WebBanner_IPTUsite2

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Secretário diz que taxistas não têm o apoio da população de São Luís


O secretário municipal de Trânsito e Transportes, Canindé Barros (foto), rebateu nesta segunda-feira, 21, as críticas da categoria dos taxistas de que a SMTT não fiscaliza a ação ilegal de profissionais do Uber que atuam em São Luís, apesar de haver uma lei específica proibindo essa atividade.

Em entrevista ao programa Câmara em Destaque (Rádio Difusora AM-680 khz), o secretário afirmou que o órgão tem mantido as fiscalização. "Agora o que eu não posso é colocar todo meu efetivo de agentes de trânsito apenas para ficar fazendo só a fiscalização de Uber na cidade, já que outros serviços precisam de atenção especial na cidade", declarou.

Para Canindé, os taxistas estão desnorteados. "Eles não têm o apoio da população de São luís e buscam apoio dos taxistas em municípios vizinhos à capital como Paço do Lumiar, São José de Ribamar e Raposa. Esses taxistas de cidades vizinhas também estão atuando em São Luís clandestinamente, ou seja, de forma irregular, semelhante ao Uber", ressaltou.

O titular da SMTT garante que a Lei nº 3430 continua sendo a base para toda fiscalização no sistema de transporte de São Luís. "Isso está sendo feito por nós", garantiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário