WB-Combate-Mosquito-960x90px

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

SES diz que vai regularizar terceirizados da Saúde e revolta seletivados


A Secretaria de Estado da Saúde (SES) firmou um acordo no Ministério Público do Trabalho (MPT) que deixou de cabelos em pé os aprovados no seletivo realizado pela Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH) no início do ano.
Foram aprovados na ocasião 7,9 mil candidatos, mas quase ninguém foi chamado até agora.
Enquanto isso, o governo vai mantendo as terceirizações – tão criticadas pelos comunistas na gestão passada. E pior: assumiu o compromisso, com o MPT e com servidores, de regularizar a situação de todos os prestadores de serviços que trabalham desde o ano passado na Saúde estadual sem qualquer vínculo com a SES.
São quase 8 mil.
Praticamente a mesma quantidade dos aprovados no seletivo, que aguardavam ansiosamente por uma decisão do governo sobre o caso.
Os seletivados desejavam que, em vez de regularizar os funcionários precários, fossem eles os convocados para trabalhar a partir de 2017.
Para os aprovados, no entanto, há apenas a promessa de que 20% serão chamados no primeiro semestre, e outros 20% no segundo.
Para os demais, por enquanto, nem esperança…

Nenhum comentário:

Postar um comentário