WebBanner_IPTUsite2

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Braide quer Hilton Gonçalo em sua chapa e diz que está no páreo para governador




AQUILES EMIR- O deputado estadual Eduardo Braide (PMN) reafirmou nesta terça-feira (30), em entrevista ao programa Conversa Franca, apresentado por Diego Emir na Rádio Difusora AM, que está no páreo da disputa pelo Governo do Estado e que a definição de sua candidatura depende apenas da população, “que deve manifestar esse desejo pelas pesquisas de opinião pública”, e dos partidos políticos que desejarem formar uma aliança alternativa para a sucessão de Flávio Dino (PCdoB).

O deputado, mais uma vez, criticou a política do atual governador, dizendo que ele é uma pessoa quando pega um avião e viaja para fora do Maranhão e outra quando retorna a São Luís, pois nada do que ele diz lá fora pratica aqui.

Segundo ele, para o Brasil, Flávio Dino prega a taxação das grandes fortunas, mas para os pequenos comerciantes maranhenses ele dá arrocho tributário e perseguição fiscal, inviabilizando centenas de pequenos negócios com levantamento de suspostas dívidas com mais de cinco atrás, fazendo cobrança do pagamento desses possíveis impostos não recolhidos, com juros e multas, sob ameaça de lançar os CNPJs no Cadim e Serasa.

Enquanto isto, para aos grandes empresários dá impostos camaradas, como é o caso dos 2% de ICMS para atacadistas com capital acima de R$ 100 milhões, o que só há uma empresa nestas condições em todo o Maranhão, disse ele numa referência ao recém inaugurado Centro de Distribuição do Grupo Mateus, aberto com apenas 300 contratações, embora a lei de incentivo exija no mínimo 500 contratos.

Candidatura – Segundo o deputado, ele tem recebido muitas manifestações de dirigentes partidários para trocar de legenda, com a promessa de que sua candidatura a governador seria assegurada, mas isto ele definirá somente em março, mês em que se fecham as janelas para troca de partido.

Até lá, continuará trabalhando pelo fortalecimento do PMN, partido pelo qual disputou a eleição para prefeito de São Luís, praticamente sozinho, e por pouco não venceu.

Braide disse que fica envaidecido com as manifestações de apoio a uma eventual candidatura ao chefe do Poder Executivo, embora deixe transparecer que sua maior inclinação é por uma eleição para deputado federal e disputar a Prefeitura da Capital, em 2020, sem riscos de ficar sem mandato, mas diz que se houver uma grande corrente popular e o desejo de dirigentes partidários para que se lance a governador não fugirá do desafio.

O deputado chegou a declarar que uma possível composição com o prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo (PCdoB), que já manifestou intenção de mudar de legenda para concorrer a vice-governador ou senador, seria uma excelente proposta e certamente daria ânimo a esse projeto.

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário