WB-Combate-Mosquito-960x90px

terça-feira, 27 de maio de 2014

Canindé Barros já admite que haverá aumento na passagem dos ônibus em São Luís

Eterno titular da SMTT (Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte), o engenheiro Francisco Canindé Barros admitiu, em entrevista ao radialista Marcial Lima, da Mirante AM, que haverá aumento de passagem dos ônibus, nos próximos dias, em São Luís.

Na entrevista, assim como das outras vezes em que assumiu o controle da SMTT, Canindé defendeu o argumento utilizado pelos empresários do sistema de transporte de passageiros da capital, de que há uma defasagem financeira acima de 50% no valor das tarifas cobradas atualmente, e que não há possibilidade de reajuste dos salários dos motoristas e cobradores sem um aumento no valor da passagem de ônibus.

‘Nós temos a consciência de que a população sofre com a precariedade do transporte, mas não podemos esconder a verdade da população sobre a defasagem’, defendeu o secretário, prometendo que explicaria na Câmara Municipal de São Luís a dura realidade vivida pelos empresários.


De acordo com o SET (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís), a grande defasagem financeira seria o principal motivo para o desencadeamento da crise no sistema de coletivos da capital. Alegando ser superior a R$ 8 milhões, os empresários usam a crise para negar o atendimento à pauta de reivindicações referentes às negociações de aumento salarial dos grevistas que, nesta terça-feira (27), atingiu 100% da frota.

Para sair da crime nominada pelo SET como ‘situação de colapso financeiro-operacional’, o sindicato defende um reajuste beirando os 35% no valor médio das tarifas de ônibus da cidade. Baseadas no aumento da tarifa média, as passagens dos coletivos ficariam entre R$ 2,80 e R$ 3,10.
Prefeitura tenta aumentar a tarifa desde 2013

Desde que assumiu o mandato, o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PTC), tem se esquivado de manter o compromisso assumido na campanha eleitoral de 2012, quando prometeu que o valor atualmente cobrado pelas empresas que operam o transporte coletivo de São Luís não iria aumentar.

Eleito, a primeira polêmica da gestão do petecista começou antes mesmo de sua posse, quando o vice-prefeito de São Luís, Roberto Rocha (PSB), afirmou em uma entrevista que, diante do que chamou de ‘crise no sistema de transporte público’, havia a urgente necessidade de reajustar a tarifa de ônibus.

Um mês depois, no dia 11 de fevereiro de 2013, acionada por estudantes, a promotora de Defesa do Consumidor do Maranhão, Lítia Cavalcanti, teve de intervir e classificar como ilegal o aumento de 23,5% no valor das passagens de ônibus, determinado pela Prefeitura de São Luís, por meio da SMTT.

Trocando em miúdos, não fosse a ação rápida do Ministério Público do Estado do Maranhão (MP/MA), a população ludovicense já estaria pagando mais caro pela passagem de ônibus deste então.

Fonte: Atual7

Um comentário:

  1. OLHA SÓ A PREOCUPAÇÃO DO PREFEITO EM IMPLEMENTAR SISTEMA DE FACE NOS ÔNIBUS, PARA DIFICULTAR O DIREITO DE IR E VIM DOS FAMILIARES QUE POSSIVELMENTE UTILIZAM O DINHEIRO DE PLÁSTICO EMPRESTADO PELO PARENTE . AGORA VOTEM NOVAMENTE NESSE QUE SE DIZ COMPROMETIDO COM O POVO.

    ResponderExcluir