WB-Combate-Mosquito-960x90px

terça-feira, 20 de março de 2018

“Não posso me eximir desse desafio”, diz Baldez ao lançar pré-candidatura à OAB-MA


O movimento “A Ordem É Reconstruir” anunciou, nesta terça-feira (20), a pré-candidatura do advogado criminalista Mozart Baldez à presidência da seccional maranhense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MA). Ao lado dele, como pré-candidato à vice, está o também advogado Tufi Maluf Saad. A confirmação do nome deles para a disputa foi embasada por assinaturas de apoio de causídicos, coletadas em todo o estado.

Sócio-fundador do Sindicato dos Advogados do Estado do Maranhão (Sama), do qual é o atual presidente, Baldez publicou nota publicada em suas redes sociais, falando do novo desafio e afirmou que essa escolha recai sobre os seus ombros por um grupo muito grande de advogados que acham que ainda pode contribuir para melhorar a representatividade institucional que é a Ordem.

“Sou pré-candidato a presidente para as eleições na OAB-MA que ocorrerão no mês de novembro deste ano (2018). Essa escolha recaiu sobre os meus ombros por um grupo muito grande de colegas que acham que ainda posso contribuir para melhorar a nossa representatividade institucional que é a Ordem. Digo isto porque já tive outros desafios fora do nosso Estado aonde residir por mais de 20 anos com êxito. Portanto, não poderia me eximir desse novo desafio”, declarou.

No comunicado, Baldez agradeceu a confiança dos colegas e convidou a classe para integrar o grupo denominado de “A Ordem É Reconstruir”, pois, segundo ele, sem a participação da categoria não haverá reconstrução.

“Convido a todos (as) que queiram participar conosco do grupo por mim denominado A ORDEM É RECONSTRUIR, para nos reunirmos todas as sextas-feiras em nosso escritório na Rua Padre Manoel da Nóbrega, número 170, bairro do Apedouro, telefones (98) 32492133/981481956 (zap), (sic) onde estamos recrutando colegas para figurar em nossa chapa e também aqueles que preferem ficar no apoio, ao mesmo tempo em que possamos discutir os novos projetos para melhorar a nossa entidade de classe, tanto na defesa e proteção aos advogados, como melhorar a advocacia e a jurisdição. Sem a participação dos advogados (as) não haverá reconstrução. Precisamos de todos engajados nessa luta!”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário