WebBanner_IPTUsite2

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Diferente por natureza! Após eleição, Flávio Dino troca Guará por Difusora

Flávio Dino busca um sistema de comunicação para chamar de seu
Para entender este texto, é preciso lembrar o que aconteceu no ano de 2014, no período pré-eleitoral e durante a campanha daquele ano. É inegável a força que a imprensa tem e, de forma particular, a TV Guará teve um papel fundamental na campanha e vitória da coligação de Flávio Dino. Foram reportagens e denúncias contra o grupo Sarney e o governo Roseana. Com a ajuda das redes sociais, todo material produzido pela emissora foi difundido pelo estado e deu sua contribuição para Dino se tornar o governador.

Passados dois anos, a Guará se posicionou do "outro lado". Combatente à gestão Edivaldo Holanda Júnior, a emissora não atendeu aos apelos do Palácio dos Leões. E tem sofrido as consequências. Todo investimento feito no primeiro ano do atual governo foi deslocado para o Grupo Difusora, arrendada pelo parceiro deputado federal Weverton Rocha.

Enfim, toda dedicação (vale frisar que não foi quebrada até hoje) tem sido tratada com descaso pelo governo comunista.

Não faço julgamento do posicionamento que a TV Guará teve nos últimos anos, pois ela cumpriu seu papel como parceira do governo. Mas ela não merecia o tratamento que vem recebendo. Ou merece?

Eu até tentei ouvir, de colegas que trabalham na emissora, como anda a situação por lá, mas ninguém fala. Na verdade, nem é necessário para se perceber que as coisas já não são como antes. O quadro de profissionais foi reduzido e programas saíram do ar. O mais recente corte foi no jornal da manhã, o Bom Dia Guará. Alguns colegas que costumava ver nas ruas, fazendo reportagens, já não estão mais lá.

Por outo lado, a Difusora, envolvida em um possível escândalo, mantém uma equipe preparada para descontruir os adversários políticos. Weverton tem o desejo de ser senador e tem atropelado tudo e todos. Dizem que até chantagens ao Palácio tem sido feitas para que ele chegue ao seu objetivo.

Nessa diferença gritante de tratamento aos parceiros, quem tem pago a conta são pessoas que ajudaram a eleger um governo, que, por ora, ama apenas um lado e "descolore a ave símbolo do Maranhão".

Nenhum comentário:

Postar um comentário