WB-Combate-Mosquito-960x90px

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

“É uma bomba preste a explodir nos presídios”, diz deputado sobre a redução da maioridade pena‏l

Em entrevista ao blog da Dalvana Mendes, Zé Carlos falou também sobre terceirização, crise econômica, reforma política e participação do PT nas eleições 2016.
O deputado federal José Carlos Nunes Junior, o Zé Carlos (PT/MA), em seu 1º mandato, diz ser contra a redução da maioridade penal, aprovada ontem pela Câmara dos Deputados em segundo turno, por 320 votos a favor, 152 contra e 1 abstenção. No entanto, o petista argumenta que da forma como a proposta foi aprovada, não vai ajudar aqueles que cometerem crimes, pois, em sua opinião, com a redução da maioridade, os presídios que já estão em fase de calamidade, podem se transformar em verdadeiras ‘bombas’ prestes a ‘explodir’.
“Sou contra [da maioridade penal], o que acontece é que a forma como foi colocada, ela não vai ajudar aqueles que cometerem crimes. Nós já sabemos que os presídios brasileiros estão em fase de calamidade, ali não é mais um presidio, é uma bomba preste a explodir”, declarou em entrevista ao BLOG.
O parlamentar afirmou ser favorável a uma reformulação do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) para que o crime hediondo tenha a mesma pena compatível com outros crimes. Assim, segundo ele, o País trabalhará para redução penal.
“Sou favorável que se refaça o ECA e tome para estes crimes hediondos uma pena compatível com o crime e assim, estaremos trabalhando para redução penal. Do jeito que estar o preso vai se especializar em crimes, então a imprensa informa que a maioria da população está favorável eu não vejo desta forma, a população está favorável, que estes criminosos sejam presos, e que paguem em regime fechado, assim a sociedade vai está livre enquanto eles estão cumprindo a pena”, declarou.
TERCEIRIZAÇÃO
Outra proposta polêmica abordada na entrevista foi à terceirização. No bate-papo, o parlamentar afirmou ao blog que lutou contra a aprovação da matéria na Câmara dos Deputados. Ele afirmou que o projeto de lei que permite às empresas a subcontratação de todos os seus serviços.
“Lutei contra a terceirização, projeto de lei que permite às empresas a subcontratação de todos os seus serviços, na qual apresentei emendas para garantir o pagamento das obrigações trabalhistas e previdenciárias aos trabalhadores. Onde um trabalhador terceirizado ganha 23% a menos”, informou.

REFORMA POLÍTICA
Zé Carlos abordou também uma das pautas mais aguardada pelos brasileiros, que levou milhares de cidadãos as ruas nos últimos meses em protesto a uma Reforma Política. “Na Câmara federal, lutei pela Reforma Política, mas infelizmente não haverá nenhuma reforma política. Luto também por uma reforma tributária, que precisa ser revista, onde pequena, medias empresas possam crescer, possam vender mais, mais barato,” afirmou.
Ele disse ainda que a Reforma Política que não promoveu as mudanças esperadas pelo povo brasileiro e ainda deixou de avançar em algumas propostas como, por exemplo, o fim do financiamento das campanhas por empresas e o aumento da cota de mulheres para os cargos de deputados e vereadores.
CRISE ECONÔMICA
O petista não nega a situação delicada do PT diante da crise econômica e política, que tem encontrado resistência para governar.
“Estamos passando por uma situação delicada porque tem a crise com o governo do PT, uma crise econômica, que por sua vez alimenta a crise política, sem dúvida o mais grave e o mais forte é a crise política. O governo ainda não se encontrou e não conseguiu articular sua base e resolver suas questões, para ter tranquilidade para governar”, alertou.
Segundo o parlamentar umas das causas da crise, é devido ao escândalo de propinas envolvendo a Petrobras e dirigentes do PT.
“A crise do PT vem também por causa da Petrobras, eu defendo que tudo deve ser apurado de forma exemplar, as pessoas que cometeram o crime devem pagar. Vejo o partido muito maior que pessoas, mas quem é o partido? É aquele trabalhador rural, aquele assalariado, este é o partido, ele não pode ser penalizado. Sou favorável que tudo seja apurado”, ratificou Zé Carlos.
ELEIÇÕES 2016
As eleições para prefeitura de São Luís também foi abordada durante entrevista, onde de acordo com deputado Zé Carlos, o PT no Maranhão, ainda não se posicionou, uma vez que há ritos a serem realizados.
“Quanto às eleições da capital, o PT ainda não se posicionou, pois é uma decisão que deve ser tomado em conjunto, juntamente com a Executiva e Diretório do partido, onde será decidido, se teremos candidatura própria ou não”, concluiu.
RAIO-X
José Carlos Nunes Junior
NASCIMENTO
26 de Maio de 1955, no São Luís (MA); 60 anos
FORMAÇÃO
Engenheiro Civil
ATUAÇÃO
Deputado federal (PT-MA), eleito com 90.531, ficando na 6º posição dos mais votados.
Deputado Estadual, MA. Partido: PT. Período: 2011 a 2015;
Superintendente Regional da Caixa Econômica Federal no Maranhão. Período: 2003-2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário