WebBanner_IPTUsite2

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

ROSE SALES DESMONTA A TENTATIVA FRUSTRADA DE INJÚRIA MORAL FEITA POR BATISTA MATOS‏

Ver. Rose Sales

Em pleno painel "PELA PAZ"  a Vereadora Rose Sales mais uma vez fez valer o seu papel de fiscalizadora do Executivo Municipal e de mediadora dos interesses da população ludovicense, pedindo a paz para a cidade de São Luís e afirmando ser necessário que os governos municipal e estadual garantam a política de segurança pública. A parlamentar afirmou: "é inadmissível o Prefeito Edivaldo de Holanda Júnior ter colocado no orçamento 2015 mais de R$ 23 milhões de reais para fazer propaganda de governo e, para o reaparelhamento da Guarda Municipal, o valor de R$ 30.000,00 (trinta mil reais) e nem chegou a aplicar este valor; a Guarda não se faz presente nos terminais de integração, nas escolas, nas praças, nem nas feiras, por falta de ampliação do seu quadro, por falta de combustível; de estrutura, onde os guardas se encontram há 5(cinco) anos sem fardamento; esta gestão deixou a Guarda sem o porte de arma; e enquanto isso, escolas estão sendo saqueadas, alunos e trabalhadores da educação em pânico; feirantes, usuários dos transportes e rodoviários atemorizados; e o Prefeito ao invés de melhorar e aplicar investimentos na segurança, fez o absurdo de dotar a Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania para o ano de 2016, com o valor irrisório de R$ 557.000,00 (quinhentos e cinquenta mil reais) e, para o reaparelhamento da Guarda, não colocou nenhum real, mais uma vez trocando a prioridade do povo, fez dotação de mais R$ 18 milhões para a Comunicação. Proponho que o Prefeito retire recursos da Comunicação e aumente os valores da Segurança".

O Secretário de Comunicação, Batista Matos, muito alterado, perdendo a compostura, onde foi preciso a Vereadora e o presidente da Sessão, Vereador Ricardo Diniz, com vozes firmes mandá-lo se conter várias vezes. Pois, não tendo  como responder e desfazer os corretos reclames de Rose Sales sobre a administração municipal, ele partiu para agredir a Vereadora e tentar contra a sua moral: "a senhora é uma irresponsável, oportunista, antes de apontar o dedo tire a trava do seu olho, a senhora mandou emenda para entidade de sua família"; a Vereadora, de forma serena e contundente, esclareceu: "o senhor bem sabe que o envio da emenda em 2010 foi pra uma instituição pública, sem fins lucrativos, onde realizei inúmeras obras significativas para a vida do povo (pontes, ruas, reconstrução da feira do Cruzeiro do Anil), trazendo dignidade para centenas de famílias, e além de ter prestado contas, fiz algo único - devolvi ainda a rentabilidade  bancária de R$186,90 (cento e oitenta e seis reais e noventa centavos) e ainda, apliquei o valor pessoal de R$ 200.000,00 ( duzentos mil reais), para conclusão do conjunto de obras. O senhor por conveniências políticas e pra defender o indefensável tanto no governo João Castelo quanto no governo Edivaldo Holanda Júnior sempre me desrespeitou, o que lamento." 

Vale lembrar, que Batista Matos faz a política da conveniência trocando sempre o povo por quem está  prefeito. Uma tarefa árdua para os "defensores" da gestão municipal, até porque, são completamente despreparados no quesito: debate de idéias e dos fatos concretos, lançando mão do recurso primário, vulgar, desequilibrado de ofensas a pessoa com injúrias e mentira, fugindo desta forma do assunto em pauta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário