Banner B

quinta-feira, 5 de maio de 2016

"Metropolizar não é discutir limites", diz Chaguinhas


Para o parlamentar a metropolização é um instrumento de gestão, mas para sua efetivação, é preciso muito trabalho




O vereador Francisco Chaguinhas, líder do PP na Câmara Municipal de São Luís (CMSL), disse na tarde da última quarta-feira (04), durante audiência pública promovida pela Assembléia Legislativa do Maranhão, para discutir sobre os limites territoriais entre São Luís, Paço do Lumiar, Raposa e São José de Ribamar, municípios que integram a Região Metropolitana.

A audiência foi o resultado de um clamor da sociedade, principalmente dos moradores que residem em comunidades limítrofes, como é o caso dos bairros Parque Vitória, Jardim Turú e localidades adjacentes, que não sabem a que município pertencem.


Ao falar sobre o assunto, Chaguinhas disse que discutir limites não vai resolver a questão, pois o importante seria buscar mecanismo para a metropolização que, segundo ele, é um instrumento de gestão excelente, mas precisa de muito trabalho.

— Se nós a ampliarmos, é muito importante, mas algumas iniciativas ficarão por fora. Metropolizar não é discutir limites. Temos que buscar o ponto de convergência política chamando o Governador do Estado e os Prefeitos dos Municípios. A metropolização tem que ser primária. O governador assume o compromisso e cria uma autarquia chamada agência metropolitana. A vida é uma batalha e tem que ser tratada com muito valor. Esse valor, todos nós estamos multiplicando pelos moradores da região metropolitana. Saber onde estamos, saber o que  temos direito, o que nos falta. E para isso, só a metropolização  resultante  do ponto de convergência do Governo do Estado e dos Prefeitos — declarou.

Além do vereador de São Luís, participaram da audiência os deputados Adriano Sarney, Bira do Pindaré, Junior Verde, Wellington do Curso e Zé Inácio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário