WB-Combate-Mosquito-960x90px

quinta-feira, 2 de junho de 2016

Adriano pedirá informações sobre obras financiadas pelo BNDES


O deputado estadual Adriano Sarney (PV) anunciou que vai requerer do Governo do Estado informações detalhadas sobre todas as obras financiadas pelo BNDES no Maranhão, tanto na gestão passada quanto na atual. A iniciativa do parlamentar foi apoiada pela liderança do governo, durante debate no plenário.

“O financiamento de R$ 3,8 bilhões deixado pelo governo Roseana Sarney é um presente, uma herança bendita, para o governo atual”, afirmou Adriano. O deputado disse ainda que, sem esse recurso “o governo atual certamente estaria sem fazer grandes obras ou talvez nada, por que sabemos que o país passa por uma grande crise e, mais ainda, sabemos que o governo estadual tem uma política econômica equivocada, que fez com que a economia do Maranhão se agravasse mais do que a de outros estados da Federação”, explicou.

O deputado ressaltou que, no governo passado, o crescimento econômico do Maranhão era superior ao de outros estados brasileiros e que, atualmente, tem apresentado quedas maiores do que a média nacional.

O parlamentar esclareceu que o requerimento de informações será referente a todas as obras em cada município do estado, que foram iniciadas na gestão anterior e as que ainda serão feitas pelo governo atual, com recursos que foram adquiridos junto ao BNDES ainda no governo Roseana.

“Vou entrar com esse requerimento, para votação em plenário, a fim de que este pedido de informações seja feito pela Mesa Diretora ao Governo - inclusive com apoio já manifestado da liderança governista - para os devidos esclarecimentos, o que dará transparência a esse assunto, que é de interesse de todos os deputados assim como de todos os maranhenses”, ressaltou Adriano.

VIVA MARANHÃO

Durante a sessão plenária, o deputado questionou o fato de que a empresa gerenciadora dos projetos que foram financiados pelo BNDES, contratada no governo Roseana, continua a atuar no governo atual.

“Se há alguma desconfiança de irregularidade na gestão dos projetos no governo passado, então o governo atual deveria ter mudado a gerenciadora dos projetos, mas a empresa continua a mesma. Quem faz todo o gerenciamento do projeto Viva Maranhão – por que o nome do projeto é esse e não Mais Maranhão – é a mesma empresa, ou seja, uma incoerência sem fim”, declarou Adriano.

O financiamento do BNDES para obras no Maranhão foi debatido no plenário da Assembleia Legislativa, nesta terça-feira, em decorrência de uma audiência promovida no início da semana pelo deputado federal Hildo Rocha (PMDB-MA) com a diretoria do banco, em Brasília (DF), acompanhado de uma comitiva de deputados estaduais maranhenses.


Nenhum comentário:

Postar um comentário