WebBanner_IPTUsite2

terça-feira, 21 de agosto de 2018

Esquema em cartórios envolvendo dono da Dimensão Engenharia é denunciado pelo MPF


Acusado de montar um esquema de propina envolvendo os cartórios de registro de imóveis de São Luís e Paço do Lumiar, o empresário Antônio Barbosa de Alencar, da Dimensão Engenharia, foi denunciado pelo Ministério Publico Federal por corrupção. 
Além dele, foram denunciados por crime de corrupção ativa os funcionários da Dimensão, Arivaldo Silva Braga e Luiz Carlos Nunes Martins; e por corrupção passiva a escrevente Maria das Graças Lima Figueiredo (São Luís) e o notário Henrique Vieira (Paço do Lumiar).
Em várias conversas telefônicas, os acusados foram flagrados negociando propinas para facilitar a expedição de documentos cartorários necessários ao andamento de processos de financiamentos imobiliários junto à Caixa Econômica Federal.
O esquema terminou desbaratado durante a Operação Lilliput, realizada pela Polícia Federal em 2016 para combater os crimes de ordem tributaria praticados pelo esquema em favor da Dimensão. 
O Ministério Público Federal pede a condenação de Barbosa e dos seus dois funcionários por oferecer vantagem pecuniária ilícita, tipificado como crime de corrupção ativa, com pena de reclusão de 2 a 12 anos e multa, e dos dois escriturários por aceita-la por corrupção passiva, também com pena de reclusão de 2 a 12 anos, e multa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário