Banner B

quarta-feira, 30 de março de 2016

Problemas antigos persistem na UEB Jean Norberto


A UEB Jean Norberto Coelho localizada no bairro Cidade Olímpica, cerca de 220 alunos ainda sofrem com as mesmas dificuldades encontradas em 2015 e, mesmo com várias documentações enviadas pelo corpo docente para a Secretaria Municipal de Educação (SEMED), até o momento nada mudou.

Problemas - A unidade apresenta problemas, principalmente, na rede hidráulica que causa mau cheiro e condições insalubres. A cisterna que fica na parte externa do prédio e está completamente suja, sem condições de uso; a rede de esgoto está entupida, quando chove toda sujeira transborda e o odor invade o espaço de ensino, fato que pode causar diversas doenças. Os professores também reclamam da infestação dos pombos e acúmulo de fezes desses animais na área da escola.

Já a parte elétrica do prédio está completamente danificada. Os fios estão expostos a um metro de altura das crianças, um perigo constante para alunos e professores. Além disso, há uma caixa dágua suspensa por ferros enferrujados e deteriorados, podendo a qualquer momento desabar e causar uma tragédia de proporções inimagináveis.

O prédio também apresenta goteiras, ausência de ventiladores, sistema sanitário impróprio para o uso das crianças; forro deteriorado; armários e carteiras caindo aos pedaços, ou seja, um cenário desconexo de uma educação pública de qualidade.

“Tenho que retirar todos os alunos da minha sala e levá-los para outra sala, onde o mal cheiro é menor. Não tem mais condições de ensinar num espaço desses. Crianças e professores estão sendo prejudicados”, reclamou uma professora que não quis se identificar.

Para a professora Elisandra Santos, o espaço escolar se tornou um local sem prazer, onde os problemas prevalecem. “Essas crianças necessitam de um ambiente diferenciado, mas nesta escola é impossível. Queremos uma ação imediata do governo no sentido de resolver pelo menos os problemas básicos”, concluiu.

Na última quinta-feira (24) o secretário de Educação, Moacir Feitosa, esteve na unidade Jean Norberto e viu de perto todas as problemáticas existentes. Segundo ele, ainda esta semana os problemas básicos mais urgentes serão solucionados.

Em ata, os professores da unidade decidiram paralisar suas atividades durante toda essa semana, caso contrário não irão iniciar o ano letivo.


“A diretoria do Sindicato já acompanha a luta dos professores da UEB Jean Norberto há tempos, por isso, apoia a decisão dos professores, ratificando que caso a situação não seja resolvida ainda esta semana, como prometido pelo secretário, as aulas não serão iniciadas”, afirmou a professora e dirigente do Sindeducação, Isabel Cristina Dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário