WB-Combate-Mosquito-960x90px

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Canindé Barros define estudo para viabilizar vans e micro-ônibus para o eixo Itaqui–Bacanga


Em reunião com diretores da Cooperativa de Transporte Alternativo da Área Itaqui–Bacanga, Modalidade Micro-ônibus/Vans, o secretário municipal de Trânsito e Transportes de São Luís, Canindé Barros, garantiu que fará um estudo técnico para viabilizar a circulação de vans e micro- ônibus na região da área Itaqui–Bacanga.
Canindé Barros assegurou que o processo será agilizado de maneira democrática e transparente, para que a regulamentação seja de acordo com as necessidades da população local, e para isso vai contar com o apoio das lideranças comunitárias.
O secretário explicou que após estudo, será definido os critérios para a implantação do plano modelo que terá inicio no eixo Itaqui – Bacanga o mais breve possível, para suprir a demanda, mas esclareceu que a cooperativa vai obedecer a critérios para explorar a região.
Outro ponto citado pelo secretário, foi implantação do transporte em outras capitais, que funciona de maneira organizada, defendido pelo superintendente de transporte, Manoel Cruz.
De acordo com o presidente da COOTRAIBA, José Ribamar Maciel, o processo de regulamentação do transporte alternativo para área foi iniciado desde a fundação da cooperativa, aguardando apenas a resposta da Secretaria de Trânsito e Transportes de São Luís (SMTT).
“Há muito tempo solicitamos esse beneficio para nossa comunidade”.
“Isso será uma grande novidade para nós, e contamos com a sensibilidade do secretário Canindé Barros, por isso temos esperança que a situação será resolvida”, Disse Rosângela moradora do Anjo da Guarda.
A reunião contou com a presença de comunitários e diretores da COOTRAIBA, sendo eles, Maciel Gomes (COOTRAIBA), João Costa, (ALEMA), Mirian de (Camboa dos Frades), Rosangela da Gancharia (ALEMA), e Mauro Garcia (FEIBA).
Em funcionamento as vans e micro – ônibus circularão em áreas  que não tem acesso para ônibus coletivos, dando agilidade e rapidez sem demorar para usuários de transporte público.
Os bairros que serão beneficiados pelo sistema a ser implantado  ainda vai depender do estudo, e o projeto vai se estender em toda São Luís, após o período de adaptação.
A cooperativa terá também bilhetagem eletrônica para aceitar os cartões, estudantil, carteira de idoso, e vale transporte.
Por Mauro Garcia

Nenhum comentário:

Postar um comentário