domingo, 23 de abril de 2017

Presidente da Câmara de Bacabeira diz que não mandou exonerar servidora que não votou na prefeita


“Manifesto o meu repúdio e a minha indignação com relação a mais uma mentira que está sendo disseminada ao meu respeito.”
A frase acima é do vereador Elias Teixeira Lima, o Tchabal (PROS), presidente da Câmara Municipal de Bacabeira, em relação aos boatos disseminados contra ele em relação à exoneração de uma professora, que deixou o cargo, por não ter votado na prefeita Fernanda Gonçalo (PMN).
Em nota, Tchabal esclarece que jamais faria qualquer interferência ou gestão nesse sentido e negou sua participação na demissão da funcionaria.
NOTA DE ESCLARECIMENTO
Acerca de mais um ataque a minha reputação com o objetivo nítido de denegrir a minha imagem perante a população, em especial aos meus conterrâneos de Peri de Baixo, venho a público manifestar o meu repúdio e a minha indignação com relação a mais uma mentira que está sendo disseminada a meu respeito.
Diferentemente do que tem sido especulado sobre uma suposta participação minha, na demissão de alguns professores pelo fato destes não terem votado na atual prefeita da cidade, esclareço que jamais faria e farei qualquer interferência ou gestão nesse sentido.
É importante salientar que durante a minha vida pública, a cada eleição que disputei, sempre tive a humildade de buscar aumentar minha votação para chegar ao parlamento e isso, é prova da minha disposição para me aproximar de todos, independentemente de quem tenha votado.
Por fim, me coloco a disposição de todos, com a consciência tranquila e aqui reafirmando o meu compromisso de que como Vereador e presidente do Poder Legislativo estarei sempre atuando em favor daqueles que desejam contribuir ou que já contribuíram com o nosso município. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário