Banner B

terça-feira, 2 de maio de 2017

Sousa Neto realizará audiência pública para discutir impactos da água de lastro na costa maranhense


A Assembleia Legislativa do Maranhão realizará, nesta quarta-feira (3), a partir das 14h, na Sala das Comissões Deputado Waldir Filho, uma audiência pública para tratar sobre os impactos econômicos e socioambientais da água de lastro dispensada pelos navios transoceânicos que atracam no Porto do Itaqui, em São Luis.
A temática foi apresentada pelo deputado estadual Sousa Neto (PROS) à Comissão do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, tendo em vista a necessidade emergencial de que sejam discutidas soluções e providências, devido aos prejuízos que a água que é coletada dos oceanos, trazida por estes navios pode representar aos ecossistemas marinhos, afetando a biodiversidade, a saúde e a economia local.
Sousa Neto (PROS) destacou a urgência de tratar da problemática, convocando órgãos nas esferas federal, estadual, municipal e, ainda, pesquisadores e entidades ligadas à área para debater sobre o assunto. “Chamar atenção de todos os órgãos envolvidos, já que é necessário que eles assumam a responsabilidade pela fiscalização e o controle dos impactos ambientais ocasionados por esta água armazenada nos navios, jogada junto com dejetos na Baía de São Marcos, e que, entre outras consequências, influencia também nas condições de balneabilidade das praias. São quase 19 milhões de metros cúbicos de água suja, por navio, jogados anualmente na nossa costa”.
O deputado explicou que a proposição tem como objetivo proteger a saúde pública, a economia e os ecossistemas maranhenses. “Se não houver fiscalização adequada dos navios que aportarem no Itaqui (e que não há), espécies exóticas e microrganismos típicos de outras partes do mundo, trazidos na água destas embarcações, podem acabar com a fauna e flora locais, provocando a extinção de espécies, gerando também ameaças à saúde pública, ao meio ambiente e a economia. Os impactos já estão sendo sentidos pelas comunidades ribeirinhas e agentes de pesca da região”.
Para o evento, foram convidados representantes do Ministério do Meio Ambiente, IBAMA, Secretaria Estadual do Meio Ambiente (SEMA), Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semmam), Ministério Público, OAB/MA, Capitania dos Portos do Maranhão, EMAP, ALUMAR, VALE, Petrobrás, universidades e instituições da área.
Serviço
O QUÊ: Audiência Pública – Água de Lastro: Ameaças e Impactos Econômicos e Socioambientais à Biodiversidade Marinha da Costa Maranhense
QUANDO: Nesta quarta-feira (3), a partir das 14h
ONDE: Assembleia Legislativa do Maranhão (ALEMA) – Sala das Comissões Deputado Waldir Filho (Palácio Manuel Beckman – Av. Jerônimo de Albuquerque – Sítio do Rangedor – Calhau)

Nenhum comentário:

Postar um comentário