WB-Combate-Mosquito-960x90px

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

São Luis: Rose Sales visita assentamento na zona rural



A vereadora Rose Sales (PCdoB) visitou nesta segunda, 19, o Assentamento Gisele, localizado na zona rural de São Luis.

Sales estava acompanhada do secretário Municipal do Meio Ambiente, Marco Aurélio Ayres Diniz, técnicos da prefeitura, lideranças comunitárias e moradores em geral.

Na condição de presidenta da Comissão de Meio Ambiente da Câmara de Vereadores, Rose Sales demonstrou-se indignada com a forma abusiva, desrespeitosa e predatória com que as empreiteiras construíram as Unidades Habitacionais da Ribeira, sobretudo quanto ao lançamento de resíduos sólidos e a descarga d’ água para a comunidade.

“Lamentável a forma como as empresa estão tratando a comunidade. Mas terão que reparar tudo, o rio, as nascentes e o brejo que assorearam, e de onde os moradores pescavam e retiravam o abastecimento, mas que agora virou um extenso chão batido com dezenas e dezenas de juçareiras, buritizeiros e outras árvores mortas. Agiram segundo aquele comportamento ‘pobre que se exploda!’, mas não vamos aceitar”, garantiu.

Não bastassem todos estes abusos, a vereadora constatou ainda que vários poços artesianos foram soterrados, vias e ruas deram lugar à crateras obrigando alguns moradores, inclusive, a abandonarem suas casas.

Rose Sales espera que todos estes problemas possam ser contornados a partir de uma reunião, articulada por ela, entre a Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semmam), Secretaria de Urbanismo e Habitação (Semurh ), e ainda as empreiteiras, a Superintendência Regional da Caixa Econômica Federal (CEF) e a comunidade, cujo objetivo é a assinatura de um TAA – Termo de Ajustamento Ambiental.

“A situação socioambiental no Assentamento Gisele é muito grave. Por isso resolvi convidar a Semmam, a Semurh, a CEF, além das construturas e representantes da comidade, para uma reunião no próximo dia 26 a fim de que possamos chegar a um entendimento sobre assinatura de Termo de Ajustamento Ambiental, contendo ações e prazos bem definidos desde o início à conclusão das intervenções, considerando que a Prefeitura de São Luís tem que garantir concretamente um basta nessa situação, uma vez que já faz mais de um ano que eu e a comunidade estamos nessa luta em defesa do Assentamento Gisele”, assegurou a vereadora.

O Secretário de Meio Ambiente, Marco Diniz, sensível com o grave quadro, demonstrou grande disposição para ajudar a resolver esta situação que tem se tornado um pesadelo para o moradores.

Confiram as imagens:









Nenhum comentário:

Postar um comentário