WebBanner_IPTUsite2

quarta-feira, 13 de abril de 2016

PERSEGUIÇÃO : A ÚNICA PASTA QUE FUNCIONA NO GOVERNO MUNICIPAL


Foi denunciado nos últimos dias na Câmara Municipal a demissão do violonista internacional e professor João Pedro Borges. O vereador Francisco Chaguinhas repudiou a ação vergonhosa da atual gestão, pela forma como é tratada a educação pelos gestores da capital. Chaguinhas também foi enfático em desafiar o prefeito de São Luis a abrir uma escola de música na capital, já que o parlamentar irá pegar essa causa e implantar um polo na localidade do bairro São Cristovão. Lá, irá atender a toda aquela comunidade e os bairros vizinhos que precisam de um projeto como este, que é de total relevância para uma educação comunitária de qualidade e abrangente. No mesmo ato, o nobre edil reforçou e lamentou a truculência impetrada pelo espírito da perseguição que toma conta da gestão municipal.

“O ato de violência do dirigente municipal contra o violonista João Pedro Borges é outra demonstração clara de que ele desconhece a história e os valores da arte e da música dos grandes talentos maranhenses”, afirmou o vereador Francisco Chaguinhas.

Contudo, isso nos mostra, mais uma vez, a falta de respeito da gestão inoperante que se cravou nos acervos dos gestores públicos de nossa capital. A mudança prometida para área da educação  passou  apenas por falácias.  Ainda mais, meus amigos, que o espírito da vingança, da perseguição, se alastra a cada dia nessa gestão.  Às vezes, fico me perguntando: será que o prefeito Edeh ( Edivaldo de Holanda) lê antes de assinar um documento – exoneração do cargo? Ou ele confia nos seus aliados e vai logo assinando sem saber o motivo? Aqui ficam as minhas indagações e o meu lamento profundo pela gestão de todos os aliados, menos dos que realmente precisam, que é a camada popular. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário