Curso de Formação de Sargentos (CFSPM). Durante a cerimônia que aconteceu no plenário Simão Estácio da Silveira, Capitão Lucas que é oficial do Corpo de Bombeiro, recebeu das mãos do vereador Ricardo Diniz (PRTB) uma placa em reconhecimento aos serviços prestados nestes 30 anos à população de Bacabeira, da Capital, e do Maranhão.

“Eu estou muito feliz com esse reconhecimento. É muito gratificante receber de uma Casa como essa, que representa o povo da capital do estado, esse carinho e reconhecimento. Só temos a agradecer”, declarou Lucas.

O secretário bacabeirense que ingressou na corporação através do concurso público de 1988, foi um dos 112 aprovados e formados pelo Centro de Formação de Praças e depois pelo Centro de Formação de Oficiais, dos quais vinte foram incorporados no Corpo de Bombeiros e os demais na Polícia Militar do Maranhão. O reconhecimento aos vivos veio na forma de entrega de certificados a tenentes-coronéis, coronéis, tenentes, majores e sargentos da reserva e da ativa, tanto homens quanto mulheres.

Ao todo, foram 79 policiais militares e dezenove bombeiros. Dentre eles, dezesseis estavam presentes à sessão e receberam os certificados presença de colegas das duas corporações. Os demais não puderam comparecer por estarem de serviço na capital e no interior, mas seus certificados serão enviados pelos comandantes do Corpo de Bombeiros, coronel Célio Roberto Pinto de Araújo, e da Polícia Militar, coronel Jorge Luongo, que foi representado no evento pelo subcomandante, coronel Pedro Ribeiro. O primeiro a receber o certificado foi o coronel Célio Roberto.


A iniciativa da homenagem foi do vereador Ricardo Diniz e contou com a aprovação unânime de seus pares na sessão que apreciou a matéria. O próprio vereador presidiu e secretariou a sessão. Ao justificar a sua proposta, Ricardo Diniz frisou que durante três décadas os homenageados contribuíram na formação de novos membros das duas corporações e que como profissionais são fundamentais na proteção da vida e da sociedade, embora haja quem considere o contrário.

SUGESTÃO

Ele lembrou que recentemente foi a uma escola pública na Cidade Operária e, ao chegar ao local, sentiu insegurança por ser informado de que os grupos de pessoas estranhas postadas ali, ao lado do prédio, eram do Bonde dos 40 e do PCC. “Este fato me deu mais convicção sobre a importância, para a sociedade, da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. A meu ver, além da Escola Militar Tiradentes, na Vila Palmeira, mais escolas públicas deveriam ser entregues à gestão da Polícia Militar do Maranhão”, opinou.

Ao falar da tribuna da Câmara, o subcomandante da PMMA, Pedro Ribeiro, frisou que aquela era o tipo de solenidade que o alegrava “porque, embora eu não esteja relacionado para a homenagem, o trabalho da Polícia Militar está sendo reconhecido no tempo presente, por meus colegas, e isto é muito bom”. Já o coronel Célio Roberto destacou que aquele gesto da Câmara representava algo muito profundo a cada homenageado. “Este ato de reconhecimento, para nós, significa que cumprimos com a nossa missão. Às vezes os gestos, ainda que pequenos, têm grande significado. Neste caso, é o reconhecimento ao esforço de cada um”, resumiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário