WebBanner_IPTUsite2

terça-feira, 10 de abril de 2018

PM é acionada para encerrar ensaio do Boi da Maioba, no João Paulo, mas diretoria e brincantes resistem


A Polícia Militar foi acionada para encerrar o ensaio do Boi da Maioba, que, na noite de sábado (7) e madrugada de domingo (8), novamente reuniu milhares adeptos do grupo folclórico, dessa vez no bairro João Paulo, onde também lançou o seu CD para a temporada 2018. A alegação para a ordem de interrupção da festa foi perturbação do sossego público, justificativa prontamente rechaçada por brincantes e diretores, que mantiveram a tradição de ensaiar até o amanhecer.
Os cerca de oito policiais destacados para calar os maiobeiros chegaram por volta das 2 horas da madrugada ao local do ensaio, em duas viaturas, e deram ordem para que o evento fosse encerrado imediatamente. A essa altura, a multidão cantava e dançava, inebriada, ao som das toadas e no ritmo das matracas, pandeirões e tambores-onça, costume secular entre os brincantes do boi, que neste ano completa 121 anos de existência.
Ao receber a determinação, o presidente do Boi da Maioba, José Inaldo Ferreira, recusou-se a parar o ensaio. Manifestando total apoio ao líder, o público passou a gritar, em uníssono, que a festa continuaria até o raiar do sol, como sempre ocorreu no período que antecede a temporada junina.
Apenas a ordem para desligar o som foi cumprida. De resto, prevaleceu a tradição, já violada em tantas outras ocasiões, nestes tempos em que a cultura popular do Maranhão amarga grave crise de desvalorização.

Nenhum comentário:

Postar um comentário